Archive for the ‘cachaça’ Category

Sertó tem drinques e burguers

5 de novembro de 2018
2018-11-05 - Sertó tem drinques e burguers

Foto Montagem – Cesar Adames

A região central de São Paulo acaba de ganhar mais uma atração gastronômica. Desta vez é o Sertó Bar que chega na Rua Major Sertório, 106 e mistura um toque de hamburgueria com bar de drinks e petiscos.

A parte dos comes fica a cargo do chef e proprietário Marcelo Magaldi que tem experiência de anos trabalhando no grupo Fasano. Magaldi é um craque na seleção dos petiscos como o Croquetó (croquete cremos de mortadela e parmesão) R$ 25, Bolo D’Ovo (Elaborado com blend de carnes e ovo caipira) R$ 10 e da Rego Fritas (Fritas com sálvia, tempero a base de especiarias levemente picante) R$ 19.

E dele também a seleção dos burguers, oito no total. Para começar sugiro o Marco Zero Um (Carne, Cheddar Inglês e Maionese da casa no Pão Brioche) R$ 22 onde dá para conhecer o blend de carnes da casa. Depois peça o Sertó que dá nome a casa (Carne, Queijo meia Cura, pickles, pancetta, ovo caipira e maionese da casa no pão brioche) R$ 29.

Os drinks tem assinatura de Jean Ponce, são seis além dos 13 clássicos. Provei o  General Jardim (Gin, calda de capim santo, cítricos, angostura e galho de arruda) R$ 25, o Dona Veridiana (Gin, xarope de pepino com manjericão, xarope de açúcar, mix de limões e clara de ovo) R$ 25 mas o meu preferido foi o Marques de Itú (Single Malt Talisker, Averna, Cynar, Amaro Lucano, Vermute carpano clássico, tintura de sal e laranja bahia) R$ 36.

Não deixe de provar a sobremesa Misericórdia (Bolo de Chcolate recheado de brigadeiro e servido com calda quente de chocolate) R$ 19. É de lamber os beiços.

SERTÓ – Rua Major Sertório, 106

Anúncios

Cateto faz aniversário de 5 anos

25 de outubro de 2018

 

2018-10-25- Cateto faz aniversário de 5 anosUm dos meus lugares preferidos quando quero beber cervejas diferenciadas, comer queijos e embutidos de pequenos produtores e as vezes até degustar um charuto é o Cateto Pinheiros. Ele começou na Mooca,  veio para Pinheiros e agora completa cinco anos de vida.

Por conta disso eles estão armando uma big festa na Cervejaria Tarantino no domingo dia 9 de dezembro das 12 as 19 horas. O evento vai ter de tudo que um grande festival de cerveja deve oferecer, mas fugindo dos encontros cervejeiros tradicionais, o Cateto Day trará diversas atrações para a família; desde pebolim, ping pong, quadra de basquete com apresentações de street até monitores para a criançada.

No copo, mais de 20 chopes entre convidadas e colaborativas-exclusivas para o dia farão a diversão dos sedentos por uma boa cerveja de nomes como Bodebrown, Zalaz, Zapata, Alenda, Urbana, 4Árvores em muitos nomes de peso além da própria Cervejaria Tarantino com rótulos próprios e algumas receitas exclusivas para o evento feitas em colaboração entre o cervejeiro da casa Alexandre Sigolo e cervejeiros convidados. Alem disso ainda vai dar para provar a segunda cachaça feita exclusivamente para o Cateto.

Ao som ao vivo do folk de O Bardo e o Banjo e da irreverência do Alabama Jubileu, a comida também é um show à parte. Feita a seis mãos, ela será comandada pelos mestres da gastronomia Diego Belda, Checho Gonzales e Matheus Zanchini Barrella. Uma verdadeira alquimia em porções recheadas de sabor e cheias de ingredientes inusitados, além das opções veganas e pratos destinados às crianças (Alimentação a parte do ingresso).

O ingresso open bar custa R$ 180,00 (1º lote) e dá direito ao copo exclusivo do evento, toda a estrutura de entretenimento, atrações musicais e mais de 20 chopes selecionados para o dia em esquema self service. Ele será vendido pelos canais do Sympla e nas unidades do Cateto. Há também a opção no drink por R$ 40,00 (qualquer lote). Essa modalidade contempla todas as atrações, estruturas de diversão, exceto o copo e bebidas alcoólicas. Crianças são isentas até 12 anos.

Para a tranquilidade dos convidados, haverá traslado do percurso Metrô Barra Funda – Cervejaria Tarantino no período das 11:30 às 20:00 e ele será gratuito.

INGRESSOS A VENDA PELO SYMPLA:

https://www.sympla.com.br/festival-5-anos-cateto__388485
.
OU NAS UNIDADES DO CATETO:

– Francisco Leitão 272, Pinheiros

– Fernando Falcão 810, Mooca.

Cauli Lounge Bar surpreende com drinks especiais e extremamente criativos

24 de outubro de 2018
2018-10-24- Cauli Lounge Bar surpreende com drinks especiais e extremamente criativos.jpg

Foto – Cesar Adames

Ontem fui conhecer o Cauli Lounge Bar do João Paulo Warzée, um dos sócio da casa, e da dupla de bartenders  Marcos Felix e Sylas Rocha. Os três são os responsáveis por algumas viagens visuais e etílicas em drinks muito bem elaborados e que tem uma apresentação impecável.

O espaço que inaugurou a um mês ocupa o que foi o extinto Bar.  em Pinheiros. A decoração do ambiente é criativa com abajures pendurados no teto e murais de arte urbana. Isso se repete no cardápio com quase trinta drinks autorais.

Vale a pena experimentar pois além de ótimos no copo são de uma criatividade a parte.

Eu provei e recomendo estes três nesta ordem;

Maneki Neko (Soju, geleia de Yuzu, vermute bianco, chá verde de hortelã  e limão) R$ 32

Voo pela Capadócia (Rum, xarope de tangerina,limão, club soda, angostura e folhas de manjericão). R$ 32

Room Service (Cognac, Cointreau, limão e xarope de açúcar). R$ 32

Alem dos drinks vale a pena experimentar o Risoto a Carbonara, um espetáculo.

Cauli Lounge BarR. Joaquim Antunes, 248, Pinheiros

Hotéis Pullman em São Paulo realizam festival de drinks orgânicos

18 de outubro de 2018
2018-10-18 - Hotéis Pullman em São Paulo realizam festival de drinks orgânicos

FOTO – Divulgação

Preocupação com o meio ambiente, experiências criativas e diversão dos seus hóspedes  a rede de hoteis Pullman Hotels & Resorts  em São Paulo em parceria com a cachaça Yaguara e o gin Vitória Régia, realizam a partir de hoje, 18 de outubro o festival de coquetelaria orgânica, com produtos que têm em o seu processo produtivo diferenciado para originar destilados orgânicos.
O festival conta com quatro opções de drinks orgânicos: o Sour é composto por cachaça Yaguara branca, xarope de cardamomo, limão-taiti e dashes de orange bitter. Já o Yaguara Mate leva cachaça Yaguarax Orgânica, limão-taiti, xarope e chá-verde da casa em sua composição. O Hibiscos Tônica é um drink de Vitória Régia Gin, folhas de hibisco, tônica Wewi e rodelas de limão siciliano. E por fim, Vitória Régia Gin, limão siciliano, mel brasileiro, dashs de Angostura tradicional e Orange Bitter são a base do Bebbo Cocktail.

Os drinks estarão disponíveis até o dia 20 de dezembro nas três unidades dos Hotéis Pullman em São Paulo: Ibirapuera, Vila Olímpia e Guarulhos Airport. O Sour, Yaguara Mate e Hibiscos Tônica serão comercializados no valor de R$ 29,00. Já o Bebbo Cocktail sai a R$ 35,90.

Serviço

Base Bistrô & Bar – Hotel Pullman São Paulo Guarulhos Airport
Rodovia Hélio Smidt, s/n – Aeroporto, Guarulhos – SP
Taste It Food & Lounge – Hotel Pullman São Paulo Ibirapuera
Rua Joinville, 515 – Ibirapuera, São Paulo – SP
Hub Food Art & Lounge – Hotel Pullman São Paulo Vila Olímpia
Rua Olimpíadas, 205 – Vila Olímpia, São Paulo – SP

Cerveja La Trappe com cachaça do Brasil

25 de setembro de 2018
2018-09-25- Cerveja La Trappe com cachaça do Brasil

Foto: Cesar Adames

Acaba de chegar ao Brasil o lote 30 (batch 30) da Cerveja  La  Trappe Oak  Aged. A La Trappe é uma cerveja trapista é  elaborada desde 1884 na cervejaria da Abadia Cisterciense “Onze Lieve Vrouw van Koningshoeven” (N. Sra. de Koningshoeven) na Holanda.

Para produção da La Trappe Oak Aged, a cervejaria, normalmente, separa uma pequena parte da produção da La Trappe Quadrupel e acondiciona em barris de madeira que já envelheceram outras bebidas como  whiskey, vinho tinto, vinho branco, rum, conhaque, etc.  (veja a lista completa abaixo).

2018-09-25- Cerveja La Trappe com cachaça do Brasil1

Foto: Cesar Adames

 

No caso da La Trappe Oak Aged Cachaça Barrel, deixaram a La Trappe Quadrupel em barris de cachaça durante 12 meses.

Em junho de 2016, a Bier & Wein, em parceria com a cachaçaria Weber Haus, disponibilizou 50 barris para a produção desta Oak Aged.  Estes barris, de carvalho francês, maturaram cachaça durante 12 anos.  Esta cachaça tem características de café, chocolate, baunilha e amadeirado.

Entre as 11 cervejarias trapistas no mundo, a La Trappe foi a primeira a utilizar barris de cachaça para envelhecer  cerveja. Foram produzidas 600 caixas (3.600 garrafas 375ml) e destas, 115 caixas vieram ao Brasil (690 garrafas) que serão comercializadas a um preço médio de R$ 250. Ela tem 11% de teor alcóolico e seu potencial de guarda é até 2043.

A La Trappe Oak Aged Cachaça Barrel tem um aroma de caramelo, malte e amadeirado.  A cachaça pode ser sentida levemente no aroma e no paladar. Outros sabores que podem ser apreciados são de caramelo, ervas aromáticas e frutas maduras.  Ela é um Blend de 80% de La Trappe Quadrupel  envelhecida em barris de cachaça e 20% em barris novos de carvalho.

 

Destilaria H.Weber relança marca de Cachaça Primavera

20 de setembro de 2018
2018-09-20- Destilaria H.Weber relança marca de Cachaça Primavera

Ilustração: Weber Haus/Divulgação 

A primeira marca comercial da Destilaria H. Weber está de volta ao mercado com a mesma receita original de Hugo Weber, fundador da empresa de Ivoti, na Rota Romântica.  A bebida armazenada em cabriúva foi lançada no ano de 1969 e fez sucesso por cerca de 30 anos. “Seu retorno é um resgate às origens e uma homenagem histórica ao fundador da Weber Haus”, afirma Evandro Weber, diretor da empresa e filho de Hugo.

Com canaviais próprios em Ivoti, interior do Rio Grande do Sul, na chamada Rota Romântica, a empresa está sediada no mesmo lote de terras onde a família de imigrantes alemães alojou-se há quatro gerações, e opera com destilaria desde 1848. A empresa possui uma vasta linha de bebidas orgânicas e também envelhecidas que compõem o seu rol de cachaças Premium e Extra Premium,  uma referência de qualidade no mercado brasileiro, bem como sua linha de licores.

Dia da Cachaça e Projeto Rabo de Galo

13 de setembro de 2018

2018-09-13- Dia da Cachaça e Projeto Rabo de Galo

Dia 13 de setembro é esperado e comemorado por todos apreciadores da branquinha ou moreninha, se passar por barris. Este dia também dá inicio ao Projeto Rabo de Galo, uma iniciativa da cachaça Yaguara que convida o público a experimentar os clássicos brasileiros.

Em sua terceira edição o festival acontece entre os dias 13 e 30 de setembro em cinco capitais brasileiras, com o objetivo de valorizar também outros drinques nacionais como a Caipirinha, o Bombeirinho, o Macunaíma e as Batidas

O festival, que se restringia a São Paulo na primeira edição, expandiu-se para outras capitais como Rio de Janeiro, Porto Alegre e Curitiba em 2017 e, agora, chega também a Goiânia, totalizando mais de 100 endereços participantes.

Para celebrar os coquetéis icônicos que têm o destilado como base, a cachaça Yaguara convidou alguns dos melhores bartenders dos cinco estados para apresentarem criações exclusivas a preços acessíveis,  até R$ 20 para drinques elaborados com cachaça Yaguara Branca e até R$ 25 para os feitos com as cachaças Yaguara Orgânica ou Ouro. Parte do valor será revertido como doação para uma instituição de caridade ligada à sustentabilidade.

Em São Paulo, participam do evento bares como o Le Jazz Petit Bar, o Picco, o Ipo Bar, que serve suas versões de Caipirinha (Yaguara Branca, limão taiti, açúcar demerara e melaço de cana, R$ 18) e Bombeirinho (Yaguara Branca, purê de framboesa e limão taiti, R$ 18) e o recém inaugurado Caulí Lounge Bar, que serve releituras autorais da tradicional Batida (Yaguara Branca, maracujá, Saint Germain, creme de leite, R$20). Já no Rio de Janeiro, participam do festival casas como o Stuzzi Bar, o Garoa Bar Lounge e o Hotel Yoo2. Nas demais capitais, alguns bares referencia da cidade,  em Curitiba o Officina Restô Bar, em Porto Alegre  o Capone Drinkeria, e  em Goiânia  o Nubah.

Pirajá comemora 20 anos com nova cachaça Santo Grau

30 de agosto de 2018
2018-08-30- Pirajá comemora 20 anos com nova cachaça Santo Grau

Foto – Divulgação

Com blend colaborativo desenvolvido com a ajuda de especialistas, a cachaça Santo Grau Pirajá Blend Coletivo 2018 chega ao mercado para marcar os 20 anos da esquina mais carioca de São Paulo.

Criado novamente em parceria com a Santo Grau, marca das outras cachaças próprias da casa, o blend é intenso e vibrante, com toques de carvalho de barris selecionados de diferentes idades, que potencializam sua complexidade.

O blend especial foi criado durante um evento no bar com a presença de grandes nomes da coquetelaria e gastronomia paulistana como Jean Ponce (Guarita), Nina Bastos (Jiquitaia), Paulo Carvalho (Mocotó), Luísa Saliba (Rota do Acarajé), Leandro Batista (Butique Umas e Outras), Paulo Leite (Sagarana), Manoel Beato (Fasano), Heloisa Bacelar (Lá da Venda), Maurício Maia (Cúpula da Cachaça), Rafael Welbert (Balaio), entre outros como os representantes da Santo Grau, Luis Henrique Munhoz e Glauco Mariano, e o próprio produtor do engenho da marca em Paraty, Eduardo Mello.

A parceria entre a Santo Grau e o Pirajá não é de hoje. Escolhido a dedo pela sinergia com o bar e em homenagem às tradições e raízes culturais do Rio de Janeiro e do samba, o engenho da Santo Grau localizado em Paraty é o responsável pela produção artesanal de todas as cachaças Pirajá. Além do novo Blend Coletivo 2018, são produzidas no local a Santo Grau Pirajá e a Santo Grau Pirajá Velha Guarda, que recebeu recentemente medalha de ouro no Concurso Mundial de Bruxelas – Edição Brasil. A cachaça pode ser encontrada no Pirajá e o preço é de R$ 55.

 

Cachaça, História, Gastronoia e Turismo

21 de agosto de 2018
2018-08-21- Cachaça, História, Gastronoia e Turismo

Foto – Divulgação

Sempre que me perguntam qual é o melhor livro sobre alguma bebida eu respondo: “Não existe”. Por que? Porque  até agora não vi nenhum livro conseguir abranger TODOS os aspectos da bebida de forma técnica, correta e com uma linguagem fácil de se entender.  Temos muitos livros que são excelentes em uma abordagem única como produção, markentig ou sensorial, outros tratam do assunto como um todo mas de forma generalista.

Não é o caso deste Cachaça – História, Gastronomia e Turismo, novo livro de Jairo Martins da Silva, especialista no assunto em seu segundo livro que chega ao mercado pela Editora Senac São Paulo. Nesta obra ele amplia o trabalho feito anteriormente de uma forma mais detalhada resultado de intensa pesquisa realizada desde o fim dos anos 90.

O livro traz o conteúdo muito bem apresentado de forma lógica para quem deseja aprender mais sobre a bebida, para quem deseja montar um alambique e iniciar sua produção ou para quem se interessa em conhecer as principais regiões produtoras do destilado no país. Neste ponto o livro traz uma inovação pela primeira vez em um livro dá para ter uma relação das marcas que possuem visitação. São 37 alambiques listados com detalhes da história da marca, visitação e linha de produtos.

Martins tambem faz uma análise das regiões produtoras dando detalhes de clima e solo que fazem o diferencial no produto final. Traz uma abordagem sobre os mais de 30 tipos de madeiras que transferem aromas, cores e sabores para a bebida e diferenciam a cachaça de outros destilados. Para quem quer fazer uma análise técnica da bebida o livro ainda tem uma ficha de degustação bem detalhada.

 

Cachaça – História, Gastronomia e Turismo –

Autor: Jairo Martins da Silva

Editora: Editora Senac São Paulo

Preço: R$ 61

Número de páginas: 322

 

 

Livro Bebidas  Alcoólicas Ciência e Tecnologia

25 de julho de 2018

2018-07-25-Livro Bebidas Alcóolicas Ciência e Tecnologia

Para quem gosta e quer conhecer ainda mais o universo das bebidas sugiro a leitura do livro Bebidas Alcoólicas Ciência e Tecnologia de Waldemar Gastoni Venturini Filho da editora Blucher.  Este livro faz parte da Série Bebidas (Volume 1 – Bebidas alcoólicas: ciência e tecnologia; Volume 2 – Bebidas não alcoólicas: ciência e tecnologia; Volume 3 – Indústria de bebidas: inovação, gestão e produção), que foi escrita por 147 autores brasileiros e estrangeiros. Além dos autores brasileiros, participaram desta série especialistas da Costa Rica, Cuba, México, Peru, Uruguai, Irlanda, Portugal e República Tcheca.

O Volume 1, com 575 páginas tem 28 capítulos sobre bebidas alcoólicas e foi dividido em quatro partes: I) Bebidas fermentadas; II) Bebidas destiladas; III) Bebidas retificadas; IV) Bebidas obtidas por misturas. Neste volume, o leitor encontrará três capítulos sobre cachaça, três sobre cerveja, cinco sobre vinho e três sobre bebidas alcoólicas indígenas, entre outros. Dez de seus capítulos são dedicados às bebidas alcoólicas derivadas da uva.

Pela abrangência dos conteúdos e pela qualidade dos capítulos redigidos por especialistas de cada área, o leitor tem em suas mãos o que de melhor há no mercado editorial brasileiro na área da ciência e tecnologia de bebidas.

Novo Ilha das Flores

20 de julho de 2018

2018-07-20-Novo Ilha das Flores

Sucesso na cidade desde 1991, o icônico bar Ilha das Flores acaba de reabrir com ambiente totalmente repaginado. Após passar por uma extensa reforma, a casa reaparece inspirada na original Ilha das Flores localizada no arquipélago dos Açores. Com predomínio das cores azul e branco, o espaço é dividido entre salão, varanda e calçada.

O cardápio ganhou novidades do chef Francisco Pinheiro, que já trabalhou ao lado de grandes nomes como Alex Atala e Laurent Suaudeau, além de ter sido chef de cozinha do restaurante Attimo – que ganhou 1 estrela Michelin sob sua gestão. Recentemente, ficou conhecido por sua participação no programa MasterChef da Band.

As receitas aparecem valorizando os ingredientes, prezando pelo frescor e origem dos alimentos. Para começar, Coxinha de frango artesanal e Polenta cremosa na pedra com ragu de linguiça artesanal além de muitas outras porções para compartilhar.

A carta de drinks foi elaborada pelo premiado Henrique Medeiros, que já comandou o bar de casas como D.O.M e Kinoshita. Vale provar o De Cresci Martini com gin Tanquerey e abacaxi flambado e o Dual Drink – Ketel One Vodka, Cointreau e suco de maçã.

ILHA DAS FLORES – Rua dos Curumins, nº 5. – Tel: 3031-5644.

www.ilhadasflores.com.br

Os Segredos da Cachaça

18 de julho de 2018

2018-07-18- Os Segredos da Cachaça

 

Em formato de almanaque e com linguagem divertida, os autores João Almeida e Leandro Dias homenageiam em Os segredos da Cachaça a bebida mais popular entre os brasileiros. Considerada o primeiro destilado das Américas, a cachaça é um símbolo da cultura brasileira e capaz de apresentar refinamentos e nuances tão complexas quanto qualquer uísque.

Neste lançamento amplamente ilustrado, com diversas fotos de época e imagens de alambiques de todo o Brasil, o objetivo foi cobrir diversos aspectos da cadeia de produção, distribuição e consumo da bebida. Além disso, o leitor conhecerá as origens históricas da cachaça e poderá descobrir um pouco mais sobre os alambiques mais tradicionais do país.

Para aqueles que não conhecem plenamente a bebida, o livro apresenta os seus vários tipos (branca, amarela, blend, armazenada, envelhecida), traz a lista das 100 melhores cachaças do Brasil e ensina a fazer a caipirinha perfeita, além de trazer releituras de diversos drinques clássicos com a marvada como protagonista.

Por trazer um pouco da história, características da bebida, receitas, dicas, entre outros, Os segredos da cachaça é o livro perfeito tanto para quem está descobrindo o valor da cachaça quanto para os já apaixonados pela bebida. Um brinde e leia sem moderação!

Título: Os segredos da cachaça

Autores: João Almeida e Leandro Dias

Nº de Páginas: 160

Preço: 70,00

Editora Alaúde

Tem cachaça nova no Cateto

13 de julho de 2018

2018-07-13-Tem cachaça nova no Cateto

O Cateto Pinheiros aqui em São Paulo é uma excelente opção para quem gosta de queijos e embutidos produzidos por pequenos produtores. De quebra eles ainda tem uma carta de cerveja para ninguém botar defeito. E pra completar o quadro no segundo andar tem o OAK um bar que tem uma carta com 20 drinks super bem elaborados pelo competente Paulo Cesar Corghis.

Agora o Cateto também tem uma Cachaça para chamar de sua. A Sugar Cane Soul foi desenvolvida em parceria com a Cacharia Quinta das Castanheiras e Cachaças  Pardim que desenvolveram em conjunto com o Cateto um blend de quatro madeiras, Carvalho Americano, Balsamo, Castanheira e Amburana. Foram produzidas 150 garrafas e na noite de lançamento 50 já foram vendidas. Cada garrafa custa R$ 100,00 mas você pode experimentar uma dose ou até um drink com ela já que o cardápio recebeu oito drinks em que ela é a estrela ou faz participação especial.

Cateto Pinheiros – Rua Francisco Leitão, 272 – Pinheiros – SP – Tel – 3063-5220

 

Jim Roof Club na Faria Lima

10 de julho de 2018

2018-07-10- Jim Roof Club na Faria Lima

O grupo de sócios do  Indústria de Entretenimeno (Rey Castro, The Sailor Pub e Vista Restaurante e Café) acaba de inaugurar mais um empreendimento. O Jim Roof Club, espaço noturno com referências contemporâneas e clima intimista onde a multiplicidade de opções, pode criar diferentes tipos de festas incluindo drinks e petiscos. O espaço fica no último andar de um prédio na Avenida Faria Lima em São Paulo com uma vista privilegiada da avenida e tem espaço para 220 pessoas.

Uma das apostas do grupo é a coquetelaria de assinatura, parte dos drinks foi criada pelo bartender Jairo Gama que atende as outras casas em conjunto com  Ernesto “Nica” Lara, vencedor da etapa brasileira do Baccardi Legacy.

Vale a pena experimentar o drink AL CAPONE (gin infusionado com flor de jambú, Bourbon, Luxardo, defumação de canela e pau brasil) R$ 32 e o GIN DE LA CREME (gin Plymounth, Campbell´s tomato, redução de balsâmico com molho inglês e gel de trufa negra, suco de limão, guarnecido com azeitona verde e temperos com crosta de gergelim R$ 34.

Para petiscar o chefe Felipe Bellim, famoso por seus burgers e finger foods, assina oito opções de appetizers. Não deixe de provar o  Bolinho Thai (bolinho de arroz com curry recheado de caldeirada de camarão) e a Polentinha (crostines de polenta grelhada com creme de gorgonzola e pimenta biquinho).

JIM ROOF CLUB – Av. Brig. Faria Lima, 2776 – Jardim Paulistano – Tel: 11 3044-4032

Vai assistir a abertura da copa aonde? Que tal ir no Desenbargador?

13 de junho de 2018

2018-06-13-Vai assistir a abertura da copa aonde Que tal ir no Desenbargador1

Há nove anos na esquina entre as ruas Desembargador do Vale e Tucuna, no bairro da Pompéia, está o Bar Desembargador, um ambiente simples, com comida caprichada, chope de qualidade e drinques e caipirinhas  feitos a quatro mãos pelo consultor bartender Marcelo Serrano e pelo bartender da casa Clayton.

Para a Copa, o bar receberá seus clientes com um telão na rua, tv´s espalhadas em todo o salão e, para homenagear a equipe da casa e a do país que recebe o evento, Serrano sugere novos drinks, para a torcida ser mais quente:

O cardápio de petiscos  tem comidinhas clássicas de boteco e também criações especiais. Para regar o clima de botequim, o Desembargador oferece chope, cervejas long neck de diversas marcas e uma carta de bebidas e de  cachaças especiais.

2018-06-13-Vai assistir a abertura da copa aonde Que tal ir no Desenbargador2

Marcelo e Clayton prepararam três drinks especiais para a copa. Amanhã dá pra provar o  Rússia Spring Punch – Vodka Stoli – xarope de açúcar – limão siciliano – Licor de Cassis no fundo do copo (um clássico da Rússia). No domingo, dia de estreia do Brasil vamos de É do Brasil: Cachaça –  Frangélico –  Xarope de jatobá –cajuína e limão siciliano. E antes de qualquer jogo tem o Esquenta – Jack Daniels, Reserva 51, Angustura,suco de laranja, suco de limão e xarope de gengibre.

Entre os novos petiscos, não deixe de pedir os carros chefes:  Bolinho de Picanha com linguiça, Beiju de Tapioca com salmão defumado e os Pastéis de shitake, carne e queijo.

Bar Desembargador – Rua Desembargador do Vale, 253 – São Paulo – Tel: (11) 3672-3676

Cachaça,Café,Chocolate e Charutos – Festival Origens abre inscrições para sua 2ª. edição

28 de março de 2018

2018-03-28-Cachaça,Café,Chocolate e Charutos - Festival Origens abre inscrições para sua 2ª. edição

Idealizada para os apreciadores de charuto, a segunda edição do Festival Origens será realizada entre os dias 18 a 20 de outubro de 2018, nas cidades de Cachoeira e São Félix, no Recôncavo Baiano, a 116 quilômetros de Salvador.

O evento busca valorizar os produtos de origem baiana que proporcionam harmonização com o tabaco. A última edição do evento, no final do ano de 2017, contou com participantes de diferentes estados brasileiros

A programação completa do festival terá  três dias e oferecerá várias atividades que proporcionarão o conhecimento da cadeia produtiva do tabaco desde a semente até o charuto pronto para o consumo, feitos de forma artesanal pelas mãos das charuteiras. Serão workshops de harmonização do charuto com cachaça, café e chocolate, que juntos formam os 4 C da Bahia; degustações de bebidas artesanais baianas, visitas às fábricas e fazendas produtoras de charuto da região, passeios, além de manifestações culturais e uma culinária rica em sabores.

A escolha do local para o evento é justamento devido à história centenária do Recôncavo da Bahia na produção do tabaco, que atravessa gerações há mais de 450 anos. As características do solo, clima, história e cultura da região são os elementos fundamentais para tornar o charuto produzido nessas terras um produto de origem reconhecido por sua qualidade em todo o mundo.

As inscrições estão disponíveis no site www.festivalorigens.com.br .

Sebastiana a grife da Cachaça

22 de março de 2018

2018-03-22- Sebastiana a grife da Cachaça

A Cachaça Sebastiana é uma marca relativamente nova no mercado, mas já ganhou diversos prémios e medalhas em competições nacionais e internacionais. Entre os cinco rótulos disponíveis gosto muito e recomendo a Sebastiana Castanheira que fica um ano e maio em barris de Castanheira e tem um preço de R$ 85,00.

Todas cachaças produzidas por eles podem ser encontradas no novo site https://loja.cachacasebastiana.com.br/ que entrou no ar ontem e também fez o lançamento da nova linha de camisetas femininas e masculinas da marca. O mais interessante é que estas camisetas trazem mensagens bem humoradas que com certeza vão agradar os apreciadores da bebida.

Para comemorar o lançamento a marca está oferecendo por um tempo determinado um desconto de 10% na primeira compra. É só colocar o nome CESARADAMES no cupom de desconto.

SITE SEBASTIANAhttps://loja.cachacasebastiana.com.br/

Goose Island e Cachaça Yaguara criam cervejas envelhecidas em barris de cachaça

22 de março de 2018

2018-03-22- Goose Island e Cachaça Yaguara criam cervejas envelhecidas em barris de cachaça

A cerveja Goose Island, reconhecida internacionalmente como ícone no processo de envelhecimento da bebida em barris de uísque, uniu sua experiência cervejeira com a cachaça brasileira Yaguara para criar cervejas envelhecidas em barris do destilado. O resultado é a experiência We Have Wood, uma degustação de três blends da bebida maturada em madeiras diferentes, finalizada com uma dose de Yaguara Ouro e que esta disponível da Goose Island Brewhouse em versão limitada.

Para criar essa experiência, utilizou-se como base o estilo escocês Wee Heavy, que foi fermentado com a mesma levedura usada na preparação de cachaças e teve adição de caldo de cana de açúcar durante a etapa de fervura do processo, que no total levou 20 dias. Após esse período, a cerveja foi transferida para os barris de madeira para envelhecer por 3 meses. Cabreúva, Carvalho Americano e Amburana são as mesmas madeiras utilizadas nas barricas para envelhecer a Yaguara Ouro. Além delas também utilizou-se Grápia e Carvalho Francês.

O trio de cervejas e dose de cachaça We Have Wood (R$60) que será oferecido exclusivamente na Goose Island Brewhouse é composto por:

– We Have Wood 1, o líquido base que não passou pelo processo nos barris, possui tonalidade escura, com traços rubi. No sabor e aroma é possível encontrar notas de rapadura, toffee, condimentado e um leve frutado, que resultam em uma textura licorosa no paladar.

– We Have Wood 2, uma mistura da cerveja envelhecida em barris de grápia e carvalho francês, apresenta um aroma de frutas vermelhas, como morango, cereja e framboesa. Do carvalho será possível sentir uma complexidade de couro e tabaco. “Tem um bom equilíbrio no paladar, evidente da maturação em barricas de madeira. Licorosa, com agradável maltado”, explica Guilherme.

– We Have Wood 3 é uma versão mais complexa, um blend da cerveja maturada em três madeiras diferentes. O carvalho americano resultou em sabores de coco, baunilha e chocolate. Já a cabreúva, acrescentou caráter mais terroso e herbal para o blend, enquanto a amburana se destaca com aroma amadeirado e ressalta ainda mais o coco e baunilha.

GOOSE ISLAND BREWHOUSE – Rua Baltazar Carrasco, 191 – Pinheiros – Tel: 2886-9858

Drinks no TATÁ Sushi

8 de novembro de 2017

2017-11-08-Drinks no TATÁ Sushi

Não é sempre que a gente consegue juntar trabalho com prazer. Trabalho de informar e prazer de degustar bons drinks criados pela união de dois amigos. O primeiro é o Luizinho Hirata dono do TATÁ Sushi um dos melhores restaurantes japoneses de São Paulo e Zulu um dos mixologista mais competentes do Brasil.

Luizinho fez uma reforma no restaurante e criou uma área de bar muito legal que está com uma excelente seleção de sakes e de drinks by Zulu.  Alem dos clássicos que não podem faltar ele criou seis drinks, quatro deles com sakês. Vale a pena experimentar o Brasil Japão (Sakê, Cachaça, Néctar Yozu, Mel e Purê de Abacaxi – R$ 31), o Kashu San leva Sakê, Bourbon, Caju, Limão e Caju Seco (R$ 28) e é muito interessante por conta do contraste entre o sakê e o Bourbon. Não deixe de experimentar o Banzeiro (Cachaça, Vinho tinto, Xarope de balsamo e espuma cítrica – R$ 26). Outro ponto positivo do cardápio de bar é a variedade de petiscos que combina muito bem com os drinks.

TATÁ Sushi – Rua João Cachoeira, 278 – Itaim Bibi – Tel: 30278-2006

Drinks novos no Restaurante Mestiço

20 de outubro de 2017

2017-10-20-Drinks novos no Restaurante Mestiço

Inaugurado em 1997, pela chef Ina de Abreu, o Mestiço é onde a Tailândia e Bahia se encontram na mesa. Com uma cozinha contemporânea bem variada o restaurante reúne um público bem variado em um ambiente simples que sempre tem exposições de arte que são renovadas periodicamente.

Para comemorar seus 20 anos foram criadas cinco novas receitas de drinques criadas pelo bartender da casa, João Paulo de Melo. Elas trazem sabores cítricos e utilizam frutas e flores em combinações perfeitas para harmonizar com o cardápio da casa e refrescar o calor da primavera.

Entre as novidades, o Black Thai é preparado com cachaça infusionada em pimenta negra, limão siciliano e adoçado com agave (R$ 30) e o Alozem  que leva cachaça de cambuci e cachaça especial, cerveja, xarope de gengibre, limão siciliano e alecrim (R$ 30).

Para os apreciadores de gim, o Flor de Lis combina o destilado com suco de cranberry, limão siciliano e Licor de Flores (R$ 30) e o Gim Tônica ganha um toque de flor de hibisco (R$ 34). E com inspiração mediterrânea, o Sicília leva Aperol, licor Frangelico, limão siciliano, suco de laranja e ganha como guarnição muçarela de búfala e tomate cereja temperados com ervas de Provence (R$ 29).

Para acompanhar as novidades nado como os clássicos do cardápio como a entrada Krathong-thong (Cestinhas tailandesas de massa crocante, recheadas com frango, milho e especiarias (R$ 33, 7 unidades), os Crostini de queijo de cabra e compota de tomate (R$ 30) e as Empadinhas de alho poró (R$ 26, 3 unidades).

Mestiço – Rua Fernando De Albuquerque, 277 – Consolação – São Paulo – SP – Telefone: (11) 3256 3165

 

 

Bar Piratininga comemora 25 anos

16 de outubro de 2017

2017-10-16-Bar Piratininga completa 25 anos

Um dos redutos da boa música e shows ao vivo o bar Piratininga que foi um dos pioneiros na Vila Madalena comemora 25 anos de sucesso em grande estilo.  Após um período fechado para reforma, a casa acaba de reabrir com novo ambiente cheio de referências musicais, sem perder o clima anterior que fez a história da casa.

Para comemorar a nova fase, o estabelecimento convidou a bartender Adriana Pino para renovar a carta de drinks. Além de opções clássicas ela trouxe criações autorais como Nuno Midelis – Bourbon, xarope de gengibre, mix cítrico e hortelã (R$31).

Ela tambem criou uma sessão de Gin Tônicas, com sete versões como Águas de Março – gin, xarope de erva doce, suco de grapefruit e creme de abacaxi (R$31) e Alegria, Alegria – Gin, morango, cardamomo e perfume de Laranja Bahia (R$29). As receitas estão sendo executadas pelo barman Passarinho, no comando do balcão há mais de 20 anos.

O menu também foi reformulado pelo chef Claudio Aliperti. Para petiscar, Bolinhos de frango com curry picante e chutney de manga caseiro (R$46), Pão de alho com calabresa (R$38) e Carne-seca desfiada puxada com cebola roxa na manteiga de garrafa com mandioca cozida (R$49).

Instalado na Vila Madalena desde 1992, o Piratininga é um local único. As apresentações musicais vão do jazz à MPB, do blues à bossa nova, passando por ritmos latinos e folk, com presença de grandes nomes nacionais e internacionais. Alguns eventos reúnem música e gastronomia, tornando a experiência ainda mais completa. Seu nome é uma homenagem ao primeiro nome da cidade, São Paulo de Piratininga.

Piratininga Bar – Rua Wisard, 149 – Vila Madalena – Tel: 3032-9775

Visita a Busca Vida

18 de setembro de 2017

2017-09-18-Visita Busca Vida 

Recentemente fui convidado pelo pessoal da Interfood, uma das grandes importadoras e distribuidoras de bebidas do Brasil para conhecer o Galpão Busca Vida e o local onde se produz a a famosa Busca Vida.

O galpão tem 20 anos de história, a bebida 19 e ambas foram criação do Carlão, dono da marca e um cara com muuuita história pra contar que resolveu juntar cachaça artesanal com limão e um toque de mel.

A ideia dele era criar um drink a base de cachaça que fosse fácil de beber e atingisse todos os públicos. Busca Vida acabou lançando então uma nova categoria de bebidas no país que hoje tem mais 21 produtores. Para o Carlão isso é bom por que o publico passa a saber que este estilo de bebida existe mas também pode inibir o consumo caso a marca escolhida não tiver uma qualidade muito boa.

20170731_111104.jpg

O Galpão Busca Vida que fica em Bragança Paulista interior de São Paulo é outra história a parte. Ele foi criado para reunir os amigos, compartilhar bons momentos e tomar cachaça. Com o passar do tempo o espaço foi aumentando, shows foram chegando e a receita da bebida se aprimorando. Hoje em dia fica muito difícil imaginar o Galpão sem a bebida e vice versa.

Em 2002 o Galpão Busca Vida ganhou ainda mais reconhecimento com a participação na realização do Festival de Arte Serrinha. O evento acontece todos os anos durante três semanas do mês de julho no bairro da Serrinha (Bragança Paulista – SP) e tem por objetivo criar um momento de imersão artística na natureza em oficinas, vivências, residências, shows, performances, palestras, teatro, cinema e exposições de arte.

O festival é quase um laboratório a céu aberto onde seus criadores se preocupam com a região da Serrinha e compartilham o sonho de relações mais humanas entre pessoas, cultura e paisagens.

O Galpão tem shows todos os finais de semana com estilos diversos, para ver a programação é só entrar no site http://galpaobuscavida.com.br/ . Enquanto assiste aos shows dá pra beber Busca Vida a vontade sem ter que voltar pra casa dirigindo. É que o Carlão usando coisas de demolição transformou o velho sitio em uma aconchegante pousada com quatro quartos: a Hospedaria Rural.

No dia seguinte, antes de voltar pra casa ainda dá pra curtir a Cá De MezzAmig que em dialeto romagnolo e quer dizer “Casa dos meus amigos”. Este restaurante foi criado seguindo o estilo da gastronomia da região da Emilia Romagna na Itália.

Ca de Mezamgi

Para começar tem a Piadina um pão tipo azzimo, parecido com dos antigos romanos, que por muito tempo foi a base da comida dos romagnolos. Com o passar dos tempos, sua receita foi enriquecida com outros ingredientes. Como prato principal as massas tradicionais como o famoso macarrão a bolonhesa além de taglitelle, strozzapreti, cappelletti, tortellini, lasagna entre outros.

Se tiver a oportunidade de bater um papo com o Carlão a viagem estará completa pois são poucas as bebidas no mundo que te oferecem um cardápio tão completo de atividades como a Busca Vida.

Frank Bar lança nova carta de drinks

15 de setembro de 2017

Parece muito mais tempo mas o Frank Bar que fica ao lado da recepção do Hotel Maksoud Plaza só tem dois anos de funcionamento,  e agora lança mais uma carta de drinks criados pelo bartender Spencer Amereno  um dos melhores representantes da coquetelaria brasileira atual.

Depois de meses de pesquisas e testes a carta 2017/2018 traz 20 receitas, sendo 17 exclusivos. Eles estão divididos em quatro seções.

Slide1

A  primeira e maior  seção  Simulacrum tem metade dos drinks e  é  focada  em  grandes  ícones  da  coquetelaria,  mas  vai contra  a  mentalidade  de  que  o  drinque  deve  seguir  a  receita  à  risca.  É  uma ótima viagem para quem quer viajar no tempo e entender o clima de quando e onde um drinque foi criado. Neste  segmento  são  citadas  histórias  de  grandes  nomes  como  Jerry  Thomas,  que  teve enorme influência no século XIX e chamava muita atenção fazendo malabarismo com os utensílios do bar, usando abotoaduras, colares e anéis de diamantes. Ele lançou o Bar-Tender´s Guide em 1862 e trouxe pela primeira vez a receita  de um “cock-tail”. Baseado em Thomas foi  criado  o  ‘Improved  Whiskey  Cocktail’,  com  uma  mistura  de Bourbon Woodford Reserve, tintura de absinto, estragão mexicano, folha de pitanga, charuto e Jerry Thomas Own Decanter Bitters.

Outros influenciadores que também aparecem são Harry Johnson, russo que venceu como um dos cinco melhores e mais científicos bartenders da época em New Orleans; Emilio “Maragato” Gonzalez, espanhol que migrou para Cuba e trabalhou no famoso El Floridita; Harry Macelhone, determinante na coquetelaria do começo do século XX e conhecido por seu trabalho no Harry´s New York Bar;  Santiago Policastro, considerado pai de todos os barmen latino-americanos;  Don The Beachcomber, grande responsável pelo início do tiki-craze;  Jorge Gasparó, que publicou o Guia Prático do Bartender, em que aparece pela primeira vez a tequila como base para uma mistura;  Kazuo Uyeda, o inventor do hard shake e mestre da coquetelaria japonesa; e Harry Craddock, o último a ter feito um drinque antes da Prohibition em 1920 e inspiração para dois drinques do Frank  Bar:  ‘(Dry)  Alaska’  e  ‘Chrysanthemum’  feitos  à  base  de  gim  e  vermute, respectivamente.

 

Errata Maksoud

Na segunda parte do cardápio  a Stratum trata-se de um complemento da parte anterior, mas não é focada no autor e sim  no  drinque  como  influência.  São  coquetéis  pouco  populares,  quase esquecidos, e que precisam ser trazidos de volta, pois suas receitas têm potencial para se adequar ao paladar moderno.

Há três variações a serem experimentadas o  Ambrosia que leva Poire Williams Eua de Vie, Havana Club 7, marmelada de laranja vermelha com sour beer, Espumante  Brut e  CO²;  o Mamie  Taylor e o Fernet Cocktail, com um perfil de baunilha, amargo e resinoso.

Slide3.JPG

A terceira parte é a Circumlocution. São drinques já bastante consumidos e podem ser difíceis para se fazer uma nova versão, mas existe criatividade para tudo, ainda mais nas mãos de Spencer. Aqui  temos  o Maverick Negroni,  feito  com  Gin,  Fernando  de  Castilla  Classic  Manzanilla,  chocolate  bitters,  Amaro Lucano, óleo de castanha do pará e sal;  o Aperol Soyer Au Champanhe; o Sangre y Humo,  um  Bloody  Mary  mais  que  renovado;  e  o  Non  Compos  Mentis,  uma  nova   versão do White Russian.

Slide4Para fecha o cardápio a quarta seção chamada Opus é composta pelas obras de Spencer e tem tudo a ver com  a  contemporaneidade.  Ataraxia é  um  drinque  defumado,  cítrico,  levemente frutado e doce à base de Evan Williams Black; o ‘A Smash’, composto por Gin Beefeater, Sencha Noily Prat, folhas de aipo, hortelã bicolor, chutney de manga, limão siciliano  e  puxuri;  e  o  ‘Nahua  Cooler’,  que  tem  aroma  de  lúpulo,  é refrescante, lático e leva tequila.  Todos os drinks tem preço único de R$ 35,00.

Frank Bar – Maksoud Plaza Hotel  – Rua São Carlos do Pinhal, 424

 

Cachaça em Dose Dupla

4 de setembro de 2017

2017-09-04-Cachaça em dose dupla

Os apreciadores de cachaça podem ir preparando a agenda para dois eventos que prometem  agitar o mercado desta bebida. De 20 a 21 de Setembro acontece em São Paulo a Cachaça Trade Fair e dias 22 e 23 do mesmo mês  o Simposio da Cachaça em Piracicaba.

A Cachaça Trade Fair é um evento dedicado exclusivamente aos negócios da segunda bebida alcoólica destilada mais consumida no Brasil. A feira vai reunir produtores e distribuidores nacionais em um espaço que pretende incentivar o desenvolvimento do setor.

Organizada em parceria com o Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC), representante formal de empresas que detêm 80% da produção de cachaças vendidas no Brasil, a Cachaça Trade Fair contará com uma intensa programação de degustações guiadas, palestras e workshops voltados à formação dos profissionais que buscam estratégias mercadológicas inovadoras e eficientes para potencializar o segmento.

A Cachaça Trade Fair é exclusiva para profissionais do setor portadores de CNPJ (proprietários de bares, restaurantes, gestores de alimentos e bebidas de supermercados, hotéis, lojas de bebidas, grandes atacadistas, importadores internacionais, jornalistas especializados e demais categorias relacionadas ao segmento).

O cadastro de profissionais para recebimento de convites e crachás do evento deve ser realizado na área ‘Como Visitar’ no site da feira: www.cachacatradefair.com.br.

Nos dias 22 e 23 de Setembro acontece em Piracicaba o primeiro Simpósio da Cachaça. O evento irá tratar de temas como as tendências deste mercado, como melhorar a produção e como se posicionar no mercado.  Durante dois dias, diversos profissionais irão abordar este e outros temas.

SERVIÇO

Cachaça Trade Fair – 20 e 21 de setembro | Das 14 às 22 horas

Pavilhão de Exposições do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, nº 1209, Santana / São Paulo

Para inscrições: www.cachaçatradefair.com.br

 

1º.  Simpósio da Cachaça – 22 e 23 de setembro

Rua Cezira Giovanoni Moretti – Santa Rosa, Piracicaba – SP (em frente à Raìzen)
Para inscrições: https://simposiocachaca.vpeventos.com/

 

Evento – 1º. Concurso Nacional de Rabo de Galo

23 de agosto de 2017

2017-08-23-1o. Concurso Nacional de Rabo de Galo1

Nos dias 21 e 22 de Agosto de 2017 aconteceu no Clube Atlético São Paulo o 1º. Concurso Nacional de Rabo de Galo.  O evento foi criado e organizado pelo Mestre Derivan um dos ícones da coquetelaria nacional e contou com o patrocínio das cachaças 51, Leblon, Tiê, Paulista, Yaguara, Princesa Isabel, Brasilberg, Stock Licores e Bartender Store, alem do apoio do IBRAC – Instituto Brasileiro da Cachaça, Cúpula da Cachaça, Confraria Paulista da Cachaça, Escola da Cachaça e Pró Drinks – Escola de Bartenders.

Participaram do concurso 29 bartenders de todo Brasil que tiveram o desafio de fazer uma releitura do clássico rabo de galo que leva cachaça e vermute. Eles poderiam escolher entre cachaças brancas e envelhecidas que comporiam 70% da receita e os outros 30% até cinco ingredientes de livre escolha.

O concurso teve duas etapas, no primeiro dia foram selecionados 10 bartenders que competiram na grande final de terça. O grande campeão foi o capixaba   Rafael Welbert bartender do esquina Mocotó.

A idéia do concurso é criar um caminho para que o Rabo de Galo seja mais uma  receita brasileira a entrar na lista de Cocktails  Internacionais da IBA-Internacional Bartender Association , junto com a Caipirinha e promova  ainda mais os profissionais brasileiros.

2017-08-23-1o. Concurso Nacional de Rabo de Galo2

Aniversário Napoli Centrale

11 de agosto de 2017

2017-08-11-Aniversário Napoli Centrale

Um dos lugares mais legais do Mercado Público de Pinheiros completa 1 ano de vida. A Pizzaria  Napoli Centrale chegou em Agosto de 2016 e foi a pioneira em colocar uma pizzaria dentro de um mercado municipal que estava sendo revitalizado. O cardápio é nota 10 e uma das minhas favoritas é o Calzone de Calabresa com Cachaça. Para acompanhar as cervejas da casa a Porco Loco Pink Weiss, Vienna Rost ou Oink IPA.

A casa tem no comando o chef gaúcho Marcos Livi e o premiado pizzaiolo de Brasília, Gil Guimarães. Para comemorar o aniversário eles chamaram os vizinhos de box do mercado. Alex Atala, Rodrigo Oliveira e Checho Gonzales que a partir de setembro, vão preparar pizzas com coberturas inéditas que entrará em cartaz por um mês a R$ 33.

A pizza do Alex Atala começa a ser servida a partir do dia 15 de Agosto. Ela  leva queijos artesanais serrano e colonial, folhas de mostarda e de espinafre, tomate, pinhão e mostarda de butiá (coquinho tipicamente gaúcho).

Rodrigo Oliveira é o próximo e começa a servir sua pizza no dia 21 de Setembro. A redonda leva carne seca na nata, a abóbora cabotiá, pesto de coentro com beldroega e pimenta biquinho. Para finalizar, no dia 23 de Outubro é a vez do chefe boliviano Checho Gonzales do Comedoria Gonzeles, na pizza que tem  queijo meia cura, lâminas de batatas, favas, milho verde e salsa llawja (à base de tomate, hortelã e pimenta).

Napoli Centrale – Rua Pedro Cristi, 89, boxes 83 e 84 – Pinheiros, Tel.: (11) 3031-1689

 

Bares – Verissimo recebe Marcelo Serrano

24 de julho de 2017

2017-07-24-Bares - Verissimo recebe Marcelo Serrano1

Semana passada estive no Bar Verissimo no Brooklin aqui em São Paulo que está completando 10 anos de vida. Uma das grandes novidades da casa é a chegada do meu amigo Marcelo Serrano um dos maiores mixologistas do Brasil que já ganhou quase todos os prêmios possíveis pelo seu trabalho. Quem levou o Marcelo para o Verissimo foi outro grande amigo o chefe Marcos Livi proprietário do bar e dono da CGC (Cia. de Gastronomia e Cultura).

A CGC é muito mais do  que uma empresa, é um projeto que vive de defender as artes culinárias como manifestações culturais e que hoje reúne bares, box/loja de produtos do sul, pizzaria, delicatessen e até uma pousada gastronômica. Para manter a diversidade das casas com um padrão altíssimo de qualidade Marcos trouxe Serrano para cuidar da parte de drinks dos empreendimentos.

O primeiro desafio foi o Verissimo que comemora sua primeira década. Acostumado a montar bares Serrano enxugou a carta de cachaças, mantendo 13 rótulos de características distintas, criou sete coquetéis autorais, introduziu o Moscow Mule (drink à base de vodca, Angostura, limão e espuma de gengibre, servido em canequinha de cobre, que se tornou sua marca; R$ 27), clássicos como o Negroni (R$ 31), o Bellini (R$ 27) e o Mai Tai (R$ 31), além de ter padronizado as amadas Caipirinhas da casa (R$ 27, sejam feitas com cachaça, saquê ou vodca).

Na parte de petiscos que tem uma base nas tapas espanholas Serrano introduziu drinks que brincam com as influências ibéricas, como se vê no Catalão (com vinho tinto, aperol, xarope de sangria, gengibre e tônica; R$ 27) e no Madrileño (vinho branco, grapefruit, pêssego e alecrim; R$ 27).

Como vai cuidar de todas as casas Serrano não vai estar por lá sempre, mas se estiver vale a pena sentar no balcão e escutar suas histórias. Se você tiver sorte é capaz de encontrar com o chefe Marcos Livi. Ai sim eu garanto.  Sua noite vai estar completa.

Verissimo Rua Flórida, 1.488, Brooklin, São Paulo (SP), tel. (11) 5506-6748.

2017-07-24-Bares - Verissimo recebe Marcelo Serrano2

Happy Hour – Feira gastronômica no Mercado de Pinheiros neste final de semana

12 de julho de 2017

2017-07-12-Happy Hour - Brahma extra no mercado1

Este é o último fim de semana para os amantes de gastronomia curtirem a Hora Extra, que estende o horário de funcionamento do tradicional Mercado Municipal de Pinheiros.

Organizado pela Brahma Extra, o projeto é uma ótima opção para reunir os amigos em um happy hour nas noites de sexta-feira (14) e sábado (15), das 18h às 22h, período em que o público poderá degustar as cervejas do portfólio de Brahma Extra harmonizadas com pratos exclusivos dos bares instalados no Mercado, a exemplo da Pizzaria Napoli Centrale, Comedoria Gonzales e o Mocotó Café. Já no domingo (16), os comensais poderão conhecer os sabores dos petiscos dos badalados bares e restaurantes participantes da feira gastronômica, que funcionará das 12h às 19h, na área externa do Mercado.

Além das atrações gastronômicas, haverá apresentações de bandas, DJs e workshops com renomados chefs de cozinha e mestre cervejeiro. No sábado (15), às 18h30, os chefs Marcos Livi e Gil Guimaraes, da Pizzaria Napoli Centrale, contam as suas experiências gastronômicas. Já no domingo os workshops serão conduzidos por Checho Gonzales, da Comedoria Gonzales, às 15h; Marcos Livi, da Pizzaria Napoli Centrale, às 17h; e pelo sommelier de cerveja Tulio Rodrigues, às 18h20. Todas as atividades são gratuitas!

Hora Extra

Local: Mercado Municipal de Pinheiros (R. Pedro Cristi, 89 – Pinheiros)
Quando: Sexta (14), sábado (15), das 18h às 22h, e domingo (16)  das 12h às 19h.

Drinks – Final World Class Brasil no Eataly

5 de julho de 2017

2017-07-05-Drinks - World Class no Eataly

Acontece amanhã (06 de Julho)  a nona edição do World Class Competition, maior campeonato de coquetelaria do mundo promovido pela Diageo, líder mundial na produção de bebidas alcóolicas destiladas. Para este ano a grande novidade é que a competição será realizada em um evento aberto ao público no Eataly Brasil, maior mercado de gastronomia e produtos artesanais italianos do mundo, em São Paulo.

No total são 16 bartenders competidores, nove representando o Brasil e sete, vindos do Paraguai e Uruguai. Os três vencedores de cada país garantirão o título de melhor bartender e uma das 55 vagas na etapa mundial, que acontecerá na Cidade do México, de 20 a 25 de agosto.

Entre os finalistas do Brasil, Jéssica Sanchez, do Vizinho, do Rio de Janeiro, Luciano Guimarães, do Pina&Co. do Recife. De Brasília, Gustavo Guedes, do Nakombi, e de  Curitiba Vinicius Kodama. A seleção inclui ainda cinco bartenders de São Paulo: Diogo Sevilio (Cozinha 212), Jairo Gama (The Sailor), Puma Ricardo, Renan Tarantino e Ricardo Basseto (Sheraton WTC).

Os ingressos para participação no evento poderão ser adquiridos por meio do site Foodpass (foodpass.com.br) ao preço único de R$190. Além de acompanhar um dos desafios da competição, Against the clock, em que os bartenders terão oito minutos para apresentar oito receitas livres, o público terá acesso a uma série de experiências únicas e imperdíveis, como interação com os maiores nomes da coquetelaria, aulas sobre o universo dos drinks, atrações artísticas, menu especial do Eataly, atrações musicais e uma festa de encerramento.

 

Confira a programação:

19h:00 Abertura World Class

19:00 – 21:30 – Masterclasses Tanqueray&Tônica e Blood Mary by Ketel One

19:00 – 21:00 – Experiência whiskies Johnnie Walker

19:00 – 21:30 – Experiência Ypióca 5 chaves

19:00 – 21:30 – Atração artística Sax on the Beats

19:30 – 21:00 – Challenge “Against the clock (8×8)”

21:00 – Abertura oficial do “Bar dos CampeõeS”

21:30 – Premiação

22:00 – 01:00 – Festa de encerramento com participação das djs Marina Diniz e Paty de Jesus

 

SERVIÇO

World Class Competition

Data: 06 de julho

Horário: das 19h às 01h30

Valor: R$190 – Menu de finger food Eataly , soft drinks, 1 signature drink  WorldClass, open bar gin Tanqueray&Tonic, vodka Ketel One Bloody Mary e whisky Bulleit Bourbon com cerveja artesanal.

 

Destilados – Novo filme da cachaça Reserva 51

2 de junho de 2017

Pela primeira vez a Companhia Mûller de Bebidas ira promover um comercial com a sua mais recente linha de cachaças a Reserva 51. A campanha publicitária recria uma das principais lendas da cachaça, a parte dos anjos, e vai estrear no próximo dia 4 de Junho, domingo, em horário nobre durante a exibição do Fantástico na Globo e do Domingo Espetacular na Record em São Paulo.

Com cenas gravadas em casarões de engenho do período colonial, o filme traz elementos barrocos e contemporâneos como uma homenagem a mais brasileira das bebidas, a Cachaça.

A linha de Cachaças Reserva 51 é composta da Reserva 51 Rara que é envelhecida de quatro a cinco anos em barris de carvalho americano e finalizada em barris de vinho. A Reserva 51 Única que passa por um processo de envelhecimento de quatro a cinco anos em barris de carvalho americano utilizados para o envelhecimento de whiskey Bourbon e a Reserva 51 Singular que passa por barris de carvalho e de amburana.