Archive for the ‘Cerveja’ Category

Cajú SP  do  Four Seasons São Paulo, aposta em identidade brasileira 

5 de dezembro de 2018
2018-12-05- Cajú SP do Four Seasons São Paulo, aposta em identidade brasileira

FOTO – Divulgação

Quem entra pelo lobby do recém-inaugurado hotel Four Seasons São Paulo, logo se depara com um bar de curvas sinuosas e arquitetura marcante. Trata-se do Caju, SP que apresenta gastronomia inspirada nos botequins brasileiros.

Com carta de drinks assinada pelo mixologista Paulo Ravelli, cuja carreira inclui cinco anos no Japão e passagem por casas como Le Bilboquet e SóShots, o novo hotspot da cidade apresenta coquetelaria que une o melhor da variedade de ingredientes e sabores brasileiros com as técnicas mais atuais e promissoras da cena atual.

Vale a pena experimentar o  A Onça Vai Beber Água, que leva Cachaça Leblon, Orzata de Caju, Abacaxi, Chartreuse Verde Liqueur e Cítricos (R$ 38); o Pingado, com Cachaça Santa Terezinha Sassafrás, Cynar e Mix de Vermouth Cinzano 1757 com Infusão de Café (R$38); e o G&T do Caju, que combina Gin Amazonni com Infusão de Caju, Limão-Siciliano e Manjericão (R$38).

O menu de petiscos também valoriza receitas tipicamente brasileiras e traz Pão de queijo recheado de goiabada e queijo Palmira (R$30); Pastéis (R$35); Coxinha de frango com catupiry (R$40) e Barriga de leitão, chutney de banana e amburana (R$ 45). Há ainda sanduíches, como o de Siri mole no pão esponja de tinta de lula, com maionese de legumes fermentados e alface americana (R$65) e o Bauru, com presunto cru no pão de ciabatta, queijo meia cura, tomate e orégano (R$ 45).

Four Seasons SP – Rua Engenheiro Mesquita Sampaio, 820.

Anúncios

Fuller’s Vintage Ale chega pela primeira vez em barril ao país

4 de dezembro de 2018
2018-12-04-Fuller_s Vintage Ale chega pela primeira vez em barril ao país

Foto – Divulgação

A importadora Boxer do Brasil traz ao país a nova edição de um dos rótulos mais esperados pelos colecionadores de cerveja: Fuller’s Vintage Ale 2018. Esta cerveja que é  sazonal vem pela primeira vez ao Brasil também na versão barril, e estará engatada em alguns dos melhores pontos de venda da cidade e disponível também em garrafa.

A Vintage Ale é uma receita anual da famosa cervejaria inglesa Fuller’s. A tradição começou em 1997 e se tornou tão popular que é mantida até os dias hoje. Suas garrafas são limitadas, numeradas e embaladas a mão, individualmente. A cada ano é produzida com os melhores ingredientes disponíveis, sendo sempre complexa e potente. Entre os seus atributos, a Fuller’s Vintage Ale é refermentada na garrafa e se destaca por conta da sua relação com o tempo: é um exemplar de guarda, tendo seus sabores e características aperfeiçoados com o passar do tempo.

A edição 2018 é uma celebração aos temas como “home-grown” e ‘”Best of British”, um brinde à relação e parceria de seus cervejeiros com os colegas da indústria e fornecedores. A cerveja, que propõe explorar o que há de melhor no ano, buscou ingredientes que nunca tinha usado antes, como a nova variedade de lúpulo britânico Olicana, sem deixar de lado os já queridinhos, como o malte Maris Otter. Ou seja, o resultado é uma cerveja complexa, com um toque ousado e novo, sem deixar a sensação de familiaridade para trás.

Uma cerveja de coloração dourada profunda, com sutil acobreado e espuma cremosa, a Vintage 2018 tem perfil frutado e tropical, com aroma que remete à frutas cítricas, com um toque de ervas e especiarias. Se envelhecida, a Fuller’s Vintage Ale 2018 também pode desenvolver notas vínicas, de frutas vermelhas e Jerez, por exemplo.

Cervejaria Tibaya lança a Lawine IPA

3 de dezembro de 2018
2018-12-03- Tibaya Cervejaria lança a Lawine IPA.

Foto- Divulgação

No último final de semana tive a oportunidade de estar em Atibaia e visitar a  Cervejaria Tibaya que lança hoje mais uma nova linha de cerveja a Lawine IPA.

Fundada em abril de 2012 a Tibaya foi a 1ª Cervejaria Artesanal de Atibaia. O nome da empresa faz referência ao nome dado ao sítio na qual se encontra hoje o município de Atibaia.

Sua primeira linha de cervejas com 6 estilos se chama Pedra Grande e tambem é uma homenagem ao principal ponto turístico da cidade. Ponto mais alto do município, a Pedra Grande atrai turistas por causa do seu visual e também para a prática de esportes como o vôo livre e o paraglider.

No início de suas atividades a empresa produzia 400 litros por mês. A fábrica atual no Bairro do Estoril produz 13.400 litros de cerveja por mês. Atualmente, a empresa produz as cervejas Pedra Grande Pilsen, Weiss, Stout, Pale Ale, Dunkelweizen e Bock; a linha Pedrita Morango e a Pedrita Witbier que vem em garrafas menores e agora começa uma terceira linha a Lawine.

Lawine na língua alemã significa avalanche e segundo Eduardo Félix, diretor e mestre cervejeiro da Tibaya Cervejaria, a Linha Lawine foi desenvolvida para o público mais especializado e será composta por cervejas mais encorpadas e que também terão teor alcoólico mais elevado.

Essa American IPA estará disponível em chope e em garrafas de 500 ml. Ela tem 7,0% de teor alcoólico e 50 IBUs, é bastante equilibrada, encorpada e com boas cargas de lúpulos que conferem um amargor único. Sua receita agrega quatro diferentes maltes de cevada e quatro tipos de lúpulos, sendo um usado no dry hopping. Outro diferencial é que ela não é filtrada, o que garante as melhores características do aroma e sabor dos maltes e dos lúpulos.

Vinil Burguer abre sua terceira loja

30 de novembro de 2018
2018-11-30- Vinil Burguer abre sua terceira loja

Fotos – Cesar Adames

Completando 5 anos de operação, o Vinil Burger dos sócios Andre e Stefano Tarantino e Marco Magri, chega ao bairro dos Jardins. O local escolhido é a Rua Melo Alves, bem próximo a Oscar Freire, com uma loja de 110m² que preserva o clima descolado da lanchonete, trazendo maior conforto para seu público com um enorme salão e muitos lugares com mesas espaçosas para se acomodarem.

A novidade também fica por conta do novo cardápio, pensado para o verão. São duas opções com frango, o sanduíche The Original Flango sobrecoxa de frango desossada, marinada, temperada e empanada por imersão que acompanha alface, tomate, picles da casa e molho especial e o Chicken Bites, pedaços de sobrecoxa desossada, empanados e fritos por imersão que acompanha um molho a escolha do cliente entre as opções de molho: tártaro defumado, maionese de cominho e molho especial da casa. Além de duas opções de suco, melancia com gengibre e abacaxi com hortelã e uma salada, intitulada Shake Salad com grãos de quinoa, legumes na grelha, mantendo o DNA do local, e também três opções de molhos: tártaro defumado, azeite e balsâmico.

O grande  destaque desta nova loja fica por conta do bar, presente apenas nesta unidade. São cinco opções de drinks assinados pelo Apothek Cocktails, do expert Alê D’Agostino: Gin Tonica, Ginger, Negroni, Smoked Rum e o Russian Milk. A cerveja, uma marca registrada da casa, permanecem os rótulos artesanais como a IPA e German Pils da Cervejaria Tarantino.

Vinil Burger –  Rua Dr. Melo Alves, 445, Jardins – São Paulo

Padre Carvalho, 18, Pinheiros – São Paulo

Lemos Monteiro, 206, Butantã – São Paulo

 

Goose Island promove Block Party em São Paulo

29 de novembro de 2018
2018-11-29- Goose Island promove Block Party em São Paulo

Foto – Divulgação

 

Inspirado nas conhecidas ocupações urbanas da Europa Ocidental e da América do Norte, a primeira edição brasileira da Goose Island Block Party acontecerá no dia 02 de dezembro (domingo), em Pinheiros, bairro que abriga também a Goose Island Brewhouse com seus 15 rótulos da marca e diversos sabores gastronômicos.

A cervejaria criada por John Hall, em Chicago, traz a ‘festa de rua’, resgatando a ocupação do espaço público com experiências artísticas e culturais e conectando moradores e passantes da região.

Das 12h às 20h, o público poderá vivenciar experiências ao ar livre, em torno dos principais rótulos de Goose Island, provar delícias do bairro de Pinheiros, como da Comedoria Gonzales e Pitmasters Brasil por Daniel Lee, especialista em defumação de carnes. Além disso, intervenções artísticas, culturais e ações solidárias com à Goose Island Sisterhood, confraria feminina da marca que homenageia mulheres, em parceria com a Instituição Cabelegria. Na programação musical apresentações da Big Chico Blues Band e sob curadoria do JazzNosFundos, da cantora americana Alma Thomas, em tributo à Aretha Franklin, além de outras surpresas.

A Block Party terá entrada gratuita e incentiva o público a fazer doações de alimento não perecível para a ONG Canto Cidadão (www.cantocidadao.org.br), organização sociocultural que desde 2002 já beneficiou mais de três milhões de pessoas com arte em hospital, escolas e outros locais.

Goose Island – R. Baltazar Carrasco, 187 – Pinheiros, São Paulo – SP

Duna, milho e arroz na mesma cerveja

23 de novembro de 2018
2018-11-23- Duna, milho e arroz na mesma cerveja

Foto – Divulgação

Toda vez que se fala de milho e arroz na cerveja a maioria dos apreciadores torce o nariz. O preconceito é grande e muita gente as vezes é radical com a a sua opinião.

Para provocar ainda mais o debate o mestre cervejeiro da Júpiter David Michelsohn lança hoje a noite a Júpiter Duna, uma  Brut IPA, estilo novo que surge com proposta de ser leve, refrescante, frisante e muito lupulada no aroma, mas com amargor bem suave.

Flocos de milho e arroz foram usados para dar bastante leveza ao corpo da cerveja. O duplo dry hop com os lúpulos Mosaic, Citra e El Dorado é para agradar o nariz. Notas de frutas cítricas e tropicais dominam aroma e paladar. Ela tem 6% de teor alcoólico e FG de 1000, que indica ser leve como a água.

A ideia de fazer a Duna veio como uma reação às cervejas super encorpadas e pesadas que foram moda em 2017 e 2018. O lançamento oficial da nova cerveja será às 19h nesta sexta, dia 23 de novembro, na Choperia São Paulo.
Choperia São Paulo – Rua dos Pinheiros, 315, São Paulo – Telefone: (11) 3360-5101

 

Bar Charles Edward comemora 23 anos

22 de novembro de 2018
2018-11-22- Bar Charles Edward comemora 23 anos

Foto – Divulgação

Ao longo de seus 23 anos, o Charles Edwards calcula já ter recebido mais de dois milhões de pessoas, centenas de novos e famosos músicos e muitos parceiros. Aberto em 1995, o Bar Charles Edward se consolidou como um dos principais pontos de encontro da noite paulistana e mudou há alguns anos para a Av. Juscelino Kubitschek, 1400 para garantir ainda mais agito às noites de terça a sábado no Itaim. O espaço traz elementos únicos que compõem a decoração aconchegante e intimista como cristaleiras datadas de 1906, porta de madeira de 1935 – vinda de um casarão na Argentina – e esculturas em papel marchê, além disso, o bar também oferece ampla carta de coquetelaria, comidinhas de bistrô e petiscos, e é considerado o precursor do Clube do Whisky, com mais de 60 rótulos para os sócios.

No mês de novembro, o bar comemora tudo isso com noite especial e lança novidades em sua carta de drinks. Serão cinco os novos drinks lançados, o Johnnie Walker HighBall – JW Black Label com água de coco, tônica e rodela de laranja -,Moscow Bulleit – Bulleit Bourbon com suco de limão, espuma de gengibre e noz moscada – e o Maracugin – Gin Tanqueray com xarope de gengibre, maracujá, suco de limão e tônica – por R$35 cada; o drink 1800 Coffee Shot – Tequila 1800 Silver com licor de café servidos no copo de shot ½ a ½ – por R$32 e o Carajillo produzido com Licor 43, café expresso e gelo – por R$28,20.

No dia 28 de novembro, quarta-feira, o bar tem  noite especial, que contará com surpresas e ações de marcas parceiras da casa. No palco, quem comanda o som é a banda Mach 5, que receberá ao longo da noite as diversas bandas que marcaram presença na casa ao longo dos anos.

 

Charles Edward – Rua Miriti – sem número (na altura do nº1400 da Avenida Presidente Juscelino Kubitschek) – Itaim Bibi, São Paulo  – Telefone: (11) 3079-2804

Cerveja Paulistãnia Trem das Onze

14 de novembro de 2018

A cada novo rótulo uma volta na história de São Paulo. É com esse lema que a cervejaria Paulistânia acaba de lançar sua nova cerveja para homenagear a trajetória das ferrovias paulistas. A Paulistânia Trem das Onze é uma American Pale Ale (APA) com 11 lúpulos, combinação que proporciona aromas cítricos e florais.

A Trem das Onze resgata a história das ferrovias paulistas, em especial a The São Paulo Railway (SPR), que foi a primeira no estado de São Paulo. Inaugurada em 1867, teve papel fundamental na economia do estado, levando o café do interior até o porto de Santos e trazendo os imigrantes que chegavam ao país.

A The São Paulo Railway está diretamente ligada a chegada do futebol no Brasil. Charles Miller, esse paulistano filho de um escocês engenheiro da ferrovia, foi estudar na Inglaterra e quando retornou para trabalhar na SPR, trouxe duas bolas de futebol e foi responsável por disseminar o esporte no país.

O número 11 é um número mestre. Por isso a Paulistânia decidiu fazer uma conexão do número com os objetivos da marca. O 11 está presente no rótulo da cerveja (Trem das Onze), na soma do teor alcóolico (4,7%) e na quantidade de lúpulos utilizados. Além disso, o lançamento foi feito no dia 11/11 às 11hs da manhã.

Paulistânia Trem das Onze é uma cerveja refrescante, com 43 IBUs, teor alcóolico de 4,7%, coloração dourada e alto drinkability. Na hora de harmonizar, a Trem das Onze combina com pratos condimentados, apimentados, carnes vermelhas e hambúrgueres. A novidade será vendida em garrafas de 500ml pelo preço sugerido de R$ 14,99 e na versão chope.

Brejas – 5 latas que chegam ao mercado

8 de novembro de 2018

2018-11-08- Brejas - 5 latas que chegam ao mercado

Foto – Divulgaçao

Os dois primeiros rótulos criados pela Mafiosa Cervejaria, os clássicos Don Drino (East Coast IPA) e A Noiva (American Wheat) acabam de ganhar versão em lata (473 ml). Além do envase, A Noiva vem também finalizar o processo de padronização de todos os rótulos da cervejaria à nova comunicação da marca, que desde junho deste ano vem sendo impressa com uma releitura moderna dos anos 40.

A cervejaria santista Everbrew lança nos próximos dias uma  cerveja colaborativa.
A R.I.S.M.F. foi produzida com a Cervejaria MF, de Gramado – RS, e nasceu da ideia de celebrar a paixão por cervejas extremas. É uma Rye Imperial Stout, com 12% de teor alcoólico.

A Synergy tambem duas  novidades a Xpresso Vanilla, uma OatmealCoffee Stout. E a Blast It Up, uma Hazy Pale Ale.

Sertó tem drinques e burguers

5 de novembro de 2018

2018-11-05 - Sertó tem drinques e burguers

Foto Montagem – Cesar Adames

A região central de São Paulo acaba de ganhar mais uma atração gastronômica. Desta vez é o Sertó Bar que chega na Rua Major Sertório, 106 e mistura um toque de hamburgueria com bar de drinks e petiscos.

A parte dos comes fica a cargo do chef e proprietário Marcelo Magaldi que tem experiência de anos trabalhando no grupo Fasano. Magaldi é um craque na seleção dos petiscos como o Croquetó (croquete cremos de mortadela e parmesão) R$ 25, Bolo D’Ovo (Elaborado com blend de carnes e ovo caipira) R$ 10 e da Rego Fritas (Fritas com sálvia, tempero a base de especiarias levemente picante) R$ 19.

E dele também a seleção dos burguers, oito no total. Para começar sugiro o Marco Zero Um (Carne, Cheddar Inglês e Maionese da casa no Pão Brioche) R$ 22 onde dá para conhecer o blend de carnes da casa. Depois peça o Sertó que dá nome a casa (Carne, Queijo meia Cura, pickles, pancetta, ovo caipira e maionese da casa no pão brioche) R$ 29.

Os drinks tem assinatura de Jean Ponce, são seis além dos 13 clássicos. Provei o  General Jardim (Gin, calda de capim santo, cítricos, angostura e galho de arruda) R$ 25, o Dona Veridiana (Gin, xarope de pepino com manjericão, xarope de açúcar, mix de limões e clara de ovo) R$ 25 mas o meu preferido foi o Marques de Itú (Single Malt Talisker, Averna, Cynar, Amaro Lucano, Vermute carpano clássico, tintura de sal e laranja bahia) R$ 36.

Não deixe de provar a sobremesa Misericórdia (Bolo de Chcolate recheado de brigadeiro e servido com calda quente de chocolate) R$ 19. É de lamber os beiços.

SERTÓ – Rua Major Sertório, 106

Dádivas refrescantes e econômicas

31 de outubro de 2018

2018-10-31- Dádivas refrescantes e econômicas

Foto – Divulgação

Reconhecida no mercado por sua ousadia e inovação na produção de cervejas artesanais, a Cervejaria Dádiva acaba de lançar uma linha com produtos leves e refrescantes, em embalagens minimalistas e estilos já conhecidos.

A nova linha é composta por seis rótulos: Premium Lager (ABV 5,1%) e Munich Dunkel (ABV 5,2%), receitas já produzidas pela Cervejaria, e Hoppy Lager (ABV 4,4%), Session IPA (ABV 4,5%), Witbier (ABV 5,1%) e IPA (ABV 6%), novas receitas que a Dádiva agrega ao seu portfolio.

As seis receitas foram produzidas com ingredientes selecionados, com o objetivo de agregar sabores e aromas aos produtos, sem a utilização de qualquer tipo de conservante ou aditivo. Os produtos, envasados em latas de 310 ml, não são pasteurizados. Por isso, as cervejas são armazenadas em câmara fria, garantindo que os aromas e sabores permanecerão frescos e intensos.

Produzindo receitas leves e com custo de embalagem menor do que o do vidro, a Dádiva conseguiu chegar a preços bastante competitivos – média de preço para o consumidor final de R$ 12 a R$ 15 por lata. O envase em lata também permitiu diminuir os custos de frete, uma vez que o alumínio é mais leve que o vidro – isso sem falar na redução do impacto ambiental, já que o alumínio é um material mais reciclado que o vidro.

“Nós, da Dádiva, sempre fomos conhecidos por adorar fazer cervejas complexas, alcóolicas, com frutas, condimentos, madeiras e muito mais. Desta vez, com a mesma qualidade e cuidado com os quais fazemos tudo por aqui, apostamos em uma linha com preços competitivos, procurando aumentar o famoso 1%”, comenta Luiza Lugli Tolosa, sócia fundadora da cervejaria, sobre o lançamento da linha, citando a fatia de mercado até então conquistada pelas cervejas artesanais.

 

Cateto faz aniversário de 5 anos

25 de outubro de 2018

 

2018-10-25- Cateto faz aniversário de 5 anosUm dos meus lugares preferidos quando quero beber cervejas diferenciadas, comer queijos e embutidos de pequenos produtores e as vezes até degustar um charuto é o Cateto Pinheiros. Ele começou na Mooca,  veio para Pinheiros e agora completa cinco anos de vida.

Por conta disso eles estão armando uma big festa na Cervejaria Tarantino no domingo dia 9 de dezembro das 12 as 19 horas. O evento vai ter de tudo que um grande festival de cerveja deve oferecer, mas fugindo dos encontros cervejeiros tradicionais, o Cateto Day trará diversas atrações para a família; desde pebolim, ping pong, quadra de basquete com apresentações de street até monitores para a criançada.

No copo, mais de 20 chopes entre convidadas e colaborativas-exclusivas para o dia farão a diversão dos sedentos por uma boa cerveja de nomes como Bodebrown, Zalaz, Zapata, Alenda, Urbana, 4Árvores em muitos nomes de peso além da própria Cervejaria Tarantino com rótulos próprios e algumas receitas exclusivas para o evento feitas em colaboração entre o cervejeiro da casa Alexandre Sigolo e cervejeiros convidados. Alem disso ainda vai dar para provar a segunda cachaça feita exclusivamente para o Cateto.

Ao som ao vivo do folk de O Bardo e o Banjo e da irreverência do Alabama Jubileu, a comida também é um show à parte. Feita a seis mãos, ela será comandada pelos mestres da gastronomia Diego Belda, Checho Gonzales e Matheus Zanchini Barrella. Uma verdadeira alquimia em porções recheadas de sabor e cheias de ingredientes inusitados, além das opções veganas e pratos destinados às crianças (Alimentação a parte do ingresso).

O ingresso open bar custa R$ 180,00 (1º lote) e dá direito ao copo exclusivo do evento, toda a estrutura de entretenimento, atrações musicais e mais de 20 chopes selecionados para o dia em esquema self service. Ele será vendido pelos canais do Sympla e nas unidades do Cateto. Há também a opção no drink por R$ 40,00 (qualquer lote). Essa modalidade contempla todas as atrações, estruturas de diversão, exceto o copo e bebidas alcoólicas. Crianças são isentas até 12 anos.

Para a tranquilidade dos convidados, haverá traslado do percurso Metrô Barra Funda – Cervejaria Tarantino no período das 11:30 às 20:00 e ele será gratuito.

INGRESSOS A VENDA PELO SYMPLA:

https://www.sympla.com.br/festival-5-anos-cateto__388485
.
OU NAS UNIDADES DO CATETO:

– Francisco Leitão 272, Pinheiros

– Fernando Falcão 810, Mooca.

Anne Galdino vence a 9ª. Edição do Eisenbahn Mestre Cervejeiro

16 de outubro de 2018

2018-10-16- Anne Galdino vence a 9ª. Edição do Eisenbahn Mestre Cervejeiro

Foto – Montagem Divulgação

A nona edição do programa Eisenbahn Mestre Cervejeiro  exibido no Multishow e na Rede Globo desde agosto  chegou ao fim na noite deste domingo, 14 de outubro  e Anne Galdino é a grande vencedora.  Além de uma viagem para a Alemanha, Anne ganhou um curso no Instituto da Cerveja Brasil e ainda conquistou o sonho de todo cervejeiro: ter a sua cerveja lançada em breve no mercado.

Moradora de Teresina, Anne é servidora pública, graduada em Ciências da Computação, especialista em gastronomia e técnica Cervejeira Profissional, além de sommeliére de cerveja. Eleita a melhor cervejeira do país em uma competição acirrada, com oito episódios, ela começou a se interessar pelo universo da cerveja em 2010, quando começou a experimentar com seu marido em casa. Se apaixonou por este mercado e logo começou a fazer alguns cursos e produzir sua própria cerveja.

Entre as centenas de cervejas enviadas para participar do concurso, apenas 10 foram escolhidas. Os eleitos tiveram o desafio de criar a receita de Berliner Weisse, uma cerveja leve, refrescante e um pouco ácida. E Anne surpreendeu a todos pelo sabor, competência e criatividade na hora de produzir a bebida.

Colorado lança uma Session Fest Bier com  castanha do caju

11 de outubro de 2018

2018-10-11- Colorado uma Session Fest Bier com  castanha do caju.png

Foto – Divulgação

Outubro é o mês mais festejado entre os amantes da cerveja por conta da Oktoberfest e a Cervejaria Colorado criou uma nova cerveja para marcar a celebração, a a Öktö.

Dessa vez, Colorado resolveu acrescentar a brasileiríssima castanha de caju na receita de uma Session Fest Bier, um ingrediente tipicamente brasileiro nesse tradicional estilo alemão. A cerveja conta com 5% de teor alcoólico, 18 IBU e terá sua venda   em chope até o dia 31 de outubro na Toca do Urso, em Ribeirão Preto, e nos bares do Urso, em São Paulo. Além disso, o site do Empório da Cerveja (www.emporio.com) venderá a cerveja em garrafa por R$ 19.

Dádiva e Mafiosa lançam Imperial Pumpkin Porter para o Hallowen

8 de outubro de 2018

2018-10-08- Dádiva e Mafiosa lançam Imperial Pumpkin Porter para o Hallowen

Foto: Divulgação

Nightmare é o nome da colaborativa que a Cervejaria Dádiva e a Mafiosa Cervejaria prepararam para celebrar o Hallowen em parceria. São 300 kg de abóbora, especiarias e baunilha em uma receita que traz os autênticos sabores das Pumpkins Ales americanas.

A base é uma Imperial Porter com potência (ABV 8.9% / IBU 35) que, além dos aromas destacados da abóbora, aparece com agradáveis notas de chocolate e maltes tostados, uma boa pedida para casar com comidas condimentadas, pratos untuosos, chocolate amargo e sobremesas com abóbora.

O rótulo, inspirado no melhor estilo Tim Burton, foi criado por Alexandre Nani, responsável pela comunicação visual das duas marcas, sugerindo um clima sombrio e divertido, com um “Jack Pumpkinhead Mafioso” rodeado por graciosas libélulas.

A Nightmare é a segunda cerveja colaborativa entre as marcas Dádiva e Mafiosa, sendo a primeira somente entre as duas. O lançamento sazonal faz parte do projeto “10 colaborativas em 30 dias” que a Cervejaria Dádiva deu início em 24/8, na fábrica da cervejaria em Várzea Paulista buscando estreitar relacionamento com parceiros nacionais, da Bélgica, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Itália e Suécia em tempo recorde.

O novo rótulo, um estilo bastante diferente e difícil de ser encontrar no mercado nacional, chega ao mercado nesta semana, em quantidade reduzida de chope e garrafa rolhada de 500 ml com preço sugerido de R$ 45,00.

 

Brejas da semana

3 de outubro de 2018

2018-10-05- Brejas da semana

Novidades que acabam de chegar ao mercado. Da cervejaria belga Van Steenberge acaba de chega, a Baptist Wit, com perfil refrescante e notas herbais é uma Witbier, de perfil leve e refrescante que chega pela primeira vez no país.

A cervejaria santista, Everbrew, apresenta um novo rótulo a Enjoy the Spring, uma New England IPA diferente das demais cervejas do mesmo estilo disponíveis no mercado. Com perfil herbal em primeiro plano, a característica frutada e cítrica aparece não como protagonista e sim para equilibrar o conjunto.

Para finalizar uma colaborativa entre a sueca Nils Oscar e a Dádiva de Várzea Paulista a Triplet uma Triple IPA produzida com lúpulo Eldorado e 9,5% de teor alcóolico.

BAPTIST WIT – Fabricada por ocasião da abertura do Bar Baptist na cervejaria Van Steenberge e também em homenagem a Jan Baptist de Bruyne, fundador da cervejaria em 1784.

Nome da Cerveja: Baptist
Estilo: Witbier
ABV: 5%
Formato: Garrafa (330ml)

 

EVERBREW ENJOY THE SPRING
Enjoy the Spring vem para brindar a chegada da primavera. É uma IPA com  uma levedura exclusiva, duplo dryhop de Columbus e Mosaic, bem refrescante com aromas cítricos e herbais acentuados.

Nome da cerveja: Enjoy the Spring
Estilo: IPA
ABV: 6,3%
IBU: 50
Formato: Lata (473ml) e Chope

 

NILS OSCAR/DÁDIVA TRIPLET – Uma Triple IPA com muito lúpulo e álcool.

Nome da cerveja: Triplet
Estilo: Triple IPA
ABV: 9,5%
Formato: Lata (473ml) e chope

 

Cerveja La Trappe com cachaça do Brasil

25 de setembro de 2018

2018-09-25- Cerveja La Trappe com cachaça do Brasil

Foto: Cesar Adames

Acaba de chegar ao Brasil o lote 30 (batch 30) da Cerveja  La  Trappe Oak  Aged. A La Trappe é uma cerveja trapista é  elaborada desde 1884 na cervejaria da Abadia Cisterciense “Onze Lieve Vrouw van Koningshoeven” (N. Sra. de Koningshoeven) na Holanda.

Para produção da La Trappe Oak Aged, a cervejaria, normalmente, separa uma pequena parte da produção da La Trappe Quadrupel e acondiciona em barris de madeira que já envelheceram outras bebidas como  whiskey, vinho tinto, vinho branco, rum, conhaque, etc.  (veja a lista completa abaixo).

2018-09-25- Cerveja La Trappe com cachaça do Brasil1

Foto: Cesar Adames

 

No caso da La Trappe Oak Aged Cachaça Barrel, deixaram a La Trappe Quadrupel em barris de cachaça durante 12 meses.

Em junho de 2016, a Bier & Wein, em parceria com a cachaçaria Weber Haus, disponibilizou 50 barris para a produção desta Oak Aged.  Estes barris, de carvalho francês, maturaram cachaça durante 12 anos.  Esta cachaça tem características de café, chocolate, baunilha e amadeirado.

Entre as 11 cervejarias trapistas no mundo, a La Trappe foi a primeira a utilizar barris de cachaça para envelhecer  cerveja. Foram produzidas 600 caixas (3.600 garrafas 375ml) e destas, 115 caixas vieram ao Brasil (690 garrafas) que serão comercializadas a um preço médio de R$ 250. Ela tem 11% de teor alcóolico e seu potencial de guarda é até 2043.

A La Trappe Oak Aged Cachaça Barrel tem um aroma de caramelo, malte e amadeirado.  A cachaça pode ser sentida levemente no aroma e no paladar. Outros sabores que podem ser apreciados são de caramelo, ervas aromáticas e frutas maduras.  Ela é um Blend de 80% de La Trappe Quadrupel  envelhecida em barris de cachaça e 20% em barris novos de carvalho.

 

Cateto Barrel & Beer Day

17 de setembro de 2018

2018-09-17 – Cateto Barrel & Beer Day

Chega a sua quarta edição o Barrel & Beer Day, um festival dedicado única e exclusivamente a cervejas que passam por processo de envelhecimento e maturação em madeira. A edição deste ano tem a participação da cervejaria Bodebrown de Curitiba, uma das pioneiras no desenvolvimento de cervejas em barris.

Foram selecionados 6 rótulos raros em chope, alguns inéditos fora de festivais e com certeza exclusivos em São Paulo. Vai ser a maior seleção barrel aged on tap já reunida da cervejaria. Os taps serão oferecidos em duas versões, 150ml e também avulsos em 300 ml.

Os rótulos que serão servidos são:

– Monfort Red Flanders

– Double Perigosa BA

– St. Arnould 10 Amburana

– Cacau IPA Wood Aged

– Tripel Montfort au Rum

– Atomga Wood Aged

 
Além das cervejas on tap o publico poderá comprar rótulos sazonais engarrafados para levar por preços promocionais.

Na parte da gastronomia o Cateto preparou um cardápio exclusivo para o dia. Elaborado a quatro mãos junto a pequenos produtores paulistas de queijo artesanal personalizando e criando queijos e combinações exclusivas para o evento.

Para finalizar com chave de ouro o evento ainda vai ter café maturado e fermentado em barril. O Francks Ultra Coffe que é uma referencia do uso de café na produção de cervejas artesanais, tendo participado de inúmeros projetos com cervejarias como Juan Caloto, Cervejaria Dogma, Caravan Beer, Cervejaria EverBrew, 5Elementos Cervejaria Artesanal, DUM Cervejaria, entre tantos outros vai estar presente oferecendo  degustações de seus cafés.

O ingresso para o evento pode ser adquirido no link abaixo por R$ 120 e dá direito a degustação de  150ml das 6 cervejas engatadas no dia do evento e a 01 (uma) taça personalizada do evento (produção limitada)

https://www.sympla.com.br/barrelbeerday-4–bodebrown-edition__346084

.

 

Tem cerveja no Bolicho

14 de setembro de 2018

2018-09-14- Tem cerveja no Bolicho

Você sabe o que é Bolicho? O bolicho, em alguns casos chamado boliche  é cenário frequente de textos da literatura regionalista gaúcha. Autores como Simões Lopes Neto e Érico Veríssimo ambientaram nesses espaços passagens marcantes de contos e romances. O estabelecimento comercial, misto de bar e armazém, também aparece com frequência em músicas tradicionalistas.

A popularidade não é fruto do acaso. O bolicho nasceu associado ao tropeirismo. O gaúcho das regiões campeiras tinha os bolichos como pontos de parada de descanso durante as longas cavalgadas até o interior de São Paulo, para onde eram guiados rebanhos de gado de corte criados no interior do Rio Grande do Sul. Além de abastecer com itens trazidos de outras regiões, os peões aproveitavam as paradas para conversar, churrasquear, tocar violão e beber. Nas músicas tradicionalistas, o bolicho é o lugar onde o viajante apea do cavalo e enche o copo para esquecer as prendas pelas quais se apaixonou ao longo do caminho.

A urbanização do País, a abertura de estradas e o avanço dos meios de transporte de cargas mudou a realidade do tropeirismo e dos bolichos. Hoje a palavra é usada  também como referência aos bares tradicionais e até minimercados.

Para manter acesa a chama da tradição gaúcha, a Schin, cerveja oficial do Acampamento Farroupilha, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, recria um importante símbolo da história do povo gaúcho: o bolicho. Além disso, Schin volta a homenagear o povo gaúcho com uma lata comemorativa, decorada com imagem do fotógrafo Eduardo Rocha, retratando o cotidiano do homem do campo.

No Acampamento Farroupilha deste ano, o Bolicho Schin será visualmente semelhante aos piquetes que remetem às histórias das campereadas gaúchas e deve ser ponto de encontro e convivência do público que comparecer aos festejos que ocorrem até 20 de setembro no Rio Grande do Sul.

Sinnatrah Cervejaria Escola está em nova sede

31 de agosto de 2018

2018-08-31- Sinnatrah Cervejaria Escola está em nova sede

Mesma avenida, número diferente. A Sinnatrah Cervejaria-Escola inaugura em setembro nova sede com espaço mais amplo a duas quadras de sua atual instalação – agora no número 2021 da Avenida Pompeia,

a poucas quadras do metrô Vila Madalena. A mudança acontece junto com o aniversário de nove anos da escola, pioneiro centro de cultura cervejeira e referência na área desde 2009.  Ao longo de sua trajetória, a Sinnatrah Cervejaria-Escola já formou mais de 4500 cervejeiros caseiros – muitos deles assumiram o hobby como profissão, atuando dentro de cervejarias ou criando as suas próprias marcas de cervejas.

Em novo endereço, a Sinnatrah contará com espaço maior para as aulas iniciantes e avançadas de cerveja e criará novos cursos para sua grade curricular. Em breve a instituição deve montar também uma planta-piloto destinada à produção de cervejas.

Atualmente, a Sinnatrah Cervejaria-Escola tem em sua grade aulas para iniciantes e cervejeiros caseiros já experientes em módulos básicos e avançados

A equipe docente é formada por mestres cervejeiros, sommeliers, especialistas e consultores, que acumulam anos de atuação em cervejarias e brew pubs. Os sócios e professores titulares são: Rodrigo Louro, doutor em bioquímica e mestre cervejeiro; Júlia Reis, sommelière e especialista em análise sensorial; e Alexandre Sigolo, bioquímico e mestre cervejeiro. A lista completa de cursos está disponível no site http://sinnatrah.com.br

Barrel Brigade – Cerveja em barril de Gin

29 de agosto de 2018

2018-08-29- Barrel Brigade - Cerveja em barril de Gin

Foto – Divulgação Facebook

A Cervejarias Heroica em parceria com a Cervejaria Bragantina e Microdestilaria Hof criam as primeiras cervejas da linha Barrel Brigade. A Barrel Brigade será uma linha de cervejas exclusivas e limitadas maturadas em barris trazendo sempre inovação e aromas complexos para os paladares mais apurados.

Nessa 1ª leva, a Barrel Brigade irá disponibilizar 2 estilos que passaram por 11 meses maturando em Barril de Carvalho Francês e que agora estão refermentando nas garrafas para serem consumidas em até 5 anos.

Heroica + Microdestilaria HOF – SuperSonic WildTonic

Além da quebra da barreira do som, a cervejaria Heroica e a Microdestilaria HOF se aliaram na quebra das barreiras nas inovações. Se armando com o primeiro barril de Gin brasileiro, produziram a primeira cerveja selvagem maturada em barril de gin do Brasil. O resultado foi uma explosão de aromas cítricos e florais, perfumes botânicos além de ser extremamente refrescante desafiando a barreira entre cerveja e cocktail.

Heroica/Bragantina: Dinastia Flanders Red 

O processo de produção dessa cerveja foi longo. Foram vários anos trabalhando os blends, desde a primeira fermentação espontânea, a passagem para o barril de carvalho francês e finalmente a refermentação na garrafa. O estilo Flanders Red ocupa o trono na lista de preferências de muitas pessoas, com seu grande espectro de complexidade e equilíbrio. Assim pode ter ao mesmo tempo uma acidez balsâmica frisante, um leve dulçor maltado e notas selvagens.

Em parceria com EAP, a Barrel Brigade terá venda exclusiva no evento. Serão disponibilizados apenas 50 kits (R$ 114) com os 2 estilos para os primeiros que chegarem, já outra parte do pequeno lote produzido, poderá ser consumido apenas na casa. A venda dos kits começará pontualmente às 14h, somente 1 kit por pessoa.

Colorado Gabiru, primeira cerveja da linha Biomas Brasileiros

20 de agosto de 2018

2018-08-20- Colorado Gabiru, primeira cerveja da linha Biomas Brasileiros

Colorado Gabiru – Foto (Divulgação)

Especialista no uso de ingredientes nacionais em suas receitas, a cervejaria Colorado agora traz elementos dos biomas do País em sua nova linha. A primeira novidade é a Gabiru, que leva a fruta gabiroba, típica do Cerrado.  A novidade vem acompanhada de outra inovação da marca, os rótulos com inscrição em braile.

A gabiroba foi a escolhida para abrir a Linha Biomas, com uma American IPA. Fruta do cerrado brasileiro, ela ganhou esse nome do tupi-guarani. Apesar de significar “casca amarga”, é doce e saborosa, muito usada na fabricação de sorvetes, licor e geleia.

O Brasil tem seis grandes biomas a Floresta Amazônica, a Caatinga, o Pantanal, a Mata Atlântica, os Pampas e o Cerrado. É neste último que podemos encontrar a gabiroba, principal ingrediente da Gabiru. Se alguém duvidava da possibilidade de incluir algum desses elementos em uma cerveja, Colorado mostra ser possível.

A Gabiru vai ter sua venda de forma exclusiva e limitada pelo preço de R$ 18,90. A cerveja pode ser encontrada nos Bares do Urso (ver endereços em cervejariacolorado.com.br), na Toca do Urso, na Colorado Cervejarium (em Ribeirão Preto-SP), no site do Empório da Cerveja (www.emporio.com), em pontos de venda de autosserviço do Centro-Oeste, como Bretas e Super Adega, e em bares e restaurantes da mesma região.

 

Abracerva comemora 400 associados

17 de agosto de 2018

2018-08-17 Abracerva comemora 400 associados

O mercado da produção de cervejas artesanais está em pleno vapor. E o número de cadastros que a Abracerva  divulgou esta semana só comprova o quanto o segmento está aquecido. Ao todo, 400 associados fazem parte da entidade, que trabalha para unir os representantes do setor e fomentar o seu crescimento. No final de 2017, o número era cerca de 150.

A Associação Brasileira das Cervejarias Artesanais (Abracerva) foi fundada em outubro de 2013 para reunir e defender os interesses das cervejarias e da cadeia envolvida com o setor no país. Desde então, iniciou a articulação para a entrada das microcervejarias no Simples e prevê novas ações e benefícios aos usuários.

Segundo Carlo Lapolli, presidente da Abracerva, o indicador é bastante positivo. “Em menos de um ano que abrimos a possibilidade de associação, conseguimos abranger grandes nomes do mercado e também negócios que estão procurando seu espaço no setor. A ideia é justamente essa: criar uma grande rede para que possamos buscar uma melhor competitividade e elevar o segmento no país”, afirma.
Consultorias, parcerias com fornecedores e outros profissionais do ramo já fazem parte dos serviços que a Abracerva oferece com descontos para os membros. De acordo com Lapolli, o intuito é trazer ainda mais facilidades para os associados. “É uma forma de contribuir para que todas as marcas possam ter representatividade no país, independentemente do local de atuação”, diz. Proprietários de bares, brew pubs, distribuidores e de cervejarias ciganas também podem se tornar membros da entidade.
Todas as informações para ser um associado estão disponíveis no site www.abracerva.com.br.

Brooklyn Brewery será produzida no Brasil

13 de agosto de 2018

2018-08-13 – Brooklyn Brewery sera produzida no Brasil

A Brooklyn Brewery anunciou hoje, 13 de Agosto, que estabeleceu uma joint venture no Brasil para a produção e distribuição das cervejas Brooklyn Brewery no Brasil. A Brooklyn Brewery Brasil será sediada em Curitiba e terá staff nos principais centros metropolitanos. A joint venture está sendo formada com a Maniacs Brewing, uma empresa afiliada da importadora da Brooklyn para o Brasil.

“O Brasil é um dos mais importantes mercados de cerveja no mundo, e assim como todos mercados desenvolvidos, a cerveja artesanal está desempenhando um papel importante e crescente”, explica Eric Ottaway, CEO da Brooklyn Brewery. “Nós temos vendido cervejas Brooklyn no Brasil desde 2010, e acreditamos que agora é o momento certo para investir localmente e atingir todo o potencial das cervejas Brooklyn no Brasil”.

Inicialmente a Brooklyn Lager, medalha de ouro na World Beer Cup 2018 na categoria Amber Lager, e a Brooklyn East India Pale Ale serão produzidas no Brasil, mas ao longo do tempo outras cervejas também passarão a ser produzidas localmente. Lançamentos especiais continuarão sendo exportados dos Estados Unidos. É esperado que as cervejas produzidas localmente comecem a chegar ao mercado no quarto trimestre de 2018.

Iron Mendes, CEO da Maniacs Brewing, irá liderar a operação da Brooklyn Brewery Brasil. Com mais de 15 anos de experiência na importação e venda de cervejas artesanais no Brasil, ele gerenciará um time local de 12 pessoas cobrindo produção, logística, administração e vendas. “Estou entusiasmado em nos associarmos com a Brooklyn Brewery para a produção aqui no Brasil. A Brooklyn Lager e a Brooklyn East India Pale Ale já são bem conhecidas na nossa comunidade de cervejas artesanais e com a produção local supriremos o mercado com cervejas mais frescas”.

Perro Libre em São Paulo

6 de agosto de 2018

2018-08-06- Perro Libre em São Pauloa

Foto:  Facebook da Cervejaria

A Perro Libre, famosa cervejaria cigana de Porto Alegre, inaugurou recentemente sua primeira unidade em São Paulo no bairro de Pinheiros, em um projeto que segue o formato da matriz gaúcha, inaugurada em 2017.

O conceito proposto pela marca é de 15 torneiras de chope para os clientes degustarem e experimentarem diferentes sabores. Os rótulos mudam, com cervejas da marca e outras convidadas, trazendo sempre novidades do mercado. Cada torneira tem um painel individual, com todas as informações: nome, estilo, teor alcoólico e preço por ml. O sistema permite que cada um prove a quantidade exata que deseja de cada rótulo. A Perro Libre é o primeiro bar na cidade com 4 zonas de temperatura na câmara fria, que mantém cada tipo de cerveja na temperatura ideal para o seu consumo.

O menu, criado pela chef Monica Galbeno, traz receitas com inspiração Latino Americana, como o Ceviche de peixe ​ (peixe branco selvagem fresco marinado no limão, temperado com pimenta dedo de moça, coentro e cebola roxa), a Saltena (​empada assada típica boliviana, suculenta e bem temperada, feita com batata, ovo cozido, carne picada na faca, aji vermelho, azeitona preta, uvas passas e ervilhas frescas) e o típico prato boliviano, o Sanduíche de Chola ​ (sanduíche de rua de Cochabamba, feito com pernil de porco assado por 14h na cerveja, cebola, aji rojo boliviano, temperos andinos e tomates frescos, no pão levain).

O serviço é independente e sem garçom,  água filtrada é a vontade e todos os pratos, talheres e canudos são de materiais recicláveis, reforçando o consumo consciente e responsável.

Perro Libre Pinheiros – Rua Cunha Gago, 83 – Tel: (11) 3562 8070

 

7° Festival da Coxinha e da Cerveja Artesanal

2 de agosto de 2018

2018-08-02-7° Festival da Coxinha e da Cerveja Artesanal

Uma das duplas mais querida de muita gente a coxinha e cerveja artesanal, está de volta no dia 5 de agosto das 12 às 19 horas no 7° Festival da Coxinha e da Cerveja Artesanal na Associação Hokkaido, Rua Joaquim Távora, 605 na Vila Mariana a poucos metros do metrô Ana Rosa.

No cardápio, lançamentos como crepe de coxinha, coxinha atolada, cupcake de coxinha e hambúrguer de coxinha, além da garantia de delícias como coxinha de jaca, coxinha de bacon, coxinha de massa de mandioca, coxinha com molhos (parisiense, estrogonofe e americano) e as coxinhas que já são aguardadas, como a tradicional, a de carne seca, camarão, shimeji, brócolis, salmão, costela e as doces de Nutella com morango e de brigadeiro, entre outras. E mais uma grande variedade de doces, incluindo integrais, veganos e vegetarianos, do Festival de Sobremesas que acontece em paralelo.

Na parte das cervejas artesanais já estão confirmadas com vários rótulos a Cervejaria Camilos, Cerveja Los Compadres, Cervejaria Hettwer, Cervejaria Insana, Cerveja Benedetto  e Beer Truck Veloso.

 

7° Festival da Coxinha e da Cerveja Artesanal

Data: 5 de agosto de 2018 (domingo)

Horário: das 12h às 19h

Local: Associação Hokkaido – rua Joaquim Távora, 605 – Vila Mariana (a poucos metros do metrô Ana Rosa)

2 anos de Napoli Centrale

1 de agosto de 2018

2018-08-07- 2 anos de Napoli Centrale

A Napoli Centrale, do chef gaúcho Marcos Livi e do pizzaiolo de Brasília Gil Guimarães, acaba de completar dois anos. Para comemorar a data eles convidaram as chefs Janaína Rueda, Mara Alcamim e Mara Salles para criar sabores de pizza inéditos que estarão à venda durante o mês de Agosto.

A ideia é que cada receita permaneça no Menu por dez dias. Janaína Rueda, chef do Bar da Dona Onça assina a Pizza Felina feita com molho de tomate, champignon fresco picado, fatias de linguiça calabresa da Frigor Cinque, queijo pardinho, folha de manjericão, cebola roxa e pimenta calabresa.

A segunda pizza a entrar no cardápio é a Pizza Mexidão Candango, de Mara Alcamim, do Restaurante Universal, em Brasília. Ela leva carne de lata Universal, cebola roxa, coentro, linguiça caseira suína, molho de tomate, fior di latte, pimenta dedo de moça e rapadura.

Para encerrar o mês, a pizza Panc, idealizada por Mara Salles do Tordesilhas leva queijo fresco de ovelha Gosto da Rima, além de pupunha e pancs (plantas alimentícias não convencionais) cruas da Feira do Produtor Orgânico Parque da Água Branca. O valor de cada pizza será de R$ 33.

Mestre-cervejeiro explica por que não se deve reclamar  da espuma da cerveja

30 de julho de 2018

2018-07-30-Mestre-cervejeiro explica por que não se deve reclamar

Quem nunca se deparou com um copo de cerveja com espuma. E a cena vem acompanhada de algum questionamento do tipo: “Essa espuma toda é só prejuízo”. O que a maioria das pessoas não sabe é que aquela faixa branca localizada acima do líquido tem a sua função, não apenas visualmente, mas é fundamental para a manutenção do aroma, temperatura e sabor da cerveja.

Tecnicamente, a espuma é uma camada composta por uma grande quantidade de bolhas de gás carbônico que se forma na superfície do líquido quando ele é agitado, movimentado ou fermentado. Ou seja, é principalmente no momento de servir que a espuma se forma. Isso dá à cerveja uma característica singular, já que ela é a única entre todas as bebidas alcoólicas a possuir este componente.

“A recomendação é que toda cerveja servida possua espuma. É uma espécie de atestado de saúde ou de qualidade, criando uma verdadeira camada protetora do líquido”, comenta Leon Mass, mestre-cervejeiro da Cervejaria Ambev.

A espuma varia, também, dependendo do estilo. Alguns estilos dentro da escola belga, por exemplo, apostam em espumas mais cremosas, não por acaso nestas cervejas é comum que parte da espuma fique grudada nas paredes dos copos mesmo após o término. Em contrapartida, cervejas da escola britânica são, em parte, mais caracterizadas por camadas mais finas e compactas.

Vale ter atenção não apenas à presença, mas, também, à espessura de espuma. “Não existe uma regra milimétrica, mas uma camada que varie entre dois e três dedos é suficiente”, complementa Maas.

 

Conheça 7 curiosidades sobre a espuma da cerveja:

  1. É formada por gás carbônico, proteínas e componentes do lúpulo;
  2. A espuma cria uma barreira entre o líquido e o ar, resultando na estabilidade da temperatura;
  3. Ela mantém estabilidade de aroma e sabor;
  4. Ela impede o contato da cerveja com o oxigênio, evitando que ela oxide e fique com gosto alterado;
  5. Mesmo considerando outros tipos de bebidas, a cerveja é a única em que a espuma dura mesmo após o início da degustação;
  6. A espuma ideal possui de dois a três dedos de espessura;
  7. A presença de espuma é um dos pontos que demonstram a ‘saúde’ da cerveja.

Livro Bebidas  Alcoólicas Ciência e Tecnologia

25 de julho de 2018

2018-07-25-Livro Bebidas Alcóolicas Ciência e Tecnologia

Para quem gosta e quer conhecer ainda mais o universo das bebidas sugiro a leitura do livro Bebidas Alcoólicas Ciência e Tecnologia de Waldemar Gastoni Venturini Filho da editora Blucher.  Este livro faz parte da Série Bebidas (Volume 1 – Bebidas alcoólicas: ciência e tecnologia; Volume 2 – Bebidas não alcoólicas: ciência e tecnologia; Volume 3 – Indústria de bebidas: inovação, gestão e produção), que foi escrita por 147 autores brasileiros e estrangeiros. Além dos autores brasileiros, participaram desta série especialistas da Costa Rica, Cuba, México, Peru, Uruguai, Irlanda, Portugal e República Tcheca.

O Volume 1, com 575 páginas tem 28 capítulos sobre bebidas alcoólicas e foi dividido em quatro partes: I) Bebidas fermentadas; II) Bebidas destiladas; III) Bebidas retificadas; IV) Bebidas obtidas por misturas. Neste volume, o leitor encontrará três capítulos sobre cachaça, três sobre cerveja, cinco sobre vinho e três sobre bebidas alcoólicas indígenas, entre outros. Dez de seus capítulos são dedicados às bebidas alcoólicas derivadas da uva.

Pela abrangência dos conteúdos e pela qualidade dos capítulos redigidos por especialistas de cada área, o leitor tem em suas mãos o que de melhor há no mercado editorial brasileiro na área da ciência e tecnologia de bebidas.

“Leave the gun! Take the Cannoli.”

23 de julho de 2018

2018-07-23- “Leave the gun! Take the Cannoli.”

Guilherme Matheus, Sócio Fundador e cervejeiro da Mafiosa sempre gostou de filmes com gangsters. Em outubro de 2013 ele e, um grupo de amigos se reuniu para produzir cerveja em casa com o intuito de descobrir novos sabores, aromas e suprir o próprio consumo. A produção caseira, toda improvisada, lembrava a fabricação de bebidas durante a lei seca americana, controlada pela máfia italiana. Surge aí a  Mafiosa Cervejaria, batizada assim com a aprovação de toda a “famiglia”.

Logo os amigos começaram a se interessar, curiosos em descobrir as receitas criadas nas panelinhas da Mafiosa. A produção, bem pequena, permitia apenas que os mais próximos conseguissem algumas amostras, que sempre foram muito elogiadas!

Cinéfilos, os rótulos sempre foram criados em homenagem a algum filme, personagem, ou até algum detalhe de grandes filmes que casualmente sempre acabavam ligados ao tema Máfia.

A paixão pela Cerveja Artesanal foi crescendo, e os Mafiosos decidiram aumentar a produção. Em parceria com a Cervejaria Dádiva, lançaram sua primeira receita em escala industrial (2000 litros) que foram rapidamente espalhados por toda a região. Nascia assim a IPA Don Drino, receita preferida dos amigos, e escolhida para apresentar a Mafiosa Cervejaria ao mercado.

20180710_133159 (1).jpg

De lá para cá a famiglia aumentou, com A Noiva (American Wheat), Lawless (Pre-Prohibition Lager), A Noiva Volume 2 (American Wheat), Consiglieri (Double IPA) e Crooner (American Strong Ale).

A mais nova integrante do grupo é a Leave the gun! Take the Cannoli uma Russian Imperial Stout com 11% de teor alcoolico. O nome e o rótulo foram inspirados no clássico O Poderoso Chefão. “Leave the gun! Take the Cannoli.”, frase improvisada pelo personagem Clemenza, interpretação de Richard Castellano no filme de 1972, fechou com chave de ouro uma irônica cena de crime na produção, conquistando destaque no roteiro e ganhando reconhecimento público do célebre diretor Francis Ford Coppola ao ator na época.

A cerveja é uma ótima combinação para uma clássica sobremesa italiana o Cannoli que surgiu na Sicilia e é uma espécie de canudo frito recheado com um creme de ricota temperado com casca de laranja. Porém, pode ser produzida diferentemente em diversas regiões da Itália, com adição de frutas cristalizadas ou chocolate em sua composição, mas no geral todas são finalizadas com um toque de pistache, em pequenos pedaços, na decoração.

Para reproduzir as características dessa tradicional sobremesa na cerveja, a Mafiosa trabalhou com maltes que remetem à lembrança de biscoitos além da adição de baunilha, cacau, casca de laranja e pistache, esse último utilizado tanto na mosturação, quanto em conjunto com os grãos da maturação, na receita. A Leave de gun! Take the Cannoli vai estar disponível em chope e garrafa rolhada de 375 ml.