Archive for the ‘Destilados’ Category

Chega ao mercado YVY Mar o primeiro Gin Brasileiro de 2018

19 de fevereiro de 2018

2018-02-19-Gin YVy Mar

Acaba de chegar ao mercado o primeiro gin produzido pela Yvy Destilaria de Belo Horizonte. 0 Yvy Mar é um gin inspirado no estilo London dry clássico mas, intitulado de brazilian dry gin, com 46% de teor alcoólico que além de zimbro e coentro, leva mais dez botânicos em sua destilação.

A frente do projeto está o empresário mineiro André Sá Fortes, empreendedor no ramo de bares e entusiasta das bebidas destiladas, começou estudando a produção da cachaça até chegar no gin.

Para desenvolver o projeto, buscou parceria de duas referências no mercado internacional: Darren Rook, fundador da London Distillery, a destilaria mais conceituada de Londres; e Ryan Chetiyawardana, conhecido como Mr. Lyan, uma das figuras mais influentes da mixologia global. Para completar o time ele chamou Marco de la Roche, um dos principais expoentes da coquetelaria nacional que será o embaixador da marca.

O nome da destilaria pronuncia-se “ivi”, significa “o chão que pisamos” ou “território” em tupi-guarani. Yvy foi pensado para reverenciar a cultura dos brasileiros, nesse sentido, Yvy Mar seria um oceano de descobertas dos ingredientes mais interessantes trazidos por imigrantes. São doze botânicos presentes na receita, entre eles cardamomo, amêndoas, kombu (alga japonesa), alcaçuz e raiz de íris.

Além do Yvy Mar, os sócios da destilaria trabalham para criar a triologia completa com outros gins, o Yvy Terra e Yvy Ar que serão produzidos até o final do ano. O lançamento é vendido pelo site yvydestilaria.com.br por R$ 95.

Anúncios

MÉZ – Drinks excelentes por apenas R$ 20  

9 de fevereiro de 2018

Isso mesmo. Que tal provar drinks dos melhores bartenders de São Paulo por apenas R$ 20 cada um? Como é possível? É só dar uma passada no Méz  bar que fica no Itaim e acaba de lançar uma carta de drinks assinada por 7 grandes mixologistas da cidade, incluindo nomes como Marcelo Serrano, Laércio Zulu, Talita Simões, Adriana Pino e Saulo Luiz.

É muito comum ver casas  que costumam ter a carta de drinks  assinada por apenas um profissional, o Méz fez o contrário, reuniu criações de diversos talentos, trazendo uma experiência única aos apreciadores da boa coquetelaria. Os drinks são executados pela equipe do bar.

Junto com o lançamento, foram criadas duas promoções: todas às terças-feiras, é possível escolher 4 versões que acompanhadas de uma porção de bruschettas saem por R$ 100; também há  a opção de um Menu Degustação com as 7 receitas por R$ 140. Ah, e  o mais importante,  por este preço dá pra dividir os drinks com os amigos.

 PURPLE SPIRIT - By Marcelo Serrano.jpg

PURPLE SPIRIT by Marcelo Serrano

Pisco, Campari, dissarono com mix de limão siciliano, tangerina, abacaxi e casca de uva.

BANZEIRO1 - by Laércio Zulu.jpg

BANZEIRO by Laércio Zulu

Cachaça Ypioca 5 Chaves, espuma de gengibre e limão tahiti com bitter criado pelo autor do drink.

AL CAPONE4 - By Talita Simões.jpg

AL CAPONE by Talita Simões

Gin Tanqueray, Aperol, Fernet Branca, Punt & Mês, Chartreause  com limão siciliano e pau de canela

SMASH DUTCH - By Adriana Pino.jpg

SMASH DUTCH by Adriana Pino

Vodka Ketel One, xarope de maracujá, limo siciliano e manjericão fresco.

CALLE OCHO1 - by Rafael Mariachi.jpg

CALLE OCHO by Rafael Mariachi

Rum, grapefruit, Cumaru, Amaro Lucano e limão tahiti.

MY FIRST SHRUB5 - by José Ronaldo.jpg

MY FIRST SHRUB by José Ronaldo

Tequila, Aperol, tônica, limão siciliano e hortelã.

KENTUCKY THING3 - by Saulo Luiz.jpg

KENTUCKY THING by Saulo Luiz

Bourbon Wild Turkey, abacaxi perola, xarope de baunilha e limão Tahiti.

 

MÉZ – Rua Dr. Mario Ferraz – 561 – Itaim – Tel: 2538-8196

O Bácaro chegou

31 de janeiro de 2018

2018-01-31-O Bácaro chegou

Ontem fui convidado para a inauguração do Bácaro novo bar na Rua Oscar Freire, 45 aqui em São Paulo. O nome Bacaro ou bacari no plural é como os italianos de Veneza chamam os bares típicos de lá, versões simples para beber vinho barato e petiscar os cicchettis, petiscos tradicionais. O termo cicchetti vem do latim “ciccus” e significa pequena quantidade.

A ideia do bar surgiu de 4 amigos, dois italianos e dois brasileiros, que queriam trazer a São Paulo uma proposta de um lugar legal para as pessoas poderem conversar e ter bons momentos, harmonizados à uma comida simples. Em Veneza, na Itália, isso é muito comum.

O cardápio ficou no comando de  Leandro Polack, chef e proprietário do restaurante La Cucina Piemontese, que traz sua experiência com a culinária italiana, e desenvolveu receitas para o menu. Os Cicchetti serão o diferencial da casa e vale a pena provar o baccalá mantecato, e o salmão defumado com abacate e ricota.

No segundo andar, fruto da parceria com a renomada vinícola italiana da família ZONIN, uma Wine Library apresenta uma seleção dos melhores vinhos de todas as regiões da Itália, e um espaço para leitura com seleção de livros sobre vinho. É um espaço pensado para experiências de degustação e que também poderá ser reservado para aulas e treinamentos ou eventos corporativos.

O Bar do Bácaro tem um italiano no comando o mixologo Lillo Criscimanna que criou uma carta de drinks bem interessante dividida em cinco partes, pre dinner, after dinner, Serenissima Experience, Premium Cocktails e Gin Experience. Vale a pena dar uma passada por lá para experimentar algumas de suas criações.

Bácaro Bar& Cucina – Rua Oscar Freire, 45, Jardins – Tel:  2387-2449

Bacardi compra Tequila Patrón

23 de janeiro de 2018

2018-01-23-Bacardi compra Patron

A Bacardi Limited, uma das maiores produtoras de Rum do mundo comprou a marca ultra preimum de Tequila  Patrón Spirits Company pelo valor de US$ 5,1 bilhões de dólares. A compra foi confirmada ontem (dia 22 de Janeiro). Segundo o jornal Wall Street Journal esta foi uma das maiores transações já realizadas no setor de bebidas alcóolicas. Em 2008 a empresa tinha adquirido uma pequena parte da companhia e agora passa a ter o controle total.

Fundada a 25 anos atrás  por John Paul De Joria e Martin Crowley  Patrón é umas das estrelas em crescimento no segmento de tequila super preimium com crescimento de 13% no volume de vendas ano passado,  chegando a 2,47 milhões de caixas de nove litros.

Com esta aquisição Bacardi que já tinha as Tequilas Cazadores e Corzo passa a ter uma marca muito forte nos Estados Unidos e pretende aumentar suas venda por outros países.  A empresa vem demonstrando que segue interessada em crescer  como aconteceu anteriormente com a compra de partes de outras empresas como a Ilegal Mezcal, Compass Box (whisky), Teeling (Irish Whisky), Banks Rum e Angel’s  Envy Bourbon.

Quanto custa ter as cachaças do III Ranking da Cúpula da Cachaça 2018 em casa?

3 de janeiro de 2018

2018-01-03- Quanto custa ter as cachaças do III Ranking da Cúpula da Cachaça 2018 em casa1

De 25 a 28 de Janeiro de 2018 a Cúpula da Cachaça, grupo de especialistas do setor irá se reunir no Chalê Macaúva para degustar as 50 cachaças finalistas do III Ranking Cúpula da Cachaça promovido em parceria com o caderno Paladar do Jornal O Estado de São Paulo.

Na  terceira fase uma degustação as cegas vai ranquear qual a ordem da melhor cachaça branca e envelhecida. As 50 cachaças escolhidas de um grupo de 250 representam 12 estados brasileiros e o Distrito Federal.

Alguns dados interessantes destas 50 cachaças, 27 delas custam menos que R$ 100,00.  As mais baratas são a Serra Limpa da Paraiba (R$ 38), Saliníssima de Salinas/MG (R$ 39) e Tiê Prata de Aiuruoca-MG (R$ 53). Entre as mais caras estão a Werneck Safira Régia de Rio das Flores/RJ (R$ 490), Havana/Anisio Santiago de Salinas/MG (R$ 525) e Vale Verde 12 anos de Betim/MG (R$ 750).

Para ter as 50 garrafas que vão participar do ranking na sua casa o valor a ser desembolsado é de R$ 7,617,00. Veja abaixo a lista com o preço médio de cada uma fornecido pela Solution Comercial, uma das maiores distribuidoras de cachaças do Brasil que forneceu os valores praticados pelo comercio em geral.

2018-01-03- Quanto custa ter as cachaças do III Ranking da Cúpula da Cachaça 2018 em casa2

Bar do Ano 2017 – Seen no Hotel Tivoli Mofarrej

27 de dezembro de 2017

Slide4

Atualmente é o bar mais alto de São Paulo, fica no último andar do Hotel Tivoli Mofarrej na Alameda Santos. O bar e restaurante Seen tem tudo que um bar gostaria, um dos maiores balcões para receber seus clientes, um bartender e equipe antenadas, seleção de bebidas de primeira e uma das vistas mais incríveis da cidade. Conheça um pouco mais do bar neste artigo goo.gl/LnoxFt

Destilado do Ano 2017 – Gin Nacional

27 de dezembro de 2017

Slide1

Neste ano meu destaque não vai para uma bebida e sim para uma categoria, o Gin. Mais especificamente para o Gin Brasileiro que colocou mais de dez rótulos a venda no mercado. Estamos muito atrasados no consumo e divulgação da bebida e drinks comparando com Europa e Estados Unidos,  mas a iniciativa de pequenos e médios produtores nacionais pode aumentar ainda mais o consumo da bebida no Brasil.

Começa hoje a 2ª edição do World Class Drink Festival

14 de novembro de 2017

2017-11-14- Começa hoje a 2ª edição do World Class Drink Festival.jpg

Começa hoje (14 de Novembro) e vai até 26 de novembro a 2ª edição do World Class Drink Festival, o maior festival de drinks do Brasil. Depois do grande sucesso do ano passado, o projeto traz novamente mais de 150 bares e restaurantes de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília com diferentes receitas, todas com preço fixo de R$ 25.

Inspirado nas questões ambientais e climáticas, o tema para criação dos drinks em 2017 é sustentabilidade. A iniciativa promove a compreensão de como os bartenders podem se tornar mais sustentáveis no seu trabalho e os bares podem se tornar mais eficientes com a consciencia sustentavel nos drinks,  não só evitando o desperdicio de insumos, priorizando a utilização de 100% dos ingredientes em cada receita, mas também de energia, água, tempo e espaço.

O projeto traz experiências como aulas de drinks e experiências de harmonização com gastronomia. Nessas aulas, os interessados aprendem os segredos do preparo de drinks clássicos.

Em São Paulo, são 119 bares e restaurantes, em todo o Estado. Entre os destaques, o Bar., com o drink Free Your Bulleit (Bourbon bulleit, suco de tangerina , suco de limao siciliano e Tonica), o Mez, com o Passion Pop (Tanqueray, Capim Santo, Maracuja e Simple Syrup), e o Trabuca, com o Pandora e a Caixa (Cachaça Ypioca 5 chaves, tintura de guarana, licor Fireball, limão siciliano, abacaxi grelhado e mel de orquídeas).

No Rio de Janeiro são 36 casas como o  Astor em Ipanema, o Vizinho e o Meza. Em  Brasília 29 casas participantes, entre elas o Universal, o Oliver, e o Taj.

O festival, parte da plataforma World Class, maior competição de coquetelaria do mundo, e tem como objetivo desenvolver a coquetelaria no Brasil, que vem crescendo anualmente.

Gin Orgânico Weber Haus

13 de novembro de 2017

2017-11-13-Gin Orgânico Weber Haus

Semana passada aconteceu em São Paulo o lançamento de dois novos Gins produzidos pela tradicional destilaria Weber Haus que produz algumas das cachaças mais conhecidas do Brasil. Com canaviais próprios em Ivoti, interior do Rio Grande do Sul ela tem mais de 100 prémios ao redor do mundo pela produção de seus diferentes estilos de cachaça.

Para chegar aos novos produtos a empresa fez um trabalho de pesquisa que levou dois anos e segundo Evandro Weber o diferencial está na mistura dos botânicos como a erva-mate, gengibre do Lote 48 (lote em que se estabeleceu a família Weber quando chegou da Alemanha em Ivoti) e folha de cana fresca.

A erva-mate gaúcha utilizada é da espécie Ilex Paraguariensis, que proporciona leve amargor, o gengibre nativo vem do próprio Lote 48 para dar um toque picante e o aroma fresco fica por conta das folhas de cana-de-açúcar, também cultivadas pela família Weber.

O novo produto pode ser encontrado em duas versões:  London Dry Gin WH 48 (Lote Especial Amburana) e Dry Gin WH 48 Orgânico. O primeiro com teor alcóolico de 40% se diferencia pelo toque da Amburana e especiarias que remetem à madeira. A árvore brasileira oferece aroma e sabor sutilmente adocicado e frutado, além de ser responsável pelo tom dourado do gin. O Dry Gin WH 48 Orgânico tem 44% de teor alcoolico e tem o aroma fresco proporcionado pelas folhas da cana e sabor levemente amargo causado pela erva-mate gaúcha e o toque picante do gengibre.

A idéia da empresa além de oferecer um produto diferenciado ao mercado é aproveitar o período de ociosidade na destilação da cachaça de cerca de quatro meses. É neste intervalo que o Gin será produzido. Foram produzidas 2.000 garrafas de cada estilo e o preço médio das duas está em torno de R$ 150,00.

Tequila El Jimador e o Dia de los Muertos

2 de novembro de 2017

2017-11-02-Tequila El Jimador e o Dia de los Muertos

A marca el Jimador, uma das tequilas mais vendidas no México, criou uma embalagem comemorativa para o mercado brasileiro, inspirada no Día de los Muertos.

Criada para homenagear a memória dos antepassados, a típica festa mexicana é tema do pack exclusivo el Jimador, que traz uma garrafa de el Jimador Reposado 750ml e dois copos de shots. A embalagem com arte customizada,  traz sugestões de receitas como o Abacashot, que troca o limão e o sal por um pedaço de abacaxi, e o Shake & Bite, servido com uma fatia de laranja e canela em pó.

O kit Día de Los Muertos el Jimador está sendo vendido pelo valor sugerido de R$ 79,90. No Reino Unido uma outra edição limitada criada em parceria com o artista David Lozeau foi colocada a venda pelo preço de 20 libras.

Vodka – Duas novas Belvedere vem aí

2 de novembro de 2017

2017-11-02-Vodka – Duas novas Belvedere vem aí

A vodka polonesa Belvedere colocou no mercado recentemente duas novas receitas focadas no terrroir de produção chamada Belvedere Single Estate Rye Series.  A idéia é mostrar que  a variação climática afeta o sabor do centeio da variedade Dankowskie Diamond utilizada em cada produto.

Uma das garrafas a Smogóry Forest é feita inteiramente a partir do centeio Dankowskie cultivado em uma pequena propriedade no oeste na Polónia.  A garrafa Lake Bartezek tambem utiliza o centeio Dankowskie cultivado em uma única fazenda no distrito do lago Mazury no norte do país, uma região conhecida pelos seus lagos glaciais, ventos do báltico e longos invernos com neve. O centeio nesta região fica mais de 80 dias enterrado na neve.

Belvedere Smogóry Forest e Lake Bartężek podem ser consumidas puras com uma pedra de gelo ou como uma alternativa para coqueteis que levam rye whisky na receita. Elas começam a ser vendidas no Reino Unido, Estados Unidos, França e Austrália com preço médio de 49 Libras cada garrafa. Não existe previsão para chegada ao Brasil.

Angostura Global Cocktail Challenge Brasil

31 de outubro de 2017

2017-10-31-Angostura Global Cocktail Challenge Brasil

O bartender Ernesto Lara, do Riviera Bar, foi o ganhador da fase eliminatória brasileira do Angostura Global Cocktail Challenge (AGCC). A competição, já conhecida mundialmente, teve sua primeira edição no ano de 2001, e tornou-se um acontecimento importante no calendário de mixologia. Os competidores devem criar drinks modernos, usando ingredientes-chave da marca: Angostura Aromatic Bitter, Angostura Orange Bitter, Runs Angostura e Amaro di Angostura.

No Brasil, esse é o segundo ano que tivemos uma fase eliminatória acontecendo no país e os competidores concorriam a uma vaga para a próxima etapa, que será entre os vencedores da América no Sul e acontecerá no Panamá. Quem for classificado, irá para a final mundial que acontece em Trinidad e Tobago.

Drinks novos no Restaurante Mestiço

20 de outubro de 2017

2017-10-20-Drinks novos no Restaurante Mestiço

Inaugurado em 1997, pela chef Ina de Abreu, o Mestiço é onde a Tailândia e Bahia se encontram na mesa. Com uma cozinha contemporânea bem variada o restaurante reúne um público bem variado em um ambiente simples que sempre tem exposições de arte que são renovadas periodicamente.

Para comemorar seus 20 anos foram criadas cinco novas receitas de drinques criadas pelo bartender da casa, João Paulo de Melo. Elas trazem sabores cítricos e utilizam frutas e flores em combinações perfeitas para harmonizar com o cardápio da casa e refrescar o calor da primavera.

Entre as novidades, o Black Thai é preparado com cachaça infusionada em pimenta negra, limão siciliano e adoçado com agave (R$ 30) e o Alozem  que leva cachaça de cambuci e cachaça especial, cerveja, xarope de gengibre, limão siciliano e alecrim (R$ 30).

Para os apreciadores de gim, o Flor de Lis combina o destilado com suco de cranberry, limão siciliano e Licor de Flores (R$ 30) e o Gim Tônica ganha um toque de flor de hibisco (R$ 34). E com inspiração mediterrânea, o Sicília leva Aperol, licor Frangelico, limão siciliano, suco de laranja e ganha como guarnição muçarela de búfala e tomate cereja temperados com ervas de Provence (R$ 29).

Para acompanhar as novidades nado como os clássicos do cardápio como a entrada Krathong-thong (Cestinhas tailandesas de massa crocante, recheadas com frango, milho e especiarias (R$ 33, 7 unidades), os Crostini de queijo de cabra e compota de tomate (R$ 30) e as Empadinhas de alho poró (R$ 26, 3 unidades).

Mestiço – Rua Fernando De Albuquerque, 277 – Consolação – São Paulo – SP – Telefone: (11) 3256 3165

 

 

Whisky Johnnie Walker em barril de vinho branco

18 de outubro de 2017

2017-10-18-Johnnie Walker em barril de vinho branco

A gigante mundial de destilados DIAGEO acaba de expandir a linha de um de seus produtos mais emblemáticos o Blended Whisky Johnnie Walker.

O Johnnie  Walker Blenders’ Batch Wine Cask Blend  é maturado em barris que anteriormente tiveram em seu interior vinho branco. O Wine Cask Blend é o quarto estilo a entrar nesta linha de produtos. Os anteriores foram o Red Rye Finish o Bourbon Cask & Rye Finish e o Triple Grain American Oak.

O novo produto está sendo sugerido para ser utilizado no preparo de drinks como Gingel Spritz ou Sangria e só estará a venda nos supermercados em  Singapura pelo preço médio de Us$ 69,00.

Bar Piratininga comemora 25 anos

16 de outubro de 2017

2017-10-16-Bar Piratininga completa 25 anos

Um dos redutos da boa música e shows ao vivo o bar Piratininga que foi um dos pioneiros na Vila Madalena comemora 25 anos de sucesso em grande estilo.  Após um período fechado para reforma, a casa acaba de reabrir com novo ambiente cheio de referências musicais, sem perder o clima anterior que fez a história da casa.

Para comemorar a nova fase, o estabelecimento convidou a bartender Adriana Pino para renovar a carta de drinks. Além de opções clássicas ela trouxe criações autorais como Nuno Midelis – Bourbon, xarope de gengibre, mix cítrico e hortelã (R$31).

Ela tambem criou uma sessão de Gin Tônicas, com sete versões como Águas de Março – gin, xarope de erva doce, suco de grapefruit e creme de abacaxi (R$31) e Alegria, Alegria – Gin, morango, cardamomo e perfume de Laranja Bahia (R$29). As receitas estão sendo executadas pelo barman Passarinho, no comando do balcão há mais de 20 anos.

O menu também foi reformulado pelo chef Claudio Aliperti. Para petiscar, Bolinhos de frango com curry picante e chutney de manga caseiro (R$46), Pão de alho com calabresa (R$38) e Carne-seca desfiada puxada com cebola roxa na manteiga de garrafa com mandioca cozida (R$49).

Instalado na Vila Madalena desde 1992, o Piratininga é um local único. As apresentações musicais vão do jazz à MPB, do blues à bossa nova, passando por ritmos latinos e folk, com presença de grandes nomes nacionais e internacionais. Alguns eventos reúnem música e gastronomia, tornando a experiência ainda mais completa. Seu nome é uma homenagem ao primeiro nome da cidade, São Paulo de Piratininga.

Piratininga Bar – Rua Wisard, 149 – Vila Madalena – Tel: 3032-9775

Três bares do Brasil na lista dos 100 melhores do mundo

19 de setembro de 2017

2017-09-19-Tres bares entre os 100 melhores

Demorou mas finalmente os bares brasileiros começaram a ser reconhecidos. Saiu ontem a primeira parte da lista dos 100 melhores bares do mundo.  Do 51 ao 100 temos três bares brasileiros pela primeira vez.  Parabéns ao Frank Bar, Guilhotina e Sub Astor. Comandados por bartenders com experiência que souberam formar equipes fortes  e preparadas que apresentam excelentes drinks.

Dia 5 de outubro em cerimonia de premiação em Londres será feita a contagem regressiva dos bares que ocupam as posições de 1 a 50.

Bar-Taberna Medieval completa um ano

18 de setembro de 2017

2017-09-18-Bar-Taberna Medieval completa um ano

 

Inaugurada no dia 22 de Setembro de 2016 a Hamburgueria Taberna Medieval rapidamente se transformou em um ponto de encontro dos apaixonados por temas medievais e completa na próxima sexta-feira seu primeiro ano de vida.

A casa que fica no bairro da Vila Mariana em São Paulo, recebe público de todas as idades e especialmente os nerds apaixonados por games e cultura medieval que às terças e quartas-feiras frequentam o andar superior do espaço,  para curtir RPG e jogos de tabuleiro.

Para quem chega na casa pela primeira vez a surpresa é grande. Garçons e hostess usando roupas típicas e chamando os clientes de milady e milorde além da riqueza de detalhes na decoração de cada ambiente, com objetos e móveis especialmente produzidos para vivenciar a idade média. O  cardápio também foi  preparado com inspiração na culinária de época. Tudo pensado para tornar a visita em uma experiência divertida e envolvente.

Durante todo o mês de setembro a casa vem apresentando eventos para comemorar seu aniversário.como palestras com estudiosos e escritores  de obras temáticas, exposição de trajes de filmes famosos, música medieval, concurso de arco e flecha e uma batalha com dois novos burgers que querem entrar no cardápio.

O Gigante da Montanha é um burger bovino de 180g recheado com queijo emmental e envolto no bacon, com molho barbecue, cebola crispy no pão de brioche e o Guerreiro é um urger de 180 g de Costela com molho Cheddar com pepperonni e alface. O que for mais pedido durante o mês entra em definitivo no cardápio.

Na parte de bebidas vale a pena experimentar o hidromel, drinks temáticos e a cerveja servida no copo de pedra.

Taverna Medieval – Rua Gandavo, 456 – Vila Mariana – São Paulo – Tel: 4114-2816.

Frank Bar lança nova carta de drinks

15 de setembro de 2017

Parece muito mais tempo mas o Frank Bar que fica ao lado da recepção do Hotel Maksoud Plaza só tem dois anos de funcionamento,  e agora lança mais uma carta de drinks criados pelo bartender Spencer Amereno  um dos melhores representantes da coquetelaria brasileira atual.

Depois de meses de pesquisas e testes a carta 2017/2018 traz 20 receitas, sendo 17 exclusivos. Eles estão divididos em quatro seções.

Slide1

A  primeira e maior  seção  Simulacrum tem metade dos drinks e  é  focada  em  grandes  ícones  da  coquetelaria,  mas  vai contra  a  mentalidade  de  que  o  drinque  deve  seguir  a  receita  à  risca.  É  uma ótima viagem para quem quer viajar no tempo e entender o clima de quando e onde um drinque foi criado. Neste  segmento  são  citadas  histórias  de  grandes  nomes  como  Jerry  Thomas,  que  teve enorme influência no século XIX e chamava muita atenção fazendo malabarismo com os utensílios do bar, usando abotoaduras, colares e anéis de diamantes. Ele lançou o Bar-Tender´s Guide em 1862 e trouxe pela primeira vez a receita  de um “cock-tail”. Baseado em Thomas foi  criado  o  ‘Improved  Whiskey  Cocktail’,  com  uma  mistura  de Bourbon Woodford Reserve, tintura de absinto, estragão mexicano, folha de pitanga, charuto e Jerry Thomas Own Decanter Bitters.

Outros influenciadores que também aparecem são Harry Johnson, russo que venceu como um dos cinco melhores e mais científicos bartenders da época em New Orleans; Emilio “Maragato” Gonzalez, espanhol que migrou para Cuba e trabalhou no famoso El Floridita; Harry Macelhone, determinante na coquetelaria do começo do século XX e conhecido por seu trabalho no Harry´s New York Bar;  Santiago Policastro, considerado pai de todos os barmen latino-americanos;  Don The Beachcomber, grande responsável pelo início do tiki-craze;  Jorge Gasparó, que publicou o Guia Prático do Bartender, em que aparece pela primeira vez a tequila como base para uma mistura;  Kazuo Uyeda, o inventor do hard shake e mestre da coquetelaria japonesa; e Harry Craddock, o último a ter feito um drinque antes da Prohibition em 1920 e inspiração para dois drinques do Frank  Bar:  ‘(Dry)  Alaska’  e  ‘Chrysanthemum’  feitos  à  base  de  gim  e  vermute, respectivamente.

 

Errata Maksoud

Na segunda parte do cardápio  a Stratum trata-se de um complemento da parte anterior, mas não é focada no autor e sim  no  drinque  como  influência.  São  coquetéis  pouco  populares,  quase esquecidos, e que precisam ser trazidos de volta, pois suas receitas têm potencial para se adequar ao paladar moderno.

Há três variações a serem experimentadas o  Ambrosia que leva Poire Williams Eua de Vie, Havana Club 7, marmelada de laranja vermelha com sour beer, Espumante  Brut e  CO²;  o Mamie  Taylor e o Fernet Cocktail, com um perfil de baunilha, amargo e resinoso.

Slide3.JPG

A terceira parte é a Circumlocution. São drinques já bastante consumidos e podem ser difíceis para se fazer uma nova versão, mas existe criatividade para tudo, ainda mais nas mãos de Spencer. Aqui  temos  o Maverick Negroni,  feito  com  Gin,  Fernando  de  Castilla  Classic  Manzanilla,  chocolate  bitters,  Amaro Lucano, óleo de castanha do pará e sal;  o Aperol Soyer Au Champanhe; o Sangre y Humo,  um  Bloody  Mary  mais  que  renovado;  e  o  Non  Compos  Mentis,  uma  nova   versão do White Russian.

Slide4Para fecha o cardápio a quarta seção chamada Opus é composta pelas obras de Spencer e tem tudo a ver com  a  contemporaneidade.  Ataraxia é  um  drinque  defumado,  cítrico,  levemente frutado e doce à base de Evan Williams Black; o ‘A Smash’, composto por Gin Beefeater, Sencha Noily Prat, folhas de aipo, hortelã bicolor, chutney de manga, limão siciliano  e  puxuri;  e  o  ‘Nahua  Cooler’,  que  tem  aroma  de  lúpulo,  é refrescante, lático e leva tequila.  Todos os drinks tem preço único de R$ 35,00.

Frank Bar – Maksoud Plaza Hotel  – Rua São Carlos do Pinhal, 424

 

Drinks – Bebendo bem no Bere Bene

1 de setembro de 2017

2017-09-01-Drink Bebendo bem no Bere Bene

Bere Bene ou bebendo bem em italiano é o novo espaço para degustar drinks clássicos e aperitivos italianos. Instalada na Alameda Lorena no bairro do Jardins em São Paulo a casa vai funcionar de 01/09 e 29/09. Ao longo do mês, o espaço vai oferecer um menu inspirado nas quatro regiões da Itália que deram origem ao portfólio do Gruppo Campari: Piemonte (Cinzano e Frangelico), Lombardia (Campari), Veneto (Aperol e Cynar) e Sicília (Averna). Em Bere Bene os drinques custam R$ 32, valor que inclui ainda comidinhas que remetam à localidade de cada bebida.

No total serão 11 drinks, alguns clássicos como o Negroni mas o bar também vai oferecer inovações e coquetéis menos conhecidos pelos brasileiros. Um exemplo é o Americano Trufado, uma releitura do clássico drinque Americano, com um toque da iguaria característica da região de Piemonte, a trufa.

Aproveitando o lançamento do Averna, um amaro da Campari que chega ao Brasil durante Bere Bene serão servidos dois drinks o Averna Expresso que leva uma dose de café espresso e será harmonizado de pancetta e bruschettas de caponata de berinjela e de tomates frescos temperados com alho. Outra forma de serviço da bebida é pura, com gelo e ervas aromáticas, acompanhado de azeitonas verdes, espetinhos de tomate cereja, alcachofra, alcaparra e manjericão, e molho gremolata para acompanhar, elementos frescos típicos da Sicília, local de origem de Averna.

Outra coisa muito interessante é a questão do consumo responsável. Garrafas de água estarão à disposição nas mesas dos clientes gratuitamente, uma prática que faz parte do código da empresa. Para evitar que o público vá dirigindo, uma ação com o Cabify será realizada, a fim de oferecer descontos nas corridas até a Alameda Lorena e também de lá para outras localidades.

A casa estará aberta ao público às quintas e sextas-feiras, das 18h à 1h e aos domingos, das 16h às 22h, além de contar com ativações especiais para o público durante as semanas. O local tem capacidade limitada e o acesso obedece a regra de ordem de chegada. O bar também vai vender itens de preparo dos drinques em packs especiais e garrafas.

BERE BENE – Alameda Lorena, 1879 – Jardins
http://www.berebene.com.br/

What if Game of Thrones made whiskys?

25 de agosto de 2017

2017-08-26-GOT1

On August 27, 2017, HBO will be showcasing the seventh and final episode of Game of Thrones series seventh season. The series is a worldwide success of criticism and publicity but I only became interested in it when I saw the first episode of the seventh season.

I confess that I then watched six seasons, sixty episodes of an hour each in three weeks. And I liked it. In some of them during marathons of three to four episodes in a row I was always accompanied by a good Single Malt whiskey.

The story of The Ice and Fire Chronicles that originated the series takes place in Westeros, which is one of the four continents known in the world. Most of its area equals 7 Realms. Interesting as the geographical shape of the continent and its geographical division reminded me a lot of Scotland and its regions of whiskey.

At any moment I began to think. And if Games of Thrones produced whiskey. Which region of Westeros map would produce each style?

Scotland has five whiskey producing regions, Lowlands, Campbeltown, Islay, Highlans and Speyside.

2017-08-26-GOT

In Westeros we have the Iron Islands, a set of seven islands on the west coast. The inhabitants of these islands are known as men of iron and call themselves born of iron. In Scotland we have Islay an island on the west coast that has distinct style and personality. There are only eight distilleries on the island that produce a whiksy with a smoky, strong, iodine-flavored aroma of the marine waters surrounding the island.

Casterly Rock is the land of Lenisters who dominate the iron throne. The place only appeared once in the series. In 66 episodes. It fits nicely with the Campbeltown region that has only 3 distilleries in operation, which makes their bottles very hard to see.

The Upper Gardens or Highgarden are the home of the Tyrell and the second largest extension region of Westeros. It has the most fertile lands of the continent and many villages. They could be the equivalent of Lowlands, the lowlands of Scotland that produce the softest and softest single malts.

The largest region of the map is the North which has the extension of the other six kingdoms combined. Little settlement with cold and dry climate has a very great resemblance to Highlands in Scotland. It is the largest producing region of whiskeys that has more fruity and aromatic characteristics.

The center of the plot’s power lies in King’s Landing, a small piece of land where the iron throne stands. It is very difficult to see any chapter of the series without having some scene filmed there. We can say that it is the equivalent of Speyside which is the mecca of Single Malts. All major brands are there like Macallan, Glenfiddich, Glenlivet among others. Their whiskeys are more fragrant and floral.

I do not know if you’re going to agree with my combinations but regardless of that a great series always matches an excellent single malt. Enjoy.

E se Game of Thrones produzisse whiskys?

25 de agosto de 2017

2017-08-26-GOT1

No dia 27 de Agosto de 2017 a HBO irá exibir o sétimo e último episódio da sétima temporada da série Game of Thrones. A série é um sucesso mundial de critica e publico mas só me interessei por ela quando vi o primeiro episódio da sétima temporada.

Confesso que então  assisti seis temporadas, sessenta episódios de uma hora cada em três semanas. E gostei. Em alguns deles durante maratonas de três a quatro episódios seguidos sempre estive acompanhado de um bom whisky Single Malt.

A história de As Crônicas de Gelo e Fogo que originaram a série se passa em Westeros, que é um dos quatro continentes conhecidos no mundo. A maior parte de sua área equivale a 7 Reinos. Interessante como a forma geográfica do continente e sua divisão geográfica me lembraram muito a Escocia e suas regiões produtoras de whisky.

Em um momento qualquer comecei a pensar. E se Games of Thrones produzisse whisky. Que região do mapa de Westeros produziria cada estilo?

A Escócia possui cinco regiões produtoras de whisky, Lowlands, Campbeltown, Islay, Highlans e Speyside.

2017-08-26-GOT

Em Westeros temos as Ilhas de Ferro, um conjunto de sete ilhas na costa ocidental. Os habitantes dessas ilhas são conhecidos como homens de ferro e se auto denominam nascidos do ferro. Na Escócia temos Islay uma ilha na costa oeste que tem estilo e personalidade diferenciada. São apenas oito destilarias na ilha que produzem um whiksy com aroma defumado, forte e com sabor de iodo das aguas marinhas que cercam a ilha.

Casterly Rock é a terra dos Lenisters que dominam o trono de ferro. O local só apareceu uma única vez na série. em 66 episódios. Combina muito bem com a região de Campbeltown que tem apenas 3 destilarias em operação, o que faz com que suas garrafas sejam muito difíceis de serem vistas.

Os Jardins de Cima ou Highgarden são a casa dos Tyrell e a segunda maior região em extensão de Westeros. Tem as terras mais férteis do continente e muitas vilas. Poderiam ser o equivalente a Lowlands, as terras baixas da Escócia que produzem os single malts mais leves e suaves.

A maior região do mapa é o Norte que tem a extensão dos outros seis reinos combinados. Pouco povoado com clima frio e seco tem uma semelhança muito grande com Highlands, ou terras altas na  Escócia. É a  maior região produtora de whiskys que tem características mais frutada e aromática.

O centro do poder da trama fica em King’s Landing, um pequeno pedaço de terra onde fica o trono de ferro. É muito difícil ver algum capitulo da série sem ter alguma cena filmada por lá. Podemos dizer que ela é o equivalente a Speyside que é a meca dos Single Malts. Todas grandes marcas estão lá como Macallan, Glenfiddich, Glenlivet entre outras. Seus whiskys são mais perfumados e florais.

Não sei se vocês vão concordar com minhas combinações mas independente disso uma ótima série sempre combina com um excelente single malt. Enjoy.

World Class 2017 – Girl Power

25 de agosto de 2017

+44 (0)7721646833

Acabou ontem na Cidade do México mais um concurso World Class, maior campeonato de coquetelaria do mundo promovido pela gigante dos destilados DIAGEO. Mais de 10.000 bartenders de 57 paises entraram na competição durante o ano, mas apenas 55 chegaram a cidade para competir pelo grande título.

Pelo segundo ano seguido a ganhadora foi uma mulher. A canadense Kaitlyn Stewart, do bar Royal Dinette, em Vancouver, foi eleita a melhor bartender do mundo de 2017. O Brasil esteve representado por Diogo Sevilio, bartender  do Cozinha 212 (SP).

Stewart agora ira viajar pelo mundo como embaixadora do portfolio de luxe da empresa a linha Reserve e se torna o nono membro do World Class Hall of Fame que já tinha a francesa Jennifer Le Nechet do Café Moderne de Paris, ganhadora do concurso no ano passado.

Destilados – The Macallan Rare Cask no Brasil

14 de agosto de 2017

2017-08-14-Destilados - The Macallan Rare Cask no Brasil

A Aurora Importadora acaba de trazer para o Brasil 220 garrafas de The Macallan Rare Cask, que como o próprio nome já diz, foi feito em barris tão raros, que nunca mais existirão.

Bob Dalgarno, Whisky Maker da The Macallan, descobriu esses barris quase que por acaso, entre os 230 mil que a destilaria tem em seu estoque. Foram escolhidos barris de carvalho americano e espanhol de 16 tipos, seja por seus diferentes tamanhos, formatos e usos, pelas tanoarias que os produziram ou ainda os produtores de Jerez que colocaram seus vinhos para ali amadurecer antes de receber o whisky. Eles representam menos de 1% dos barris da The Macallan e o que os torna realmente raros é fato de que muitas destas tanoarias e bodegas já não operam mais, impossibilitando a obtenção de novos barris para amadurecer novos maltes.

A garrafa tem 700 ml e lembra um decanter, o preço médio é de R$ 1.975,00.

Bares – Verissimo recebe Marcelo Serrano

24 de julho de 2017

2017-07-24-Bares - Verissimo recebe Marcelo Serrano1

Semana passada estive no Bar Verissimo no Brooklin aqui em São Paulo que está completando 10 anos de vida. Uma das grandes novidades da casa é a chegada do meu amigo Marcelo Serrano um dos maiores mixologistas do Brasil que já ganhou quase todos os prêmios possíveis pelo seu trabalho. Quem levou o Marcelo para o Verissimo foi outro grande amigo o chefe Marcos Livi proprietário do bar e dono da CGC (Cia. de Gastronomia e Cultura).

A CGC é muito mais do  que uma empresa, é um projeto que vive de defender as artes culinárias como manifestações culturais e que hoje reúne bares, box/loja de produtos do sul, pizzaria, delicatessen e até uma pousada gastronômica. Para manter a diversidade das casas com um padrão altíssimo de qualidade Marcos trouxe Serrano para cuidar da parte de drinks dos empreendimentos.

O primeiro desafio foi o Verissimo que comemora sua primeira década. Acostumado a montar bares Serrano enxugou a carta de cachaças, mantendo 13 rótulos de características distintas, criou sete coquetéis autorais, introduziu o Moscow Mule (drink à base de vodca, Angostura, limão e espuma de gengibre, servido em canequinha de cobre, que se tornou sua marca; R$ 27), clássicos como o Negroni (R$ 31), o Bellini (R$ 27) e o Mai Tai (R$ 31), além de ter padronizado as amadas Caipirinhas da casa (R$ 27, sejam feitas com cachaça, saquê ou vodca).

Na parte de petiscos que tem uma base nas tapas espanholas Serrano introduziu drinks que brincam com as influências ibéricas, como se vê no Catalão (com vinho tinto, aperol, xarope de sangria, gengibre e tônica; R$ 27) e no Madrileño (vinho branco, grapefruit, pêssego e alecrim; R$ 27).

Como vai cuidar de todas as casas Serrano não vai estar por lá sempre, mas se estiver vale a pena sentar no balcão e escutar suas histórias. Se você tiver sorte é capaz de encontrar com o chefe Marcos Livi. Ai sim eu garanto.  Sua noite vai estar completa.

Verissimo Rua Flórida, 1.488, Brooklin, São Paulo (SP), tel. (11) 5506-6748.

2017-07-24-Bares - Verissimo recebe Marcelo Serrano2

Destilados – Diageo compra Tequila de George Clooney

24 de julho de 2017

2017-07-24-Destilados- Diageo compra Tequila de George Cloney

Hoje dia 24 de Junho é o dia Internacional do Tequila. Para comemorar resolvi comentar sobre uma noticia que foi divulgada a um mês atrás. A compra da marca de Tequila super-premium Casamigos que tem como criadores, Rande Gerber, Mike Meldman e o ator George Clooney  pela maior empresa de destilados do mundo a Diageo

A marca que foi comprada por $ 1 bilhão de dólares foi criada em 2013 e cresceu 54% nos dois últimos anos. Logo após a compra as ações da Diageo caíram 2% por conta do alto preço pago por uma tequila com menos de 4 anos no mercado. Apesar do rápido crescimento no mercado super-premium nos Estados Unidos o preço pago foi de 10 a 20 vezes maior do que as vendas da categoria Tequila.

Não se sabe o real motivo da compra mas a Diageo está muito interessada neste segmento pois adquiriu 100% da marca Don Julio que no final de 2016 teve um crescimento  de 35% em vendas.

Casamigos pode ser encontrada em três versões, Blanco (US$ 45), Reposado (US$ 50) e  Añejo (US$ 55) garrafas de 750 ml  e também em garrafas de 1,75 litro Blanco (US$ 95), Reposado (US$ 105) e  Añejo (US$ 115).

Até o momento não existe uma posição de exportação da Casamigos para outro pais que não seja os Estados Unidos.

Destilado – Dia internacional do Tequila

21 de julho de 2017

2017-07-21-Destilado-Tequila Week

Segunda dia 24 de Julho é o Dia Internacional do Tequila. A Casa Flora, importadora da marca Patrón criou a Tequila Patrón Week evento que durante os dias 25 a 30 vai destinar 5% do valor dos drinks vendidos para o instituto de caridade Rede PROFIS (www.redeprofis.com.br).

Em cada uma das casas participantes será possível encontrar uma releitura de um destes clássicos da coquetelaria.

Patron Bloody Mariachi – Tequila Patrón Silver, Suco de Tomate Temperado, Suco de Limão e Pimenta.

Perfect Paloma – Tequila Patrón Silver, Suco de Grapefruit e Soda.

Patrón Perfect Margarita – Tequila Patrón Silver, Licor de Laranja e Suco de Limão.

 

Destilados- LVMH compra a Woodinville Whiskey Company nos Estados Unidos

20 de julho de 2017

2017-07-20-Whiskey-Lvmh compra WWC dos EUA

A gigante de luxo LVMH – Louis Vuitton Moet Hennessy acaba de comprar a maior micro destilaria de Whiskey de Washington – EUA a Woodinville Whiskey Company, WWC fundada em 2010 pelos amigos Orlin Sorensen e Brett Carlile que vão continuar supervisionando as operações após a aquisição ter sido completada.

Segundo o presidente e CEO  da Moet Hennessy, Christophe Navarre a empresa se encaixa muito bem no portfolio de marcas da empresa. Na sua opinião os dois fundadores fizeram um ótimo trabalho transformando a marca em um ícone local e prepararam o terreno para a expansão da marca para outros estados dos Estados Unidos.

A empresa já tem duas marcas famosas de Single Malt, Glenmorangie e Ardbeg, Vodka Belvedere e Cognac Hennessy  e acredita que a aquisição desta empresa é uma ótima oportunidade para conhecer e entrar no mercado de whiskey.

A micro destilaria produz o Woodinville Straight Bourbon Whisky e Woodinville Straight Rye Whisky maturados por cinco anos em barris de carvalho  como produtos mais conhecidos. Os grãos utilizados na fermentação e destilação vem da fazenda da família Omlin que fica em Quincy, Washington.

Não existe nenhuma previsão de exportação destes produtos para outros países até o momento.

Drinks – Drinks com Cachaça no Bar Original

18 de julho de 2017

2017-07-18-Drinks- Drinks com Cachaça no Bar Original

Sucesso desde sua abertura, em 1996, o Original faz parte do grupo Cia. Tradicional de Comércio, atualmente um dos maiores grupos gastronômico casual do país. O bar sempre foi um grande vendedor de chope sem esquecer da coquetelaria também.

Esta semana o bar começa a oferecer uma versão dos clássicos “abrasileirados”, isto é, todos drinks com a mesma base alcoolica.  A cachaça Santo Grau que foi criada em 1992 e fez uma seleção dos melhores pequenos e tradicionais engenhos do país como os rótulos Santo Grau Coronel Xavier Chaves (MG), Santo Grau Itirapuã (SP), e Santo Grau Paraty (RJ).

As novas adaptações criadas pelo bartender Rogério Souza o Frajola do Sub Astor levam seis variedades da marca Santo Grau. No decorrer dos meses, os cinco drinks mais pedidos entram para a seleção fixa da casa.

O Cachaça Negroni (R$ 23), por exemplo, leva a Santo Grau Solera Pedro Ximenes, envelhecida em barris utilizados na produção do vinho de Jerez, o que resulta em uma bebida naturalmente adoçada pela essência da fruta. Já o Cachaça Mule (R$23) tem como protagonista a Santo Grau Itirapuã, de aroma suavemente amadeirado e sabor aveludado e macio. O Cachaça Tonic (R$23) teve como protagonista a cachaça fruto da parceria com o Bar Pirajá, elaborada a partir de safras selecionadas, que entrega aroma e sabor intensos que são combinados com a citricidade do limão e perfume do zimbro. Para o refrescante French 75 (R$23), a escolhida foi a Santo Grau Coronel Xavier Chaves, de aroma intenso e sabor doce, casa bem com a acidez do limão e o frescor do espumante, usados no preparo. Completam a seleção o Bloody Mary e o Mojito.

Bar Original – Rua Graúna, 137 – Moema – (11) 5093-9486

Petiscos – Festival Fartura SP

13 de julho de 2017

2017-07-13-Petiscos-Festival Fartura SP

Essa vai pra quem gosta de petiscos e outros tipos de comidas. Pela segunda vez na capital paulista, o Festival Fartura – Comidas do Brasil acontece nos dias 15 e 16 de julho, no Jockey Club de São Paulo. O evento reunirá atrações que foram pesquisadas durante a Expedição Fartura – Comidas do Brasil, e faz parte da plataforma Fartura – Comidas do Brasil, que já percorreu todo o território nacional em busca de personagens e ingredientes que enriquecem a diversa gastronomia brasileira.

O Festival Fartura – Comidas do Brasil é um programa completo para quem gosta de cozinhar e procura cultura e diversão. São sete espaços gastronômicos, onde o público poderá conhecer, experimentar e aprender receitas elaboradas por chefs e cozinheiros dos quatro cantos do país. São mais de 80 atrações gastronômicas no único festival que conta com representantes de todos os estados brasileiros.

No Espaço Petiscos, Lanches e Doces as estrelas são as guloseimas, sanduíches e petiscos preparados por chefs de várias partes do Brasil e com características e ingredientes muito ligados à gastronomia nacional. As opções são vendidas a valores entre R$ 8 e R$ 30. Entre varias atrações destaco estas cinco.

 

Gustavo Rozzino, O Sandoui (São Paulo – SP) – O chef, que já passou por importantes restaurantes pelo mundo, traz o Alidog ao evento.

 

Greg Caisley, Guarita Bar (São Paulo – SP) – O chef australiano Greg Caisley apresenta sua famosa versão do Bolovo.

 

Fred Trindade, Trindade (Belo Horizonte – MG) – À frente de um dos principais restaurantes de Belo Horizonte, o chef servirá seu Sanduba de Costelinha de Porco com ora pro nobis e mostarda amarela.

 

Paulo Tajra, Favorito Comida Típica (Teresina – PI) – Um dos principais nomes da gastronomia no Piauí trará ao evento o Quibe do Sertão.

 

Rafael Pires, Pacco & Bacco (Tiradentes –MG) – O chef realiza o encontro da tradição francesa com a culinária mineira, serve seu Pastel de Angu com recheio de costela, ora pro nobis e melado de cana.

 

Na parte das bebidas Jean Ponce do bar Guarita de SP vai ensinar a fazer drinks com ingredientes brasileiros no domingo as 16h30.

Festival Fartura – Comidas do Brasil – São Paulo
Dias 15 e 16 de julho – Jockey Club de São Paulo – Portão 1
Sábado – 12h às 22h | Domingo – 12h às 20h
R$ 20 – R$ 10 a meia entrada para cada dia de evento
Ingressos – Ticket360.

Happy Hour – Feira gastronômica no Mercado de Pinheiros neste final de semana

12 de julho de 2017

2017-07-12-Happy Hour - Brahma extra no mercado1

Este é o último fim de semana para os amantes de gastronomia curtirem a Hora Extra, que estende o horário de funcionamento do tradicional Mercado Municipal de Pinheiros.

Organizado pela Brahma Extra, o projeto é uma ótima opção para reunir os amigos em um happy hour nas noites de sexta-feira (14) e sábado (15), das 18h às 22h, período em que o público poderá degustar as cervejas do portfólio de Brahma Extra harmonizadas com pratos exclusivos dos bares instalados no Mercado, a exemplo da Pizzaria Napoli Centrale, Comedoria Gonzales e o Mocotó Café. Já no domingo (16), os comensais poderão conhecer os sabores dos petiscos dos badalados bares e restaurantes participantes da feira gastronômica, que funcionará das 12h às 19h, na área externa do Mercado.

Além das atrações gastronômicas, haverá apresentações de bandas, DJs e workshops com renomados chefs de cozinha e mestre cervejeiro. No sábado (15), às 18h30, os chefs Marcos Livi e Gil Guimaraes, da Pizzaria Napoli Centrale, contam as suas experiências gastronômicas. Já no domingo os workshops serão conduzidos por Checho Gonzales, da Comedoria Gonzales, às 15h; Marcos Livi, da Pizzaria Napoli Centrale, às 17h; e pelo sommelier de cerveja Tulio Rodrigues, às 18h20. Todas as atividades são gratuitas!

Hora Extra

Local: Mercado Municipal de Pinheiros (R. Pedro Cristi, 89 – Pinheiros)
Quando: Sexta (14), sábado (15), das 18h às 22h, e domingo (16)  das 12h às 19h.