Posts Tagged ‘birra’

Cerveja-Brejas da semana

21 de julho de 2017

Na seleção desta semana vou comentar algumas cervejas que chegaram ao mercado este mês trazidas pela Uniland. A Anchor Brewing é a primeira cerveja artesanal dos EUA e sua data de fundação está ligada a Corrida do Ouro, período em que o alemão Gottlieb Brekle chegou a Califórnia. A Anchor liderou o movimento de renascimento das craft beers (cervejas artesanais) anos atrás e por conta disso é uma das mais respeitadas do país. Além destes rótulos ainda também temos três opções produzidas por aqui.

2017-07-21-Cerveja-Brejas da semana1

Anchor Blackberry Daze IPA – Tem a adição de amoras californianas (blackberry) durante a segunda fermentação nos tanques de cobre. O amargor acentuado provém dos lúpulos Citra e Bravo, e o aroma é obtido com a adição dos lúpulos Ekuanot, Citra, Calypso e Denali no dry-hopping final. Pode ser encontrada em garrafas de 355 ml e em chope. Tem teor alcoólico de 6,5%.

Anchor Mango Wheat Ale – Produzida com a adição de mangas da Califórnia (Mangifera indica), é uma cerveja refrescante, carbonatada e leve. Seu aroma frutado de manga também traz notas de damasco e pêssego, com sabor levemente frutado e toque cítrico. Tem 4,5% de teor alcoólico e pode ser encontrada em latas de 355 ml.

Anchor Meyer Lemon –  Clara e dourada, com pequenas bolhas brancas tem aroma de limões frescos e notas de levedura Lager com o dulçor do malte. O sabor amargo provém do lúpulo cítrico Cluster e o aroma do lúpulo Lemondrop é obtido no dry-hopping. Em latas de 355 ml e teor alcoólico de 4,5%,

2017-07-21-Cerveja-Brejas da semana2

Jupiter Salapa de Frutas – Feita com lúpulos cítricos, recebe polpa de grapefruit, manga, lima da pérsia e tangerina na etapa da fermentação, o que garante seu aroma frutado explosivo. A base da cerveja é uma American Pale Ale, mas devido a adição frutas fica mais turva, mais frutada e muito aromática. Tem 5,4% de teor alcoólico e vem em lata de 473 ml.

Hoppiness #1.0  – Produzida pela Cervejaria Molinarius vem com uma proposta na produção de cervejas lupuladas, especialmente em India Pale Ale. A marca de DNA inventivo prevê o lançamento de uma série de cervejas diferentes e exclusivas, que deixem os holofotes sobre o lúpulo. Criação de Sérgio Müller, executivo de finanças corporativas e cervejeiro artesanal desde 2011. A cerveja pode se encontrada em latão de 473 ml, Tem perfil sensorial que destaca o cítrico com aroma intenso e teor alcoólico de 6,6%.

Leopoldina Belgian Quadrupel –  Produzida na serra gaúcha pela Famiglia Valduga esta cerveja aumenta o numero de rótulos da linha para nove rótulos. É uma cerveja potente e bem equilibrada com coloração castanha acobreada, ligeiramente turva resultado de dez meses de maturação em barricas de carvalho francês, os mesmos usados no envelhecimento do Brandy XX anos da Casa Valduga. Tem 11,5% de teor alcoólico e vem em garrafas de 750 ml.

Cerveja – Novas cervejas Onodata

17 de julho de 2017

2017-07-17-Cerveja-Novas Cervejas Onodata

Uma Russian Imperial Stout escura é a base das três novas versões da cerveja sazonal Dádiva Odonata, que contou, neste ano, com a participação de especialistas no segmento de destilados para uma produção limitada e numerada de 1.000 garrafas.

Cada uma das três versões de Odonata foi elaborada pelos especialistas convidados da Dádiva para proporcionar novas experiências sensoriais aos apreciadores de cervejas artesanais e destilados.

Rolhadas em garrafas de 375 ml, cada cerveja tem em seu rótulo a assinatura de seus coautores. A versão #4 traz a expertise de Cesar Adames, autor deste blog. Essa versão da cerveja, envelhecida em barricas de carvalho americano com rum, foi blendada com malte defumado em folha de tabaco cubano de Pinar del Río.

Maurício Porto, apreciador e colecionador de uísque  e autor do blog “O Cão Engarrafado” assina o rótulo #5 da série Odonata, envelhecida em barricas de Single Malte Scotch. Essa versão une o sabor adocicado da baunilha e da madeira provenientes das barricas, com notas de chocolate e café da própria cerveja.

Dinah Paula, médica nutróloga por formação, mas uma apaixonada declarada pela Cachaça, comanda a Cachaçaria Quinta das Castanheiras, de Camanducaia, em Minas Gerais, e assina o rótulo #6 da Odonata. Essa versão foi envelhecida em barricas de carvalho francês por 3 meses, utilizados anteriormente pela cachaçaria, o que imprimiu sabores e aromas únicos na produção.

A nova série Dádiva Odonata 2017 tem 12% de teor alcóolico  e 60 IBU. As três versões ganharão 4 eventos oficias de lançamento, sendo o primeiro deles destinado especialmente ao público cervejeiro, no dia 17/07, no Empório Alto dos Pinheiros. No dia 18/07, o evento aos apreciadores de charuto e destilados acontece no Oak, bar localizado dentro do Cateto Pinheiros. No dia 19/07, a versão #5 acontece no bar  Admirals Place, local ideal para se degustar um bom uísque ou uma cerveja envelhecida com Single Malte. O último evento será realizado no dia 20/07, celebrando a boa e velha comida baiana com a versão #6 da Odonata, no restaurante Rota do Acarajé. Haverá nesta data, uma harmonização especial da cerveja com cachaça Quinta das Castanheiras e quitutes elaborados especialmente para a ocasião. Todos os eventos serão abertos ao público e terão início às 19h.

Além dos locais de lançamento, a nova série Odonata estará à venda a partir do dia 18/07 em pontos selecionados de São Paulo, Belo Horizonte e Curitiba, com preço sugerido de R$39,00.

 

Cerveja – Brejas da Semana

12 de julho de 2017

Na seleção desta semana vou comentar algumas cervejas que chegaram ao mercado este mês trazidas pela Beer  Concept. A importadora vem apostando  alto nas melhores marcas de cervejas artesanais do mercado internacional.

Atualmente, possui 3 das 10 melhores cervejarias do mundo eleitas pelo Ratebeer em 2016.Em seu portfólio, traz grandes nomes como a  Founders Brewing (EUA), Cigar City (EUA), De Molen (Holanda), Evil Twin (cigana), Oskar Blues (EUA), dentre outras.

Selecionei sete rótulos de quatro produtores que acho interessante você experimentar.

Slide2

Estônia –  PõhjalaA história da cervejaria  começa de forma cigana em 2013, com três amigos que estavam cansados de beber as mesmas cervejas comerciais. Em 2014 eles inauguraram sua própria cervejaria, em Tallinn, capital da Estônia.

Must Kuld Colombia – Special Series – Versão da Must Kuld produzida com o café Caturra de Finca La Chorrera – Colombia. Uma Coffe Porter com teor alcoolico de 7,8%. Pode ser encontrada em Garrafa (330ml) e Chope.

Saak – Significa Colheita. Sazonal de outono, essa Pumpkin Ale teve adição de gengibrecravo-da-índianoz-moscada e canela. Tem 6,7% de teor alcoolico e é vendida em garrafas de 330 ml.

Slide1

EUA- Against The GrainA cervejaria nasceu da necessidade que os sócios tinham de encontrar cervejas de qualidade em Louisville. Foi a primeira cervejaria da região a funcionar como um brewpub oferecendo cervejas diferenciadas.

Rico Sauvin – Uma IPA produzida com o lúpulo orgânico Nelson Sauvin, que lembra muito  vinho branco no aroma e paladar. Notas de tangerina e grapefruit e teor alcoolico de .7,6%. Em lata de 473ml

Freigeist Babyschlager – Cerveja colaborativa entre ATG e Freigeist, cervejaria alemã da nova escola germânica. Com leve defumado e maturada em barris. Esta Barrel Aged Smoked Adambier tem 10% de teor alcoolico e vem em garafas de 750 ml.

Slide3.JPG

Holanda – DE MOLEN –  A Brouwerij De Molen começa em 2004 em Bodegraven, Holanda, com John Brus e Menno Olivier no histórico moinho DeArkduif, ao longo do rio Oude Rijn. A filosofia continua a mesma desde então, priorizando pequenos lotes com uma qualidade extrema.

Bommen & Granaten Rioja Barrel Aged – Essa Barley Wine versão da Bommen & Granaten foi envelhecida em barricas que antes continham vinho Rioja. Produzida com os lúpulos Columbus e Saaz. Tem 11,9% de teor alcoolico e vem em garrafa de 330 ml e chope.

Slide4

Suécia – OMNIPOLLO Fundada pelos sócios Henok Fentie e Karl Grandin em 2011, a Omnipollo viaja o mundo fazendo suas cervejas de forma cigana. Foi reconhecida pelo Rate Beer em 2013 como a melhor cervejaria da Suécia e apareceu entre as melhores cervejarias do mundo em 2015, pelo mesmo site.

Selassie – Esta Imperial Stout é feita com café da Etiópia e baunilha. Tem 11% de teor alcóolico e vem em garrafa de 330 ml.

Original Texas Pecan Ice Cream Porter– Cerveja do estilo Imperial Porter colaborativa com a Buxton Brewery (UK), feita com caramelo, lactose e baunilha. Com 10% de teor alcóolico vem em garrafa de 330 ml.

Cerveja – Balladin de volta ao Brasil

17 de setembro de 2014

Cerveja - Balladin

Criada em 1996 como um Brew Pub (bar com produção própria de cervejas) em Piozzo uma pequena aldeia na região de Langhe na província de Cuneo na Itália por seu fundador e mestre cervejeiro Teo Musso que vem ao Brasil na semana do dia 29.

A Balladin começou a ser importada para o Brasil pela Tarantino em 2012, ficou fora do mercado por um período e agora retorna sua importação pela Bier & Wein. Ela produz 14 rótulos dos quais oito já chegaram as prateleiras. Elas podem ser divididas em três grupos:

Cervejas com Especiarias

Baladin Wayan – Biere Saison – com 5.8% de teor alcóolico em garrafa de 750ml

Para mim uma das melhores. Produzida com 5 cereais e 9 especiarias, das quais 5 são pimentas.

Baladin Isaac – Biere Blanch – com 5% em garrafa de 330ml

Baladin Nora – Specialty Egyptian Ale – com 6.8% em garrafa de 750ml

Outra grata surpresa com notas de gengibre e as frutas cítricas.

Cervejas Puro Malte

Baladin Super – Amber Ale – com 8% em garrafa de 750ml

Baladin Leön – Strong Dark Ale – com 9% em garrafa de 750ml

Cervejas Lupuladas

Baladin Nazionale – Italian Ale – com 6.5% em garrafa de 330ml

Primeira cerveja italiana, feita exclusivamente com ingredientes 100% italianos.

Baladin Open Rock’n’Roll – American Pale Ale – com 7.5% em garrafa de 330ml

Baladin Super Bitter – Amber Ale – com  8%  em garrafa de  330ml