Campari apresenta o curta metragem Conhecendo o Vermelho

6 de fevereiro de 2019

Ontem (5 de Fevereiro) em Milão o clássico aperitivo italiano Campari, apresentou o mais recente episódio da série Diários Vermelhos (Red Diaries) o curta metragem Conhecendo o Vermelho (Entering Red).

Mantendo-se fiel ao mantra da marca Campari que afirma que todo coquetel conta uma história, a produção deste ano inaugura a celebração do famoso coquetel Negroni, quando o famoso drinque comemora 100 anos de existência. A história reitera ainda mais que o Campari está verdadeiramente no coração do Negroni, como um ingrediente insubstituível.

O filme de curta metragem, estrelado pela atriz Ana de Armas e pelo ator italiano Lorenzo Richelmy, é dirigido pelo diretor italiano, Matteo Garrone. Sendo o berço do Campari, a cidade de Milão tem um papel importante no filme, na medida em que seus locais mais deslumbrantes ganham vida, incluindo a fa ntástica Galleria Vittorio Emanuele II, local do tradicional bar Camparino, de Davide Campari e o Duomo, tornando ambos os monumentos ‘vermelhos como o Campari’ para a ocasião.

O filme também apresentou participações especiais de seis dos melhores bartenders de todo o mundo, os Mãos Vermelhas (Red Hands), bem como de sete famosos influenciadores sociais, representando países de todo o mundo. Celebrando ainda mais o centenário do Negroni, os bartenders Mãos Vermelhas criaram um toque exclusivo na receita clássica, cada um deles com sua própria história a ser contada.

Conhecendo o Vermelho está disponível globalmente no canal oficial da Campari no YouTube .

Anúncios

Cellophane or not Cellophane

3 de fevereiro de 2019
Slide3

Foto – Cesar Adames

Mas afinal para que serve este celofane no meu charuto? Se contar as vezes que já fui questionado sobre esse tema dava para encher umas dez caixas de charutos com 25 unidades.

Bom vamos lá. O celofane que embrulha alguns charutos tem as seguintes funções;

– Proteger a capa do charuto – Quando você compra um charuto e o local de venda não tem uma embalagem própria para aquele charuto solto o celofane vai proteger a capa do charuto evitando que ela quebre antes de chegar no seu umidor ou abra toda quando você acender o charuto.

– Higiene do charuto – Você tem idéia de quantas mãos pegaram aquele charuto que você comprou semana passada e estava em uma caixa aberta na sua tabacaria favorita? Pois é, imagina só se esse pessoal apertou, cheirou e outras coisas mais no charuto que você vai acender agora.

– Manter umidade interna – Se o charuto está em um umidor com temperatura e umidade controlada mesmo que dentro do celofane ele está próprio para o consumo naquele momento. Se você comprar um charuto em uma tabacaria e demorar para chegar em casa ou for viajar o celofane serve para retardar o ressecamento do charuto.

É bom deixar claro para todo mundo que o celofane não vem dos derivados do petróleo, ele não é um plástico. Celofane vem da celulose principal massa celular estrutural das plantas. Formada por monômeros de glicose ligados entre si, foi descoberta em 1838 pelo químico francês Anselme Payen, que determinou sua fórmula química.

O nome em inglês Cellophane vem da união de duas palavras, cellulose  e diaphane que significa celulose transparente. Ela pode ser obtida da madeira ou outras plantas por uma série de processos e é biodegradável.

Em 1910 o químico suíço Jacques Brandenberger foi o pioneiro no desenvolvimento do celofane para proteção de alimentos. No ano de 1927 em Tampa na Flórida o primeiro charuto foi embalado com esta nova embalagem. Em Cuba ela foi muito utilizada de 1934 até o início dos anos 90 em charutos feitos a mão e a máquina.

É interessante notar que desde 1992 os charutos cubanos não vem mais envoltos em celofane mas hoje em dia é muito difícil encontrar um off cuba que não venha embalado com ele.

O filme de celulose é a prova de água mas semi permeável, isso permite que o vapor dágua passe criando um micro clima interno onde está o charuto permitindo que ele respire e envelheça com propriedade. Alias um charuto dentro do celofane envelhece mais lentamente que um sem a embalagem. Isso permite que você decida como quer envelhecer seus charutos.

Slide2

Foto – Cesar Adames

Alguns produtores já estão fazendo embalagens inovadoras que tem áreas abertas permitindo uma melhor oxigenação do tabaco como podemos ver na foto acima.

Outra vantagem do celofane comparando com o tubo de alumínio que surgiu primeiro é que por conta da transparência é possível avaliar a capa do charuto  e sua construção sem ter que abrir o tubo de alumínio.

Mas sempre é bom ter certeza que o charuto tem boa qualidade o celofane também. Na foto abaixo temos um exemplo de celofane que ficou marrom com o passar do tempo por conta da nicotina que foi absorvida. Este charuto foi elaborado dez anos atrás e degustado na semana passada para exemplificar este texto.

Slide1

Foto – Cesar Adames

Todo dia é dia de Brunch no Canden House

29 de janeiro de 2019
2019-01-29- todo dia é dia de brunch no canden house

Foto montagem – Cesar Adames

Você sabe o que é Brunch? A palavra surgiu na Inglaterra para dar nome a um café da manhã (breakfast) tardio, que acabou se unindo ao almoço (lunch). Dessa forma, só temos uma única refeição, mais reforçada, em que se come algumas coisas de café da manhã, como café e pães, e também pratos do almoço, como uma salada leve e massas.

Com forte tradição gastronômica inglesa o Camden House no Itaim aqui em São Paulo tem um Brunch clássico, preparado pela chef Elisa Hill que viveu vários anos no Reino Unido.

Inicialmente o brunch só era servido aos sábados e domingos mas agora a casa ampliou o serviço de terça a domingo e já dá para pedir em qualquer o tradicional e clássico FULL ENGLISH BREAKFAST que tem Linguiças suínas caseiras, feijão doce, cogumelos, tomate roti, ovos fritos, bacon artesanal e pão da casa (R$ 42) entre outras opções.

Mas vale a pena experimentar tambem os OVOS BENEDICT – Ovos poché, bacon, molho holandaise no muffin inglês (R$ 29). O BBQ PULLED PORK BENEDICT – Ovos poché, panceta de porco desfiada e molho holandês de ervas. Acompanha pannacotta de matcha, com compota de frutas vermelhas (R$ 41) e também a  BRUSCHETTA AVOCADO – Pão sourdough grelhado, espinafre, queijo de cabra fresco, avocado, bacon e tomate confit (opção veggie sem bacon); acompanha sobremesa saudável de sementes de chia embebidas em leite de coco natural, iogurte caseiro, manga, banana e mel. (R$ 39)

Para beber PINN”S Coquetel queridinho do verão britânico, leve, refrescante  e exclusivo do Canden por R$ 12.

CAMDEN HOUSERua Manuel Guedes, 243 – Itaim • São Paulo – Telefone 11-2369-0488

5 petiscos para comemorar os 465 anos da Cidade de São Paulo

25 de janeiro de 2019

25 de Janeiro de 2019, sexta-feira, hoje a cidade de São Paulo faz 465 anos e nada melhor do que comemorar esta data apreciando cinco petiscos que você encontra pelas ruas desta cidade que não para.

2019-01-25- 5 petiscos para comemorar os 465 anos da cidade de são paulo12

Foto – Cesar Adames

Bauru do Ponto Chic –  O sanduíche Bauru tem 82 anos, criado no bar e lanchonete Ponto Chic no Largo do  Paissandú, ganhou este nome por causa do apelido do seu criador. Tem mais duas unidades uma no Paraíso e outra em Perdizes. Só hoje o lanche que custa R$ 26,90 sai por R$ 19,90.

Endereço – Largo do Paissandú, 27 – Centro, São Paulo

 

 

5 petiscos para comemorar os 465 anos da cidade de são paulo2

Foto – Divulgação

Coxinha do Frangó – O bar tem uma das mais completas cartas de cervejas e serve uma porção de coxinhas com 10 unidades que faz a alegria de seus frequentadores. Cerveja e coxinha, casamento perfeito.

Endereço – Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó, 168 – Freguesia do Ó, São Paulo

 

 

 

 

5 petiscos para comemorar os 465 anos da cidade de são paulo4

Foto – Divulgação

Empadinhas da Casa Godinho – Ela não tem descanso. Mal consegue sair da vitrine e já é devorada. As empadinhas deste mercado fundado em 1888 são uma delicia, tem as de palmito e bacalhau e diferenciadas como a de alheira.

Endereço – Líbero Badaró, 340 – Centro, São Paulo

 

 

5 petiscos para comemorar os 465 anos da cidade de são paulo3

Foto – Divulgação

Pastel da Maria – Clássico paulistano o Pastel de feira é um ícone de SP encontrado em todos os cantos. O Pastel da Maria, barraquinha de feira famosa pelos prêmios que ganhou, em 2009 e 2011, de melhor pastel da cidade e que hoje tem vários pontos na cidade é um bom representante da categoria. Crocante por fora, bem recheado por dentro, e com um toque especial.

Endereço – Av. Paulista, 675 – São Paulo

 

5 petiscos para comemorar os 465 anos da cidade de são paulo5

Foto – Divulgação

Coxa Creme da Padaria Santa Tereza –Inaugurada em 1872, a Santa Tereza é a mais antiga padaria do Brasil e uma das mais renomadas e tradicionais panificadoras de São Paulo. A coxa creme derrete na boca e segundo os proprietários a receita é a mesma desde 1872.

Endereço – Praça Dr. João Mendes, 150 – Sé – – São Paulo

Game of Thrones Single Malt Scotch Whisky Collection

24 de janeiro de 2019

Que tal juntar umas das séries mais cultuadas dos últimos tempos e oito single malt whiskys? Foi o que a HBO e Diageo fizeram quando resolveram unir Game of Thrones e oito Single Malt Whiskys de marcas tradicionais.
A Game of Thrones Single Malt Scotch Whisky Collection só vai ser comercializada no dia 19 de Fevereiro mas já pode ser encomendada pelo site da http://www.amazon.co.uk
Os whiskys selecionados foram
Game of Thrones House Baratheon – Royal Lochnagar 12 Year Old;
Game of Thrones House Greyjoy – Talisker Select Reserve;
Game of Thrones House Lannister – Lagavulin 9 Year Old;
Game of Thrones House Stark – Dalwhinnie Winter’s Frost;
Game of Thrones House Targaryen – Cardhu Gold Reserve;
Game of Thrones House Tyrell – Clynelish Reserve;
Game of Thrones House Tully – Singleton of Glendullan Select;
Game of Thrones The Night’s Watch – Oban Bay Reserve;
Os preços variam entre 30 e 65 libras e todas garrafas tem 750 ml .

Em 2017 eu já tinha falado sobre isso no artigo https://cesaradames.wordpress.com/2017/08/25/e-se-game-of-thrones-produzisse-whiskys/

Dá uma olhada lá para ver se acertei alguma coisa.

2019-01-24- game of thrones single malt scotch whisky collection

Nespresso  inaugura novo conceito de boutique em São Paulo

21 de janeiro de 2019
_iap9746

Foto – Divulgação

A tradicional boutique da Nespresso na Oscar Freire com Hadock Lobo mudou de endereço. Agora ela está no meio do quarteirão da Oscar  Freire no número 953.  Com a mudança diversas novidades com um espaço mais  Intuitivo e tecnológico para o suporte dos Coffee Experts ainda mais próximo do consumidor, sem o intermédio de um balcão. Além disso, um novo sistema de atendimento que evitará filas será implementado. Por meio de tablets, os atendentes organizarão a fila virtualmente, se dirigindo ao consumidor pelo nome quando chegar sua vez.

Os novos ambientes recriam o clima aconchegante das fazendas e cafezais de áreas verdes exuberantes, reafirmando a forte relação da marca com o meio ambiente e seu compromisso com a sustentabilidade.

A novidade conta ainda com um ambiente chamado Bar, onde serão ministradas as Masterclasses – cursos, workshops e degustações experimentais. Com cerca de 20 minutos de duração, as aulas acontecerão de hora em hora, de segunda à domingo, sempre conduzidas por um Coffee Specialist. Para participar, basta o consumidor ir até a Boutique Oscar Freire, as atividades são gratuitas.

No piso superior, os clientes encontrão o Atelier, uma área reservada para convidados e atividades especiais para os Club Members. Nas oficinas, o público terá acesso a um conteúdo aprofundado sobre cafés e harmonizações ministrados em blocos de 60 minutos pelos Coffee Experts. Neste primeiro momento, as atividades no Atelier estarão restritas à convidados da marca, mas a previsão é de que ainda no 1º trimestre a área seja aberta ao público.

Boutique Nespresso: Rua Oscar Freire, 953 – Jardins, São Paulo

Horários de funcionamento: Segunda a sábado das 10:00–20:00
 Domingo das 12h as 18h.

 

 

O lado de fora da caixa

21 de janeiro de 2019

Não adianta utilizar o melhor tabaco do mundo, ser produzido pelos torcedores mais habilidosos, ter uma anilha espetacular. A caixa onde estas joias vão estar armazenadas sempre é a primeira coisa que vai chamar a atenção dos nossos olhos.

Um dos casos mais clássicos são as caixas da linha tradicional dos charutos cubanos Montecristo que com seu amarelo vivo e espadas cruzadas chama a atenção de qualquer um quando exposta em uma prateleira dentro do humidor.

Por conta disso, selecionei 5 caixas a venda no mercado que com certeza irão atrair a sua atenção.

Altar Q

Altar Q é o nome dado a um dos mais conhecidos blocos retangulares de pedra esculpida recuperados no sítio arqueológico mesoamericano de Copán, atual Honduras. Produzido por Oscar Valladares Tobacco & Company a caixa traz 16 charutos no formato Toro que tem preço médio de US$ 10 cada.

altarqsumatratoro_2

Cohiba Behike

Tem três versões BHK 52, BHK 54 e BHK 56, todas com 10 charutos. Cada vez mais difícil de encontrar o preço varia de acordo do local onde for comprado, Brasil, Cuba ou Europa.

cohiba behike

Cohiba Spectre

Lançado em 2019 este é o charuto mais caro produzido pela General Cigars. Cada unidade custa US$ 90. Este Churchill Extra é produzido com um blend de tabacos vintage e vem com 10 charutos em cada embalagem.

cohiba spectre

Las 6 Provincias By Espinosa LHB

Produzido na Nicaragua pela Espinosa Cigars traz em seu interior 4 charutos do formato Toro. É uma homenagem a Cuba e suas 6 províncias originais (atualmente são 15 e equivalem aos nossos estados). Preço  US$ 296.95 na www.coronacigar.com

las 6 provincias

Tatuaje The Bride

Produzido pela Tatuaje Cigar Inc. em Esteli, Nicaragua presta homenagem ao filme The Bride of Frankenstein de 1935. Esta embalagem tem 13 charutos que custam US$ 13 cada e são vendidos em apenas 13 tabacarias dos Estados Unidos.

tatuaje-monster-series-the-bride-dress-box

E ai concorda comigo? Se fosse incluir mais uma caixa nesta lista qual seria sua escolha? Porque?

Eniwine um clube de vinhos diferente

17 de janeiro de 2019
2019-01-17- eniwine um clube de vinhos diferente

FOTO – Divulgação

O conceito de clube de vinhos começou a muito tempo atrás e com certeza bebeu na fonte dos antigos clubes de livros lembra? Era aquele em que você se inscrevia e selecionava um livro por mês para receber. Se não fizesse um pedido o clube te mandava um livro que eles escolhiam. Isso é o que acontece hoje em dia com a maioria dos grupos de vinhos e cervejas.

No final do ano passado fui convidado para conhecer um conceito diferente. O Eniwine que chega para inovar o mercado do vinho mudando a perspectiva de consumo. A plataforma não tem estoque ela funciona como uma ponte, conectando o apreciador direto com quem vende vinho, que oferece aos associados numa negociação singular, vantagens e fidelidade à plataforma.

Quem se associar ao Eniwine Clube só vai receber os vinhos de sua escolha, além de ter três preços de escolha: Preço 1 (valor de mercado), preço 2 (compra com cartão de crédito) e o preço 3 – apenas para associados (que terá o melhor valor com acumulo de pontos).

Alem disso é possível saber mais sobre vinhos com dois canais de vídeos, um aberto ao público, o Eniwine Dinner (Youtube) e outro destinado apenas aos associados, o Eniwine Academy, que oferecer vídeo-aulas de vinho; da introdução ao nível avançado, para que o associado se torne um expert no assunto, conta o criador da Eniwine – Marcelo Abrileri.

Com 525 vinhos de quatro importadoras atualmente vale a pena dar uma navegada e conhecer um pouco mais esta novidade. O endereço é https://www.eniwine.com.br/vitrine

Comprei uma caixa de charutos nas ruas de Havana. Será que ele é falso?

14 de janeiro de 2019

2019-01-14- comprei uma caixa de charutos nas ruas de havana. será que ele é falso

Semana passada recebi um e-mail de um apreciador de charutos que esteve em Cuba recentemente. Aproveito para reproduzir o mesmo na forma original.

“Prezado Cesar

Boa noite

Acabei de voltar de Cuba e gostaria de tirar uma dúvida com você.  Passei a virada do ano em Havana e acabei comprando uma caixa de charutos  Partagas Serie D No.  4, um dos meus favoritos, oferecida por uma pessoa na porta do meu hotel. Ele falou que trabalhava com o pessoal da Cooperativa de Tabaco e por isso tinha um preço especial. Realmente, paguei menos da metade do que era pedido na loja La Casa del Habano do meu hotel.

No aeroporto quase perdi a caixa por que me pediram a fatura da loja. Quando cheguei aqui e provei o primeiro achei ele travado demais e bem fraco. Nem parece um Partagas. Será que fui enganado?

Se puder me dizer o que acha agradeço.

Antonio F.”

Entrei em contato com ele e respondi na forma de alguns pontos que gostaria de dividir com todos vocês.

– Charutos na rua – Nunca compre charutos nas ruas, você não sabe a procedência dos mesmos. O verdadeiro charuto cubano só é vendido nas lojas oficiais, La Casa del Habano, outras lojas e no aeroporto.

– Cooperativa do Tabaco – Sim ela existe só que é a do roubo. Um rouba as anilhas, outro as folhas de capa, outro folhas de miolo, mais um pega a caixa vazia e entregam tudo para aquele torcedor aposentado que está em casa sem trabalhar. Ai ele faz o charuto a noite e entrega para outro tipo que é o que vai para a rua fazer a venda. Uma grande cooperativa que funciona muuuuito bem.

– Parente que trabalha na fábrica – Essa era uma versão antiga da cooperativa. Imagina se todos os parentes trabalham na fábrica? Ninguém mais vai ser garçom, taxista, recepcionista etc…

– Não tem controle de qualidade – Seu charuto pareceu travado? Claro, o simpático velhinho torcedor aposentado não tem máquina de fluxo para ver se o charuto está apertado ou com falta de fumo.

– Não parece o blend do Partagas – O pessoal da cooperativa do roubo é muito eficiente, mas pedir que roubem as folhas do blend do Partagas, a caixa original e peçam para o torcedor acertar o blend já é demais não é?

– Quase perdi a caixa no aeroporto por falta de fatura – Você deu sorte por ter comprado só uma caixa. Se tivesse comprado mais elas teriam ficado por lá. A aduana de Cuba só permite a saída de 25 tabacos sem a factura oficial emitida nas Las Casas del Habano.

– Provei o primeiro e estava travado – Fiquei curioso com o segundo, terceiro, quarto e o resto da caixa. Conseguiu fumar? Além de travados e sem o blend do Partagas tinham gosto de tabaco? Te pergunto isso por que as vezes as folhas de miolo do nosso simpático torcedor aposentado acabam e ele vai até o quintal para substituir por hojas de plátano a tradicional folha de bananeira muito comum por lá.  Aguardo sua resposta com curiosidade.

Drinks de verão no Bar Desembargador

14 de janeiro de 2019
2019-01-14- driks de verão no bar desembargador

Foto montagem – Divulgação

Um dos bares que mais gosto no bairro da Pompéia aqui em São  Paulo é o Bar Desembargador que fica na esquina da Desembargador do Vale com Tucuna. Mesa pé pra fora, na calçada e atendimento nota dez do Clayton, o bartender da casa. Para o verão ele criou alguns drinks refrescantes com ingredientes orgânicos combinando o Gin, a Tônica e o chá mate, com frutas cítricas.

Entre eles destaque para o   Flower time – Vodka, Brandy Osborne, suco de limão siciliano, xarope de açúcar – R$ 31,00,, Dourado – Vermute Punt e Mes, Vermute Dry, suco de tangerina, bitter) – R$ 31,00 e o  Bulleit Mate – Whisky Bulleit, xarope de vanila, suco de limão taiti, chá mate orgânico) – R$ 32,00.

Não deixe de provar o cardápio de petiscos que tem várias criações especiais. Às terças-feiras e sábados, do happy hour a partir das 17 horas até 22 horas, o chopp Brahma é em dobro. O bar só abre no almoço às sextas-feiras, com cardápio executivo que muda toda semana, oferecendo pratos com ótimo custo benefício.

 

Ao sábados no almoço, a dica é o Buffet de Feijoada, com carnes e acompanhamentos separados a escolher, que custa R$ 57,00 por pessoa para se servir a vontade e a primeira caipirinha de limão é por conta da casa.

 

Desembargador – Rua Desembargador do Vale, 253 – São Paulo – Tel: (11) 3672-3676

Por que alguns charutos são TÃO mais caros que outros?

3 de janeiro de 2019

2019-01-03-por que alguns charutos são tÃo mais caros que outros3

Como primeiro texto sobre charutos resolvi falar de um tema que sempre é levado em conta quando se pensa em comprar um charuto, o preço que vamos pagar.

A idéia veio quando resolvi experimentar uma edição comemorativa da marca Davidoff.

Aproveitei uma oportunidade e pedi a um amigo que estava nos Estados Unidos para me comprar uma ou duas unidade do Davidoff Diademas Finas comemorativo dos 50 anos da marca.  Para minha surpresa o valor de cada unidade era de US$ 58,50. Desisti na hora, pois por este valor poderia comprar três outros charutos de excelente qualidade.

2019-01-03-por que alguns charutos são tÃo mais caros que outros

Algum tempo depois comecei a me questionar por que um valor tão alto por este charuto. Bom, algumas respostas já eram bem claras. É um charuto comemorativo de aniversário de 50 anos da marca, vem em um jarro de porcelana com 10 unidades cada e foram feitos apenas 8.000 jarros que totalizam 80.000 charutos. Neste caso não estaria comprando um simples charuto e sim um pedaço da história da marca. Poderia inclusive comprar, guardar, deixar valorizar e vender com uma boa margem de lucro num futuro próximo para algum aficionado.

2019-01-03-por que alguns charutos são tÃo mais caros que outros1

A compra de caixas de charutos especiais e edições limitadas ainda não é um negócio estabelecido como o do vinho e de destilados especiais onde negociantes compram o produto, armazenam e vendem com uma boa margem de lucro.

Mas o que realmente influi no preço final de um charuto. Quais são os aspectos tangíveis deste negócio?

Localização – Onde o tabaco é plantado e qual seu custo de transporte. O valor de um tabaco Cameron africano ou Mata Fina da Bahia tem um custo mais elevado de transporte do que um tabaco nativo para os produtores da Nicarágua ou Republica Dominicana.

Produção – Existem duas formas de obter o tabaco, investindo em terras e plantando ou comprando as folhas de empresas que negociam os fardos. No segundo caso quem determina o preço final é a oferta e a demanda do mercado.

Folhas de Capa x folhas de Miolo – As folhas de capa com proteção de tela para diminuir o excesso de sol e chuva custam muito mais do que as folhas de miolo que não tem proteção nenhuma por conta do alto custo do manuseio desta proteção.

Folha especial da planta do tabaco – É o caso das folhas de Medio Tiempo que ficam na parte superior da planta de tabaco, normalmente são uma ou duas folhas que aportam muito mais força ao blend do charuto. Foi com este conceito que o Cohiba Behike construiu sua história.

2019-01-03-por que alguns charutos são tÃo mais caros que outros2

Rendimento por metro quadrado – As vezes o preço do tabaco não é tão alto mas o custo de processamento e baixo rendimento tornam algumas variedades como a Connecticut uma das mais caras do mercado.

Demanda – Algumas variedades de tabaco caem no gosto popular rapidamente e o produtor não estava preparado para uma produção tão grande em um curto espaço de tempo.

Estoque – É cada vez mais difícil encontrar produtores que deixam seus fardos de tabaco envelhecer por quatro ou cinco anos. A grande maioria consome o que se coloca a venda. Para lançar edições especiais com grande tempo de envelhecimento tem que se contabilizar este custo da matéria prima parada no armazém.

Apresentação – Ai entra a parte das caixas, jarros e outras formas de apresentação. Elas valorizam muito a apresentação final do charuto mas como dizia um amigo meu “Você não fuma a caixa não é?”.

Precisa de gente para servir a sua ceia hoje a noite? Usa o Uber do Garçom

24 de dezembro de 2018
2018-12-24- Precisa de gente para servir a sua ceia hoje a noite Usa o Uber do Garçom.jpg

Foto – Divulgação

Daqui a pouco tem a ceia de Natal, semana que vem a de Ano Novo e quem é que vai fazer o serviço na sua casa? Já tem Garçom contratado? Não? Que tal usar o MY STAFF?

Em todo final de ano o mercado de vagas temporárias esquenta. Os dados da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem) e Caixa Econômica Federal mostram uma previsão de 434,4 mil vagas temporárias no período, nos setores da indústria, comércio e serviços, em decorrência das comemorações do Natal e Ano Novo.

Além de serviços, a área de alimentos também é afetada causando aumento na demanda por profissionais. Com o My Staff essas vagas persistem o ano todo e também servem para quem procura por sua porta de entrada na área gastronômica/hotelaria, tanto quanto para quem deseja um complemento de renda.

O IBGE aponta que metade da população brasileira tem acesso à internet, não é à toa então o crescimento da criação de aplicativos e serviços prestados por estes.

Nesta seara de oportunidades, bem aventuradas e consequentemente bem sucedidas aquelas que prestam um serviço ágil e certeiro. Assim como os aplicativos de transporte particular, que em segundos direciona um motorista em sua localização, O MY STAFF segue a mesma linha, porém não com caronas e sim com equipe para bares, restaurantes e eventos diversos.

Fernando Gaudio, seu idealizador, é figura conhecida no setor e já trabalhou em quase todas as vagas da cadeia de entretenimento/gastronomia:“Trabalhando fora do Brasil passei por todos os cargos possíveis, de faxineiro à chef de cozinha, portanto sei da importância de ter uma equipe coesa. Todas as peças são importantes e na falta de uma a sua substituição mesmo que temporária é imprescindível”.

O aplicativo MY STAFF atende com funcionários freelancers cadastrados e avaliados por Gaudio e sua equipe. São ranqueados, tem ficha completa para que o contratante possa avaliar comparar e fazer sua escolha aderente ao job description necessitado. Além de evitar altas taxas de contratação, falta de comprometimento, horário limite de agências e desencontro de informações em currículos “frios”.

Já para os contratados há facilidade de programar sua agenda conforme seu ritmo de vida, planejar seus ganhos já que a efetuação dos pagamentos é feita dentro de até três dias. Num país onde a taxa de desemprego chegou em 13,1%, O MY STAFF é uma saída considerando o um milhão de estabelecimentos entre bares e restaurantes ativos no Brasil. Não serve apenas para quem procura emprego, mas também como porta de entrada para este mercado.

O aplicativo cobra taxa de 16% do contratante, sobre o valor que foi combinado com o prestador de serviço. Do profissional, nada é cobrado. O contratante faz a transferência do valor diretamente para uma plataforma de pagamento, que separa os 16% da My Staff e repassa o restante ao prestador de serviço em até três dias.

O aplicativo já funciona em todo território nacional, porém depende da disponibilidade de freelancers cadastrados em cada praça. Os contratantes ganham 50% de desconto no primeiro uso. Para saber mais baixe o MY STAFF na Google Play ou App Store.

Drinques prontos para o verão na nova linha SIX PM

21 de dezembro de 2018
2018-12-21- Drinques prontos para o verão na nova linha SIX PM.jpg

Foto – Divulgação

19h22 ou 20h22 dependendo do estado em que você está começa hoje 21 de dezembro de 2018 o verão.  Para tentar diminuir um pouco o calor que este ano promete ser escaldante a Companhia Müller de Bebidas tem um lançamento para quem busca um drinque ou coquetel pronto, leve e prático, para se refrescar. É a linha SIX PM, uma reinvenção de drinks mais pedidas em quatro sabores, para beber gelada, com pedras de gelo, diretamente na garrafa ou em taça específica.

SIX PM é formada por bebidas de base alcoólica neutra aromatizadas. Os sabores são Gin Tonic (o coquetel mais famoso do Reino Unido);  Spritz (o mais pedido nos happy hours europeus, com toque amargo e refrescância);  Moscow Mule (levemente cítrico e refrescante); e Cuba Libre (sabor da cola unido ao aroma natural do limão).

Todos os sabores da SIX PM possuem 7,9% de volume alcoólico e vão agradar quem gosta de coquetéis e também aqueles que buscam novos sabores, em  garrafas de 275 ml. Estão à venda em supermercados, lojas de conveniência e quiosques da orla do Rio de Janeiro, com preços variando entre R$ 5 a R$ 9, dependendo do ponto de venda. A linha de produtos é produzida pela Cia Müller de bebidas que produz a tradicional cachaça 51.

Cerveja Duchesse Cherry chega pela primeira vez ao Brasil

21 de dezembro de 2018
2018-12-21 – Cerveja Duchesse Cherry chega pela primeira vez ao Brasil

Foto – Divulgação

Ainda no mês de seu aniversário a Let’s Beer, adega-bar da Vila Mariana traz novidades. Dessa vez, a partir do dia 18 de dezembro, casa oferece o relançamento da Duchesse de Bourgogne e traz, pela primeira vez ao Brasil, a inédita Duchesse Cherry, ambas da cervejaria familiar, Brouwerij Verhaeghe.
Representante do estilo Flanders Red Ale, vinda na região oeste da Bélgica e diferente da maioria das cervejas e bebidas fermentadas, a tradicional Duchesse de Bourgogne com graduação alcoólica de 6,2%, dispõe de um sabor e aroma único. Maturada por até três anos em foeders de carvalho, a coloração e espuma bege, de densa formação, e aroma que remete a frutas vermelhas. No paladar, há uma explosão de sensações com um balanço ideal entre taninos e acidez.

 

A Duchesse Cherry tem graduação alcoólica de 6,8%, foi lançada em agosto de 2018 e é uma Flanders Red Ale tradicional com um twist. Irmã da Duchesse de Bourgogne, a Cherry é maturada em barris de carvalho com cerejas de Limburg, na proporção de 20 quilos por litro de cerveja. Com visual entre o castanho e escarlate, a cerveja tem aroma e sabor inusitados que equilibram perfeitamente a doçura do malte, frutas vermelhas e acidez.

 

Let’s Beer – R. Joaquim Távora, 961 – Vila Mariana – Telefone: 11 2589-9695

SKOL lança sua primeira puro malte

20 de dezembro de 2018
2018-12-20- SKOL lança a primeira puro malte que desce redondo

Foto – Divulgação

 A Família Skol não para de crescer e ganha nova integrante para acompanhar a SKOL Pilsen e a SKOL Hops. A cerveja mais famosa do Brasil, apresenta sua primeira puro malte. Para chegar à receita ideal, a bebida passou por um processo exclusivo de produção, que levou cinco anos para ser desenvolvido em uma parceria entre especialistas brasileiros e belgas. A receita é resultado de pesquisas realizadas no Centro de Inovação e Tecnologia (CIT) da Ambev.

SKOL Puro Malte traz um novo integrante à família SKOL, reconhecida por sempre trazer novidades para o consumidor. Líder do mercado, a SKOL Pilsen é marcada por toda sua leveza e refrescância, enquanto a SKOL Hops oferece o gosto surpreendente de um blend exclusivo de lúpulos. Agora, chegou o momento da única Puro Malte que desce redondo.

Entender o desejo dos consumidores sempre foi um diferencial de SKOL. Quem poderia imaginar uma cerveja que colocasse o lúpulo na boca do povo? SKOL fez, e Hops já conquistou o Brasil, tanto que a palavra “lúpulo” foi uma das procuradas no Google em 2018. Neste ano, SKOL também simplificou a vida do público cervejeiro com a garrafa “pull off”, que abre sem esforço, e o “Gela Fácil”, um pack que com o acréscimo de gelo se transforma em cooler.

A  SKOL Puro Malte estará disponível nos mercados e pontos de venda a partir de janeiro.

Pão de Açúcar Adega, um site que tem uma loja

19 de dezembro de 2018
2018-12-19 – Pão de Açúcar Adega, um site que tem uma loja

Foto – Cesar Adames

Semana passada fui conferir a inauguração da primeira loja física do site de venda de vinhos do Grupo Pão de Açúcar. A nova loja fica na Rua  Augusta, 2710 e além dos vinhos que já estão no site ainda terão outros rótulos clássicos, destilados e cervejas.

O Pão de Açúcar é o maior vendedor de vinhos do Brasil e fez um investimento de cerca de 2 milhões de reais para montar toda esta operação. Só de importação própria são mais de 700 rótulos que vão estar na nova loja além de uma sala climatizada onde terão do champagne francês Dom Perignon ao clássico português Pera Manca.

Para prestar o melhor serviço ao cliente quatro atendentes e seis ajudantes, treinados por  Carlos Cabral, consultor de vinhos do Pão de Açúcar e um dos maiores especialistas do assunto no Brasil. A nova loja ainda contará com um calendário de cursos que poderão ser consultados no site.

https://www.paodeacucar.com/adega

Loja – Rua Augusta, 2710

SEEN comemora Natal e Ano Novo com programação exclusiva

18 de dezembro de 2018
2018-12-18 - SEEN comemora Natal e Ano Novo com programação exclusiva

FOTO MONTAGEM – Divulgação

Com vista privilegiada para a capital paulista, gastronomia variada, drinks e clima de agito, o restaurante e bar SEEN, localizado no 23º andar do Tivoli Mofarrej São Paulo, terá uma agenda intensa para as festas de final de ano. Para o Natal será oferecida a ceia no dia 24 de dezembro e Brunch especial no dia 25. Já no Réveillon, o jantar e a festa da virada completam a comemoração. Uma das grandes apostas será o cardápio vegetariano e vegano servido na noite do dia 31. Confira abaixo o cardápio das festas:

Ceia de Natal

A entrada será de Charcuterrie, uma seleção de queijos, frios, embutidos, frutas da estação, mix nuts, geleias e compotas. À mesa será servido como primeiro prato Tortelli de abóbora acompanhado de fonduta de parmesão, azeite de trufas, pesto e crocante de torrada. Na sequência é a vez do Lombo de bacalhau cozido em baixa temperatura, acompanhado de cebola e tomate confitado, purê de grão de bico, azeite de alho e ervas frescas. O terceiro prato será o Filé mignon com demi glacê de vinho do porto, gateau de palmito pupunha, lâminas de castanha do pará e mix de brotos. Completam o menu as sobremesas de Pavê de Panetone, Petit Gateau e Merengue de Morango.

Durante o jantar e festa ainda será oferecido uma harmonização com vinhos e drinks a base de Tanqueray London Dry, Ketel One Vodka e JW Black Label, espumantes Chandon, água e softs Drinks.

A ceia de Natal será servida no dia 24 de dezembro, a partir das 19h, e terá o valor de R$ 480 por pessoa. Crianças de 0 a 5 não pagam (será servido o menu kids) e de 6 a 12 anos R$ 192. Haverá presença de Papai Noel, brindes para as crianças e DJ para a festa.

 Réveillon

Quem for passar a noite da virada no SEEN terá uma noite inesquecível, com pratos exclusivos, bebidas e muita festa. A preparação para a virada começa com um jantar assinado pelo chef William Ribeiro. Para entrada será servido uma seleção de sushis, makis e rolls do Chef Masahiko Enoi. Na sequência o primeiro prato será Remoulade de Lagosta servido com palha de mandioquinha e mix de brotos.  O segundo prato será  Robalo Grelhado com pupunha, tartar de banana e espuma de cheiro verde. O terceiro prato será filé de Wagyu acompanhado de musseline de abóbora, vegetais confitados e mini brotos. Já como sobremesa Tubo de merengue, biscoito de coco, manga com especiarias, sorvete de framboesa e espuma de mascarpone;  Mini trufas de chocolate & Café. Todos os pratos serão harmonizados.

Inovando mais uma vez, o SEEN dá destaque para o menu vegetariano para a ceia. A entrada será de Trio de canapés, seguido pelo  primeiro prato com Alcachofra Gratinada acompanhado de pesto e azeite de trufa (adição de Creme de parmesão na versão vegetariana). O segundo prato será o Palmito Pupunha Assado servido com purê de mandioquinha, salsa de cogumelos e avelãs tostadas. No terceiro prato os veganos recebem Tortelli de Abóbora e os vegetarianos Tortelli de Burrata

ambos acompanhados de tomate fresco, alcaparras, azeitonas pretas, abobrinha crocante. Já a sobremesa será Envelope de Pina Colada com Gelatina de romã, creme de coco, tartar de abacaxi.

Durante toda a noite também será servido seleção de Craft Coquetéis & Gin Tônicas (Tanqueray London Dry, Ketel One Vodka, JW Black Label, Aperol, Campari), Vinho Tinto e Branco, Espumante Chandon, Água e Softs Drinks e Lanchinho da madrugada.

O Réveillon do SEEN começa às 20h e terá valor de R$ 1500 por pessoa. Já a festa, a partir das 23h tem o valor de R$ 800,00 por pessoa (incluindo open bar).

RESERVAS

Tel.: 11 3146.5923 ou email: reservas@seensp.com

Endereço: Alameda Santos, 1437 – 23° andar – São Paulo, Brasil

 

Veuve Clicquot Gouache

17 de dezembro de 2018
2018-12-17- Veuve Clicquot Gouache

Foto – Divulgação

Já garantiu sua champagne para as festas de final de ano? Que tal esta opção? Para a Veuve Clicquot, que possui o design em seu DNA há mais de 240 anos, a cor sempre foi uma rica fonte de criatividade, inspiração e audácia. Para celebrar essa forte ligação com a cor, a Maison apresenta o primeiro lançamento da Coleção Colorama: o Clicquot Gouache. A nova embalagem é um extravagante tributo à arte do assemblage, ao ato criativo que expressa o estilo Veuve Clicquot. E de onde surgiu a inspiração na tinta gouache? Os produtores de vinhos da Maison compõem os champagnes com o mesmo savoir-faire e habilidade dos artistas que misturam suas cores. Suas “paletas” são a coleção única e inestimável da Maison, com mais de 400 vinhos de reserva de quase três décadas.

O estojo Clicquot Gouache armazena perfeitamente uma garrafa de 750 ml de Veuve Clicquot Brut na temperatura ideal para o consumo por até duas horas. Preço médio (Embalagem Gouache + Veuve Clicquot Brut 750 ml): R$ 490,00.

911 O novo Speakeasy dos restaurantes de SP

14 de dezembro de 2018
2018-12-14- 911 O novo Speakeasy dos restaurantes de SP

Foto – Cesar Adames

O termo Speakeasy surgiu durante a lei seca nos Estados Unidos e ficou associada aos bares que vendiam bebida alcóolica e não tinham licença para isso. Normalmente ficavam escondidos e tinham entrada por locais que ninguém iria suspeitar como uma cabine telefônica, uma câmara fria de um restaurante entre outros.

Apesar de não ser um Speakeasy  o 911 Restaurante está bem parecido com isso pois ele funciona em cima de uma oficina mecânica de carros Porsche. Criado pelos empresários Brandon Crozier e Claudiene Brito eles juntaram suas paixões por gastronomia e carros  e criaram o 911, restaurante de cozinha contemporânea e convidaram Ricardo Landi, piloto e mecânico especializado para se unir a eles na Flacht, elegante oficina boutique para atendimento a donos de Porsche.

Para quem não está familiarizado com o universo automotivo, Flacht é o nome de uma cidade na Alemanha, berço da linha GT da Porsche, e 911 é o mítico modelo da fabricante alemã, considerado um dos carros esportivos mais importantes de todos os tempos. O  restaurante funciona no segundo andar do sofisticado complexo, que ocupa mais de 1000 metros quadrados na Alameda Lorena, nos Jardins. Sob o comando da chef Daniela Malavasi, a casa serve cozinha contemporânea com generosas referências à culinária brasileira.

O bar, em frente ao lounge de espera, conta com a expertise do chefe de bar Giovanni Schiesaro, autor de drinks elegantes e produções artesanais para alguns insumos.   Dois dos drinks autorais tem óleo saccharum de laranja bahia, feito através de um processo de extração a vácuo do óleo essencial das cascas da laranja misturado com açúcar orgânico. Outro destaque é o suco de tomate assado com manjericão e folhas de salsão, depois processado e coado, garantindo um sabor artesanal.

911 Restaurante –  Alameda Lorena, 2101 – Jardins. Tel: 4780-9802

VAIA um espaço diferenciado na Vila Mariana

13 de dezembro de 2018
2018-12-12 – VAIA um espaço diferenciado na Vila Mariana

Foto – Cesar Adames

Com cores vibrantes e um menu composto por pratos que ressaltam os sabores brasileiros, a VAIA, começa a ganhar destaque como  bar da Vila Mariana, irmã da Let’s Beer, adega-bar com a melhor seleção de rótulos do bairro na Rua Joaquim Távora ao explorar um conceito até então inédito nas casas de cerveja artesanal.

O espaço tem um salão com plantas e um sofá com almofadas estampadas que dá de frente para o balcão, onde o cano industrial vermelho que comporta as torneiras de chope serve sempre marcas nacionais e a cada mês lança uma nova VAIA.

A VAIA nasce como um espaço  para amantes de cervejas e gastronomia e proporciona aos clientes um cardápio autoral e uma equipe treinada para criar experiências personalizadas de harmonização com as cervejas. A exemplo do bolinho de pato com tucupi e jambu e da pizza de massa artesanal de queijo de cabra e aspargos.

Os apaixonados pelo universo cervejeiro, que já conhecem a famosa Let’s Beer, provam uma nova experiência e embarcam em uma aventura local em um ambiente intimista. E, para provar o melhor dos dois mundos, no dia 15/12 a Let’s Beer comemora 6 anos em uma festa regada com 24 chopes cuidadosamente selecionados e dentre eles, 5 da cervejaria Vaia:

O open bar acontece das 13h às 18h e o ingresso será vendido na porta pelo valor  de R$150 na Let’s Beer ou através do link da Sympla, sendo R$165 (R$150 + R$15,00 de taxa).
VAIA – R. Joaquim Távora, 955 – Vila Mariana  – Telefone: 11 2589-9695

Tem cerveja na minha pizza

12 de dezembro de 2018
2018-12-12- Tem cerveja na minha pizza

Foto montagem –  Cesar Adames

Única no Brasil e talvez no mundo a Marias e Clarices – BeerPizza, nova pizzaria de Ivo Herzog e Henrique Berlinck d’Utra Vaz abriu suas portas na semana passada no final da rua Mourato Coelho. O seu grande diferencial é o uso de cerveja artesanal na massa, o que confere diferentes sabores e aromas, e imprime à cada pizza uma personalidade única, sem perder as características da receita tradicional.

Ivo é um grande fã de pizza e tem feito e aprimorado suas receitas nos últimos 30 anos.Nos anos em que trabalhou na Ambev, adquiriu a expertise de fazer cerveja, e agora usa os conhecimentos para criar suas redondas juntando trigo e cevada em um processo químico de fermentação singular.

A ideia é brincar com o imaginário das pessoas. Elas poderão escolher o sabor da massa a partir de três tipos de cerveja, IPA, Stout e Ale. Dependendo da cerveja utilizada, os tons da massa poderão ser claros, escuros ou avermelhados, cada qual com seu aroma, sutileza e alma.   

O cardápio inclui 13 tipos de coberturas, entre clássicas e tradicionais, com preços entre R$ 38 e R$ 58. A que leva o nome da casa é um dos carros-chefe, com figo, brie, pancetta e mel de laranjeira. Duas outras apostas incluem a Bisa feita com abobrinha refogada e queijo parmesão e a Aliche.

A receita do molho de tomate, guardada a sete chaves e de autoria do próprio Ivo, confere frescor e leveza únicos. Mas a experiência completa, ainda inclui o pão de linguiça que pode ser pedido como entrada e levado para casa.

O nome da nova casa  “Marias e Clarices” é uma homenagem ao protagonismo feminino pouco reconhecido, começando com Clarice Herzog, mãe de Ivo. A referência da casa às mulheres tambem está presente nos desenhos de Lyllen Vaz aplicados no forno que assa as pizzas, na elaboração dos drinks e das redondas com duas bartenders, e duas pizzaiolas.

Marias e Clarices – BeerPizza – Rua Mourato Coelho, 1.447 – Vila Madalena – SP

Telefone: 11 3819-3310

 

Festival de Saquê proporciona experiências etílicas e culturais

11 de dezembro de 2018
2018-12-11- Festival de Saquê proporciona experiências etílicas e culturais

Ilustração – Divulgação

As tradicionais bebidas japonesas ganham um festival inteiro dedicado a ela. Nomes consagrados da gastronomia paulistana, os chefs Edson Yamashita, do estrelado Ryo, e Rafael Hidaka, também estrelado, do Tartuferia Giapponese, e os restaurateurs e empresários Nino Mamoru, Celso Ishiy, Marcell Kokubo e Andre Park, juntaram-se e criaram o Sakesoldiers Festival. O evento dá aos apaixonados por bebidas alcoólicas japonesas a oportunidade de degusta-las e apreender mais sobre o assunto. Além do fermentado de arroz, os convidados também poderão experimentar cervejas artesanais e o Sochu – típico destilado do país. Workshops e palestras completam o evento que acontece domingo dia 16 de dezembro, no Hotel Intercontinental.

A fim de proporcionar aos iniciantes um domingo dinâmico, foi feita uma curadoria prévia dos diversos tipos de saquês que serão servidos e contrapostos. Conversas sobre coquetelaria, distinção de sabores e especificidades de cada bebida acontecerão durante a tarde que contará com o lineup da DJ Francesca Sardi. Um espaço aberto aos interessados em experimentar esses preciosos líquidos.

Com o apoio do Hotel Intercontinental São Paulo, o evento terá formato semelhante aos encontros de provas de vinho.  O primeiro turno será das 14h às 17h e o segundo das 18h às as 21h.  Os degustadores ganharão uma taça e uma cartela que dá direito a uma dose da bebida de cada expositor. Além disso, poderão adquirir os produtos a preços mais camaradas.

Aproveitando a efervescência da cultura oriental em São Paulo, a ocasião marcará o último mês do ano reunindo vários nomes da gastronomia interessados em compartilhar vivências e técnicas de suas carreiras. Os convites estarão à venda em diversos restaurantes japoneses, ou diretamente com os idealizadores Celso Ishiy e Nino Ichitani, pelo valor de R$120. Mas tem que correr pois são apenas 250 convites por turno.

Sakesoldiers Festival 2018

Hotel Intercontinental São Paulo (Sala Giorgia e Sala Nery)

Domingo –  16 de dezembro, das 14h às 17h ou das 18h às 21h

Convites: Celso Ishiy, 11. 98175-8392 celso.ishiy@hotmail.com e Nino Ichitani, 11. 99660 – 9069

Frank Bar recebe Marian Beke, um dos melhores bartenders do mundo

10 de dezembro de 2018
2018-12-10- Frank Bar recebe Marian Beke, um dos melhores bartenders do mundo

FOTO – Divulgação

Depois de receber nomes conhecidos da coquetelaria brasileira, amanhã dia 11 de dezembro o Frank Bar abre as portas para Marian Beke, do The Gibson Bar em Londres, que também figura entre a seleta lista dos 100 melhores do mundo pelo World´s 50 Best Bars. O premiado bartender será o convidado especial de Spencer Amereno para comandar seu balcão oferecendo drinques com Absolut Elyx, Chivas Regal e Plymouth.

Nascido na Eslováquia, Beke mudou-se para Londres em 2005 inspirado pela cultura da coquetelaria da cidade inglesa, assim como para aprimorar a língua estrangeira. Começou trabalhando em casas noturnas, progredindo para Barback, depois passou a trabalhar em hotéis, restaurantes e em bares especializados em coquetelaria. Algumas ótimas casas pelas quais passou foram Montgomery Place, o primeiro com estilo speakeasy em Londres; Artesian Bar, no Langham Hotel; Purl Bar; e The Nightjar Bar, que ajudou a abrir e assumiu a Gerência.

Há um ano abriu o seu próprio bar ‘The Gibson’, situado na Old Street, e em seu primeiro ano já ficou na 6ª posição do World´s 50 Best Bars – Europa. E é assim que o The Gibson tem algo em comum com o Frank Bar, que entrou para a lista mundial em 2017 e 2018, além da coquetelaria artesanal, é claro.

Spencer e Marian esperam um público rotativo das 18 à meia noite no dia 11 de dezembro com uma entrada de R$ 35, incluindo welcome drink, e os coquetéis de Beke custarão R$ 37.

Frank Bar – Guest Bartender – Marian Beke

Rua São Carlos do Pinhal, 424 – no lobby do Maksoud Plaza Hotel

Data: 11/12/2018 (terça-feira) das 18h à meia noite

Novo bar Volátil oferece drinks on tap e cervejas artesanais

7 de dezembro de 2018
2018-12-07- Novo bar Volátil oferece drinks on tap e cervejas artesanais

Foto – Divulgação

A região da Pompéia em São Paulo acaba de ganhar um novo poit para suas noites etílicas, O bar Volátil. Por trás do novo estabelecimento está a mesma equipe do The Lab, ‘bar secreto’ que despertou a curiosidade do público liberando a entrada apenas para convidados. Com coquetéis on tap (na torneira) e cervejas artesanais, o Volátil também é um bar para poucos, mas, dessa vez, a seletividade estará no olhar de quem nota e cria afinidade com um espaço que foge dos estereótipos de roteiros boêmios mais tradicionais, ao começar pelo endereço, no bairro da Pompéia.

Com o intuito de manter a essência intimista do bar ‘irmão’, o Volátil ocupa um galpão quase escondido na Avenida Pompeia. O mistério se estende à carta de bebidas da casa, que inova tirando coquetéis direto da torneira, são quatro drinks on tap, mas o plano é chegar até 10 torneiras servindo coquetéis clássicos e autorais. Hoje, Gin Tônica, Ginger Fizz e os autoriais Lime Scurvy Killer e Absinto #3 são as opções encontradas nas torneiras da casa, mas sempre podem variar de acordo com o dia.  Ainda, variadas opções de chopes são servidas em copos de 200 ou 450 ml. Os rótulos são sempre alternados e priorizam-se as cervejarias artesanais locais, eventualmente uma opção importada é engatada em um dos bicos. Na geladeira, as opções variam entre estilos da moda, como Berliner Weisse, Sours e NE IPA, até as mais tradicionais.

As especialidades do menu são os “Grilled Cheese”, sanduíches clássicos americanos montados no pão brioche produzido artesanalmente na casa. Entre algumas das sugestões de recheio para os sandubas, está o de costelinha de porco, que acompanha queijo cheddar e molho barbecue. Para os veganos, há opção que leva cogumelos, pesto de rúcula, tomate e queijo vegano, no pão vegano, tudo feito em uma chapa diferente, sem contato com os ingredientes de origem animal.

O bar funciona de terça a sábado. Às terças e quarta há ainda rodadas de cerveja em dobro para os clientes. O novo local terá uma série de eventos ainda esse ano como churrascadas, som ao vivo, lançamentos de cervejas e outros.

VOLÁTIL – Avenida Pompéia, 1999 – Pompéia, São Paulo – SP

Horário: terça a quinta: 18h às 23h; sexta: 18h às 24h; sábado: 15h às 24h

 

Johnnie Walker lança copo meio cheio em edição especial e limitada

6 de dezembro de 2018
2018-12-06- Johnnie Walker lança copo meio cheio em edição especial e limitada

Foto – Divulgação

Vai até o final de dezembro uma ação promocional da Diageo onde o whisky Johnnie Walker é servido e parece que o copo está sempre meio cheio. A ação ira acontecer em bares e restaurantes de São Paulo e Recife e busca promover o progresso coletivo.

“Progresso e positivismo caminham juntos e o copo meio cheio é uma forma de tangibilizar a mensagem da marca”, conta Guilherme Martins, executivo de marketing do portfólio de whisky da Diageo Brasil.

O “copo meio cheio” tem um fundo duplo, que faz com que a bebida seja servida na metade superior do recipiente. “O resultado é a imagem do copo sempre meio cheio”, explica o executivo.

Nos bares e restaurantes que participam da ação, os clientes que pedirem uma dose de Johnnie Walker poderão ter a experiência do copo meio cheio. Em São Paulo as casas são: Jamile Restaurante, Terço e The Blue Pub. Em Recife: Alphaiate e Recanto Paraibano.

Além disso, no e-commerce da Diageo (www.thebar.com.br), o copo meio cheio pode ser adquirido e na compra de uma garrafa de Johnnie Walker Red Label ou Black Label, o consumidor recebe o copo como brinde. Sujeito à disponibilidade do produto no estoque da Diageo.

SERVIÇO – JOHNNIE WALKER Copo Meio Cheio

São Paulo:

Jamile Restaurante – Rua Treze de Maio, 647 – Bela Vista

Sal Gastronomia – Rua Minas Gerais, 352 – Galeria Vermelho – Higienópolis

Spot – Alameda Ministro Rocha Azevedo, 72 – Cerqueira César

Terço – Rua Baltazar da Veiga, 246 – Vila Nova Conceição

The Blue Pub – Alameda Ribeirão Preto, 384 – Bela Vista

Recife:

Alphaiate – R. Artur Muniz, 82 – Boa Viagem

Recanto Paraibano  – Av. Dezessete de Agosto, 248 – Parnamirim

Cajú SP  do  Four Seasons São Paulo, aposta em identidade brasileira 

5 de dezembro de 2018
2018-12-05- Cajú SP do Four Seasons São Paulo, aposta em identidade brasileira

FOTO – Divulgação

Quem entra pelo lobby do recém-inaugurado hotel Four Seasons São Paulo, logo se depara com um bar de curvas sinuosas e arquitetura marcante. Trata-se do Caju, SP que apresenta gastronomia inspirada nos botequins brasileiros.

Com carta de drinks assinada pelo mixologista Paulo Ravelli, cuja carreira inclui cinco anos no Japão e passagem por casas como Le Bilboquet e SóShots, o novo hotspot da cidade apresenta coquetelaria que une o melhor da variedade de ingredientes e sabores brasileiros com as técnicas mais atuais e promissoras da cena atual.

Vale a pena experimentar o  A Onça Vai Beber Água, que leva Cachaça Leblon, Orzata de Caju, Abacaxi, Chartreuse Verde Liqueur e Cítricos (R$ 38); o Pingado, com Cachaça Santa Terezinha Sassafrás, Cynar e Mix de Vermouth Cinzano 1757 com Infusão de Café (R$38); e o G&T do Caju, que combina Gin Amazonni com Infusão de Caju, Limão-Siciliano e Manjericão (R$38).

O menu de petiscos também valoriza receitas tipicamente brasileiras e traz Pão de queijo recheado de goiabada e queijo Palmira (R$30); Pastéis (R$35); Coxinha de frango com catupiry (R$40) e Barriga de leitão, chutney de banana e amburana (R$ 45). Há ainda sanduíches, como o de Siri mole no pão esponja de tinta de lula, com maionese de legumes fermentados e alface americana (R$65) e o Bauru, com presunto cru no pão de ciabatta, queijo meia cura, tomate e orégano (R$ 45).

Four Seasons SP – Rua Engenheiro Mesquita Sampaio, 820.

Paulo Leite do Sagarana é o ganhador da 2ª edição do concurso Rabo de Galo

4 de dezembro de 2018
2018-12-04- Paulo Leite do Sagarana é o ganhador da 2ª edição do concurso Rabo de Galo

Foto – Divulgação

Ontem aconteceu a segunda edição do concurso nacional Rabo de Galo na cidade de São Paulo. Idealizado e conduzido pelo Mestre Dervian e pelo bartender Daniel Julio. O evento contou com 42 participantes de todo Brasil e o grande vencedor da noite foi Paulo Leite do Emporio Sagarana de São Paulo.

drink Rabo de Galo, assim como a Caipirinha, é um patrimônio cultural do Brasil com 64 anos de história. Sua propagação começou na cidade de São Paulo com a chegada de uma fábrica de bebidas nos anos 50. A indústria queria atender os anseios alcoólicos dos imigrantes italianos que estavam encantados pela Cachaça não bebiam mais o Vermute.

Assim, foi criada uma mistura dos dois, inclusive com copo exclusivo, que continha marcação das doses. Segundo relatos, o fundo do copo era mais grosso para aguentar a batida no balcão, na volta do gole. Inclusive, a bebida era para ser chamada de Cocktail, mas a idéia foi rapidamente descartada e substituída pela tradução da palavra em inglês Cocktail, que, em português, significa Rabo de Galo.

O Rabo de Galo, que inicialmente tinha em sua proporção original 2/3 de Cachaça para 1/3 de Vermute, nos dias de hoje não tem uma receita exata e nem há uma técnica fixa de preparo: as bebidas podem ser misturadas num mixing glass com gelo ou no próprio copo de servir.

A idéia do concurso é levar o Rabo de Galo a alçar vôos mais altos. O objetivo é que este drink seja o segundo coquetel brasileiro à base de Cachaça a ser inserido na lista da IBA – International Bartenders Association.

 

Fuller’s Vintage Ale chega pela primeira vez em barril ao país

4 de dezembro de 2018
2018-12-04-Fuller_s Vintage Ale chega pela primeira vez em barril ao país

Foto – Divulgação

A importadora Boxer do Brasil traz ao país a nova edição de um dos rótulos mais esperados pelos colecionadores de cerveja: Fuller’s Vintage Ale 2018. Esta cerveja que é  sazonal vem pela primeira vez ao Brasil também na versão barril, e estará engatada em alguns dos melhores pontos de venda da cidade e disponível também em garrafa.

A Vintage Ale é uma receita anual da famosa cervejaria inglesa Fuller’s. A tradição começou em 1997 e se tornou tão popular que é mantida até os dias hoje. Suas garrafas são limitadas, numeradas e embaladas a mão, individualmente. A cada ano é produzida com os melhores ingredientes disponíveis, sendo sempre complexa e potente. Entre os seus atributos, a Fuller’s Vintage Ale é refermentada na garrafa e se destaca por conta da sua relação com o tempo: é um exemplar de guarda, tendo seus sabores e características aperfeiçoados com o passar do tempo.

A edição 2018 é uma celebração aos temas como “home-grown” e ‘”Best of British”, um brinde à relação e parceria de seus cervejeiros com os colegas da indústria e fornecedores. A cerveja, que propõe explorar o que há de melhor no ano, buscou ingredientes que nunca tinha usado antes, como a nova variedade de lúpulo britânico Olicana, sem deixar de lado os já queridinhos, como o malte Maris Otter. Ou seja, o resultado é uma cerveja complexa, com um toque ousado e novo, sem deixar a sensação de familiaridade para trás.

Uma cerveja de coloração dourada profunda, com sutil acobreado e espuma cremosa, a Vintage 2018 tem perfil frutado e tropical, com aroma que remete à frutas cítricas, com um toque de ervas e especiarias. Se envelhecida, a Fuller’s Vintage Ale 2018 também pode desenvolver notas vínicas, de frutas vermelhas e Jerez, por exemplo.

Cervejaria Tibaya lança a Lawine IPA

3 de dezembro de 2018
2018-12-03- Tibaya Cervejaria lança a Lawine IPA.

Foto- Divulgação

No último final de semana tive a oportunidade de estar em Atibaia e visitar a  Cervejaria Tibaya que lança hoje mais uma nova linha de cerveja a Lawine IPA.

Fundada em abril de 2012 a Tibaya foi a 1ª Cervejaria Artesanal de Atibaia. O nome da empresa faz referência ao nome dado ao sítio na qual se encontra hoje o município de Atibaia.

Sua primeira linha de cervejas com 6 estilos se chama Pedra Grande e tambem é uma homenagem ao principal ponto turístico da cidade. Ponto mais alto do município, a Pedra Grande atrai turistas por causa do seu visual e também para a prática de esportes como o vôo livre e o paraglider.

No início de suas atividades a empresa produzia 400 litros por mês. A fábrica atual no Bairro do Estoril produz 13.400 litros de cerveja por mês. Atualmente, a empresa produz as cervejas Pedra Grande Pilsen, Weiss, Stout, Pale Ale, Dunkelweizen e Bock; a linha Pedrita Morango e a Pedrita Witbier que vem em garrafas menores e agora começa uma terceira linha a Lawine.

Lawine na língua alemã significa avalanche e segundo Eduardo Félix, diretor e mestre cervejeiro da Tibaya Cervejaria, a Linha Lawine foi desenvolvida para o público mais especializado e será composta por cervejas mais encorpadas e que também terão teor alcoólico mais elevado.

Essa American IPA estará disponível em chope e em garrafas de 500 ml. Ela tem 7,0% de teor alcoólico e 50 IBUs, é bastante equilibrada, encorpada e com boas cargas de lúpulos que conferem um amargor único. Sua receita agrega quatro diferentes maltes de cevada e quatro tipos de lúpulos, sendo um usado no dry hopping. Outro diferencial é que ela não é filtrada, o que garante as melhores características do aroma e sabor dos maltes e dos lúpulos.

Evento The Art of the Mix com Cointreau

3 de dezembro de 2018

O icônico e mundialmente conhecido licor francês Cointreau convida o público para The Art of the Mix, um evento irreverente comandado por cinco dos mais renomados bartenders de São Paulo.

O Seen, um dos bares mais badalados da cidade, receberá o grupo no dia 05 de dezembro, quarta-feira. Localizado na cobertura do Hotel Tivoli Moffarej, o espaço possui vista panorâmica e clima requintado, conectado ao lifestyle da marca e ao espírito radiante de Cointreau.

Os bartenders convidados são: Heitor Marin, anfitrião do Seen, Ricardo Basseto, guest do D.O.T. (Sheraton), Ale D’Agostino, do Apothek, Talita Simões do Side Bar e Marcinha Martins, que está inaugurando seu novo bar.

A cartela de drinks oferecidos é bastante variada e passa pelos clássicos feitos com Cointreau como Cointreaupolitan, Cosmopolitan, Side Car, White Lady, Cointreau Fizz e Margarita, todos acompanhados de sugestões de menu harmonizado, ideal para uma experiência completa. Além disso, dez criações exclusivas foram desenvolvidas para a noite, duas de cada um dos bartenders convidados, que prometem surpreender os apaixonados por drinks e mixologia. Tudo com o apoio de outras grandes marcas da coquetelaria mundial, como The Botanist Gin, Cognac Rèmy Martin, Mount Gay Rum e Whisky Bruichladdich.

Com drinks a partir de R$ 25, o evento tem entrada gratuita e as reservas podem ser feitas através do site, Facebook ou telefone do Seen.

Data: 05 de dezembro (quarta-feira)

Horário: o serviço de Guest Bartendering acontecerá das 19h às 23h, mas o evento segue noite à dentro, incluindo todos os drinks especiais

Local: Alameda Santos, 1437 – 23° andar

Valores: Entrada Gratuita | Os drinks variam entre R$ 25,00 e R$ 39,00.

Informações e reservas:

www.seensp.com | www.facebook.com/seensaopaulo | 11 3146.5923